A novela Fina Estampa, que está sendo reexibida no horário nobre na Rede Globo após a suspensão das gravações de “Amor de Mãe”, optou por excluir uma cena do episódio que vai para o ar nesta quarta-feira, 01 de abril, que contém falas homofóbicas (e criminosas) direcionadas ao personagem gay Crô.

Globo não reexibirá cena com diálogo homofóbico em Fina Estampa
Crô, interpretado por Marcelo Serrado (Reprodução)

O corte de cenas é comum nas reprises de novelas no canal, mas a decisão do corte neste episódio em questão foi motivada para evitar polêmicas com a comunidade LGBTQ+ e para não incentivar comportamentos homofóbicos aos telespectadores.

No capítulo original da telenovela que foi exibida em 2011 e 2012, a personagem de Lília Cabral (Griselda) descobre que seu filho (Caio Castro) tentou contratar uma atriz (Ângela Vieira) para fingir ser sua mãe, já que o personagem de Castro tem vergonha da simplicidade da mãe biológica. Em seguida, a atriz que foi contratada pelo rapaz, tem uma conversa áspera com o personagem gay Crô, interpretado por Marcelo Serrado, e dispara as frases homofóbicas.

Como a Rede Globo não reproduzirá as frases homofóbicas, o GAY BLOG BR por sua vez também não transcreverá aqui o diálogo criminoso do folhetim. Lembrando que a homotransfobia foi criminalizada no Brasil em 23 de maio de 2019.

6 dos 11 ministros já votaram a favor da criminalização da homofobia