Inhotim hospedará festival no réveillon com Marina Lima, Jaloo e Mc Tha

Shows de Marina Lima com participação de Letrux, Marcos Valle, Luedji Luna, MC Tha com participação de Jaloo e os blocos de carnaval Tarado Ni Você (SP) e Chama o Síndico (MG), além de DJs internacionais, estão confirmados no evento no museu a céu aberto em Minas Gerais, com ceia e open bar na noite da virada

Um dos eventos mais desejados pelo público virou realidade. A primeira edição do MECANewYear@Inhotim, festival de Ano Novo do MECA nos jardins do Instituto Inhotim, acontece nos dias 28, 29 e 31 de dezembro, com ceia e open bar na noite de Réveillon. A programação inclui shows, DJ sets nacionais e internacionais, e muita imersão em cultura e arte.

As primeiras atrações do line-up acabam de ser anunciadas, com shows de Marina Lima com participação de Letrux, Marcos Valle, Luedji Luna, MC Tha com participação de Jaloo, Forró RED Light e os blocos de carnaval Tarado Ni Você (SP) e Chama o Síndico (BH).
.
Além disso, os DJs Dicky Trisco (UK), Mehmet Aslan (SWZ) e Ruby Savage (UK) irão agitar a pista com música eletrônica. A programação de três dias de festa será uma mistura entre grandes e novos nomes da música brasileira, clima carnavalesco e artistas nacionais e internacionais da música eletrônica. Mais atrações serão divulgadas em breve.
.

Inhotim fará festival no réveillon com Marina Lima, Jaloo e Mc Tha
Marina Lima – Foto: divulgação

SIDE PARTY – TOPO DO MUNDO

Além de anunciar os primeiros nomes do festival de Ano Novo, o MECA confirmou uma side party no dia 30 de dezembro, no Topo do Mundo, uma das vistas mais incríveis do Brasil, entre as montanhas mais famosas de Minas Gerais, a poucos quilômetros do centro de Brumadinho, no alto da Serra da Moeda.

SERVIÇO

MECANewYear@Inhotim
De 28, 29 e 31 de dezembro
Instituto Inhotim (MG)
mecanewyear.com

Passaportes:

1º LOTE – À VENDA
Passaporte para 3 dias de festival (meia-entrada cultural* & meia entrada para estudantes): R$750
*Quem doar um livro paga o valor da meia-entrada.
Clientes digio têm 20% de desconto: R$600

*O valor do passaporte dá direito à open bar e ceia na noite da virada, além da programação diurna e noturna dos 3 dias de festival.

2º LOTE – EM BREVE

Passaporte para 3 dias de festival (meia-entrada cultural* & meia entrada para estudantes): R$900
*Quem doar um livro paga o valor da meia-entrada.
Clientes digio têm 20% de desconto: R$760

*O valor do passaporte dá direito à open bar e ceia na noite da virada, além da programação diurna e noturna dos 3 dias de festival.

Side Party no Topo do Mundo
30 de dezembro
Local: Estrada da Serra, s/n – Serra da Moeda
Open Food (comida liberada) inclusa neste valor
Ingressos:
1º lote: R$120,00 (meia-entrada)
2º lote: R$150,00 (meia-entrada)
*Quem doa um livro paga meia-entrada
Clientes digio têm direito a 20% de desconto
A #SideParty no Topo do Mundo está sujeita a lotação

Sobre o MECA

O MECA é uma plataforma multicultural que nasceu em 2010 como um festival de música no Rio Grande do Sul e hoje está presente em cinco estados do Brasil (SP, RJ, MG e PE). Com a proposta de ser um radar da cena cultural nacional e internacional, hoje o MECA produz festivais imersivos e multiculturais, gera conteúdo em canais de mídia proprietários, além de conectar pessoas, marcas e iniciativas culturais em projetos especiais ao longo do ano inteiro. Em 2018, foram mais de 1.400 horas de programação cultural e musical distribuídas em cinco festivais e em eventos na sede do MECA em Pinheiros, como pocket shows, DJ sets, talks e markets, reunindo mais de 35 mil pessoas ao longo do ano. Em 2019, o calendário inclui os festivais MECAInhotim (MG), MECABrennand (PE), MECAMaquiné (RS), MECANewYear @ Inhotim (MG) e um novo projeto chamado 100+, para São Paulo (SP).
.
Sobre o Inhotim
Museu de Arte Contemporânea e Jardim Botânico, o Instituto Inhotim exibe de forma permanente obras de renomados artistas brasileiros e estrangeiros, integrando arte, botânica, paisagismo, arquitetura e educação. Desde a abertura, em 2006, o Instituto tornou-se um dos principais destinos turísticos e culturais do Brasil, e já recebeu três milhões de visitantes. Nos 140 hectares de visitação, o visitante encontra 23 grandes galerias – 19 permanentes e quatro temporárias – e outras 23 obras de grande escala. No campo botânico, o público tem a oportunidade conhecer espécies de todos os continentes, que integram uma coleção de cerca de 4,5 mil plantas – algumas delas raras e ameaçadas de extinção.

1 COMENTÁRIO