Aos 54 anos, Keanu Reeves atualiza as definições de charme em ensaio para a GQ

Keanu viveu em hotéis na década de 1990, andando de moto e tocando na banda grunge Dogstar, da qual foi baixista até ao fim da banda em 2002

Keanu Reeves provavelmente é o ator mais humilde de sua geração. De tempos em tempos aparece fotos dele andando no metrô, caminhando por Nova York sem muita pressa e comendo lanches em praças.

Em uma nova sessão de fotos para a GQ Magazine, o ator, cineasta, escritor, produtor cinematográfico e músico mostra que é, de fato, atemporal e que a idade só faz bem para ele.

GQ Magazine – Abril/2019
keanu reeves gq
GQ Magazine – Abril/2019
GQ Magazine – Abril/2019
GQ Magazine – Abril/2019
GQ Magazine – Abril/2019
GQ Magazine – Abril/2019
GQ Magazine – Abril/2019
GQ Magazine – Abril/2019
GQ Magazine – Abril/2019

CRÉDITOS: 
Fotografias de Daniel Jackson
Denominado por George Cortina
Hair de Nina Paskowitz
Grooming de Geri Oppenheim
Cenografia de Gille Mills na Magnet Agency 
Produção de Prodn na Art + Commerce

BIOGRAFIA

Nascido em Beirute, no Líbano, é filho da figurinista e performer britânica Patricia Taylor e do geólogo norte-americano Samuel Nowlin Reeves Jr. Sua mãe é originária de Essex, Inglaterra. Seu pai, um norte-americano do estado do Havaí, é descendente de chineses, havaianos, ingleses, irlandeses e portugueses.

Seu nome de batismo foi dado em homenagem a um tio bisavô e tem significado poético: Keanu significa “Brisa fresca sobre as montanhas” ou, numa tradução mais fiel ao havaiano, “Frescor ou Serenidade”.[carece de fontes] Além da irmã chamada Kim, Keanu tem duas meio-irmãs. Uma é Karina, filha do terceiro casamento de Patricia com Robert Miller. A outra é Emma, filha de um outro relacionamento de Samuel Reeves.

Antes de ser figurinista, sua mãe Patricia Taylor trabalhava como dançarina e performer num clube noturno no Líbano quando conheceu Samuel. Os dois se casaram rapidamente e de forma impulsiva. Samuel Reeves viajava muito a trabalho e, após uma de suas muitas viagens aos Estados Unidos, não voltou mais ao Líbano, caracterizando o abandono do lar. O casamento de Patricia Taylor e Samuel Reeves estava terminado, mas Samuel ainda manteve algum contato com Keanu e Kim durante a infância e depois não deu mais notícias. A família só veio a saber dele quando Keanu já era adulto e famoso. Samuel cumpriria 2 anos de uma sentença de 10 na prisão em 1992 por vender heroína num aeroporto do Hawai, nos Estados Unidos.

Keanu teve experiências diferentes dadas pelos vários pais, que entraram na família Reeves.

Em 1969 Patricia, Keanu e Kim deixaram o Líbano e mudaram-se para Nova Iorque, em busca de um recomeço. Patricia casou-se uma segunda vez com Paul Aaron, diretor na Broadway, e foram então para Toronto, no Canadá, onde adquiriram a cidadania canadense. O casamento durou apenas um ano e não tiveram filhos, mas até hoje Paul Aaron continua sendo a figura paterna escolhida por Keanu. O ator cresceu nessa cidade. Patricia teria mais dois casamentos: um com um promotor de rock, Robert Miller, pai de Karina, meia-irmã, e depois com um dono de um salão de cabeleireiros, Jack Bond. Ela deixou o ofício de dançarina, tornou-se costureira e logo evoluiu para figurinista. Fez disso sua profissão de sucesso, criando figurinos para artistas como Dolly Parton, Emmylou Harris e David Bowie. Nessa época, Patricia trabalhava muito para manter os filhos e por diversas vezes os deixava com amigos e com amas. Um desses amigos foi o roqueiro Alice Cooper que, durante um tempo, morou na casa de Patricia. Contou que Keanu, em criança, não se assustava com os tipos estranhos que andavam por sua casa, que adorava ver os ensaios da banda e ficava batendo as mãozinhas no baixo para ouvir o som. Cooper também revelou que muitas vezes se juntava a Keanu para assustar a empregada, fazendo vômito falso.

Hockey e teatro eram seus interesses reais. Keanu jogava como goleiro e era tão bom que o seu apelido era “a parede”, porque nada passava por ele. Keanu foi eleito o jogador mais importante da equipe e em certo ponto até quis seguir carreira na liga oficial. Não conseguia adaptar-se à escola. Não era um aluno ruim, mas nunca se destacava em nenhuma matéria, e sofria por ser disléxico, transtorno que só foi conseguir lidar já adulto. Também tinha dificuldades em se relacionar com colegas e professores.

1 COMENTÁRIO