Com má gestão, 1007 São Paulo, Florianópolis e Balneário Camboriú encerram atividades

Foi alegada uma crise e não se sabe se os funcionários terão seus direitos trabalhistas validados