Documentário do ator pornô Jonathan Agassi tem première este final de semana em SP

Documentário mostra uma visão rara de um dos atores mais populares da pornografia gay: "Jonathan Agassi Salvou Minha Vida" tem duas exibições este finde

Jonathan Agassi construiu a fama e sucesso naquilo que é globalmente considerado um tabu e empolga milhões de pessoas ao redor do mundo. O cineasta Tomer Heymann documentou o ator pornô em momentos que redefinem corajosamente os conceitos familiares em “Jonathan Agassi Salvou Minha”, que tem première brasileira este final de semana no 27º Festival Mix Brasil.

O longa-metragem ganhou como “Melhor Documentário” e “Melhor Edição” no Festival de Jerusalém; foi seleção oficial do IDFA, CPH:DOX e BFI Flare.

Em São Paulo, Jonathan Agassi Saved My Life será exibido em duas sessões dentro do Festival MixBrasil 2019:

15 NOV | SEXTA-FEIRA – 23H30 @ Cinesesc
16 NOV | SÁBADO – 20H @ Itaú Augusta 4 (

A entrada é gratuita, basta retirar o ingresso uma hora antes da respectiva sessão.

SINOPSE: Agassi divide seu tempo entre Berlim e Israel. O mundo da pornografia e do universo de acompanhantes, bem como do relacionamento único entre mãe e filho, dão o enredo ao longa-metragem.

CLASSIFICAÇÃO INDICATIVA: 18 anos

DIREÇÃO: Tomer Heymann
PAÍS: Israel, Alemanha
ANO: 2018
DURAÇÃO: 106′

Elenco/Cast: Jonathan Agassi
Roteiro/Screenplay: Tomer Heymann
Fotografia/Cinematography: Addie Reiss
Montagem/Editing: Tal Rabiner, Alex Khosid
Som/Sound: Itzik Cohen
Música/Music: Matan Daskal, Alberto Shwartz
Produção/Production: Barak Heymann, Tomer Heymann

Frame do documentário
Frame do documentário
Frame do documentário
Frame do documentário
Frame do documentário
Jonathan Agassi Salvou Minha Vida
Jonathan Agassi Salvou Minha Vida
Frame do documentário
Frame do documentário
Frame do documentário
Frame do documentário
Frame do documentário
Frame do documentário

Cinema, teatro, música, literatura, conferências, games e diversas atrações gratuitas até dia 20 de novembro durante a 27ª edição do Mix Brasil, acompanhe:

15 NOV | SEXTA-FEIRA | Festival Mix Brasil

CCSP - Foyer
14h Dança LGBT (180’) - Livre
15h-20h BIG DIVERSITY: 2a Mostra de Jogos da Diversidade [GAMES]
15h-20h Max VR (5’) - 14 anos [VIRTUAL MIX] - AI
15h-20h Ela Voa com Suas Próprias Asas (9’) - Livre [VIRTUAL MIX] - AI
CCSP - Sala Adoniran Barbosa
18h Sombra (60’) - 18 anos [DRAMÁTICA EM CENA]
19h Festa Impulse (180’)
CCSP - Sala Jardel Filho
17h WORK IN PROGRESS Orlandx by Virginia Woolf + VULCÃO [CONVERSA] (110’) - 16 anos [DRAMÁTICA EM CENA]
CCSP - Sala Lima Barreto
15h30 Galore [Mundo Mix Holanda] (74’) - 14 Anos - LEP
17h30 Curtas: Como é Gostoso o Meu Francês (82‘) - 18 Anos - LEP
19h30 Curtas: Corpos Ardentes (89‘) - 18 Anos - LEP
CCSP - Sala Paulo Emílio
15h Tente Entender o que Tento Dizer (79’) - 12 Anos
17h Curtas: Caminhos do Afeto (79‘) - 14 Anos
19h Rumo às Estrelas (111’) - 16 Anos - LEP
Spcine Olido
15h Indianara (84’) - 16 Anos - LI
17h Alice Júnior (87’) - 12 Anos - LI - AC
19h Que os Olhos Ruins Não Te Enxerguem (76’) - Livre
Itaú Augusta 4
20h Fabulous (46’) / Abre: Dominique (19’) - 12 Anos - LEP
22h O Príncipe (96’) - 18 Anos - LEP
Museu da Imagem e do Som
15h Curtas: Competitiva Brasil 1 (72’) - 16 anos
17h Curtas: Competitiva Brasil 2 (73‘) - 14 anos
19h Curtas: Competitiva Brasil 3 (76‘) - 16 anos
Cinesesc
15h Os Membros da Família (86’) - 16 Anos - LEP
17h Monstros (116’) - 18 Anos - LEP
19h30 A Rosa Azul de Novalis (70’) - 18 Anos - LI
21h30 Mr. Leather (74’) - 18 Anos - LI
23h30 Jonathan Agassi Salvou Minha Vida (106’) - 18 Anos - LEP
Centro Cultural da Diversidade
21h Eu não Sou Harvey (Ensaio Aberto) (45’) - 16 anos [DRAMÁTICA EM CENA]
Biblioteca Mário de Andrade
15h Mário de Andrade Longe do Armário (90’) - 14 anos [MIX LITERÁRIO]
17h De Mão em Mão: dos Zines aos Livros Artesanais LGBTQI+ (90’) - 14 anos [MIX LITERÁRIO]
19h Sarau: Negritudes LGBTQI+, Novas Vozes (90’) - 14 anos [MIX LITERÁRIO]

PREMIADOS FESTIVAL MIX BRASIL DE CULTURA DA DIVERSIDADE 2018

COELHOS DE OURO
      Prêmio do Júri da Mostra Competitiva Brasil

  • Melhor Longa-Metragem Brasileiro: SÓCRATES, de Alex Moratto
  • Melhor Curta-Metragem Brasileiro: REFORMA, de Fábio Leal INCENTIVO: O longa e o curta premiados com o Coelho de Ouro também receberão os prêmios DOTCINECTAV e MISTIKA de incentivo à realização de seus novos projetos audiovisuais através da parceria do Festival Mix Brasil com apoiadores da área cinematográfica.COELHOS DE PRATA
    Prêmio do Júri da Mostra Competitiva Brasil para Curtas-metragens
  • Melhor Direção: Fábio Leal, por REFORMA
  • Melhor Roteiro: Fábio Leal, por REFORMA
  • Melhor Interpretação: Carol Dall Farra, por MC JESS
  • Menção Honrosa: KIBE LANCHES, de Alexandre Figueirôa

    Prêmio do Júri da Mostra 
    Competitiva Brasil para Longas-metragens
  • Melhor Direção: Alex Moratto, por SÓCRATES
  • Melhor Roteiro: Ary Rosa, por ILHA
  • Melhor Interpretação: Christian Malheiros, por SÓCRATES
  • Menção Honrosa: LEMBRO MAIS DOS CORVOS, de Gustavo VinagrePrêmio do Público
  • Melhor Curta-Metragem Nacional: DO LADO DILLAH, de Washington Calegari
  • Melhor Curta-Metragem Internacional: MARGUERITE, de Marianne Farley (Canadá)
  • Melhor Longa-Metragem Nacional: BIXA TRAVESTY, de Claudia Priscilla Kiko Goifman
  • Melhor Longa-Metragem Internacional: CONQUISTAR, AMAR E VIVER INTENSAMENTE, de Christophe Honoré (França)PRÊMIOS ESPECIAIS
  • Prêmio Ícone Mix: João W. Nery
  • Prêmio Suzy Capó: o filme ALFREDO NÃO GOSTA DE DESPEDIDAS, de André Medeiros Martins
  • Prêmio Canal Brasil de Incentivo ao Curta Metragem: AQUELES DOIS, de Émerson Maranhão
  • Prêmio Encripta: O SUSSURRO DO JAGUAR, de Thais Guisasola e Simon(e) Jaikiriuma Paetau
  • Prêmio Show do GongoCARNAVRAU.PPT, de Vinícius Yamada