ENSAIO: o analista financeiro Douglas Toledo tira a roupa; veja por sua conta e risco

A Cactos Magazine, revista online sobre o nu artístico masculino, convidou um analista financeiro para um ensaio bastante ousado

Editorial de Luiz Meloc

Enquanto você está aí, no conforto do seu combo wifi+ar condicionado, estou aqui na locação esperando o analista financeiro Douglas Toledo.

Comprei uma lona de “pano de prato” no Mercado Livre e estava esperando o momento certo para estrear o novo fundo;  acho que o Douglas vai ser perfeito. A minha referência fotográfica é o americano Bruce Weber, famoso por fotografar para a Calvin Klein, Abercrombie e outras marcas. Pretendo usar um mix de luz natural com luz artificial e acho q isso vai me trazer o tom intimista que um ensaio de nu masculino permite.

É o segundo editorial do Douglas comigo e acredito que seu receio inicial de tirar a roupa para um estranho já foi superado.

Quando ele chegou, ficamos tanto tempo conversando que a luz caiu, começou a chover e eu esqueci de começar o ensaio. Montei a lona, ele passou hidratante no corpo e vestiu uma micro cueca. Quando finalmente entrou na lona, parecia um agradecimento dos anjos. A lona ficou parecendo um circo e foi a inspiração perfeita para que o editorial tomasse forma.

Foto: Cactos Magazine
Foto: Cactos Magazine

Tem hora que fotógrafo não fala, admira. Fiquei lá observando o Douglas brilhar de cueca, em cima do banquinho, se enrolando com a lona, como se estivesse fazendo amor. E eu apertando o botão nervosamente da câmera, se estivesse ali fazendo uma macarronada, o efeito seria o mesmo, afinal, ele parecia tão integrado com a lona, com o banco que nem parecia estar sendo fotografado.

Decidi tirar a roupa dele embaixo da chuva, quer coisa mais sexy? Ali tinha uma orquídea amarela, será que ele vai sensualizar na chuva, com a orquídea e o resto? O fez. A chuva no corpo nu, a coreografia perfeita da integração com o espaço; era tudo tão perfeito e poético que nem parecia estar despido, quero dizer, sim, parecia que estava despido, mas despido de pré-conceito, de máscaras, de rótulos. O nu deu espaço para a naturalidade e isso é o mais próximo que podemos chegar da arte.

Para ver na íntegra esse editorial e outras poesias fotografadas com o corpo nu masculino ~sem censura~, assine a REVISTA 16 da Cactos Magazine (www.cactosmagazine.com).  Os vídeos podem ser vistos no Cactos Magazine (www.onlyfans.com/cactosmagazine).

VEJA TAMBÉM:
André Baliera é um excelente servidor público com ótimas fotos privadas 🔞

1 COMENTÁRIO

Comente