GAY BLOG BR by SCRUFF

Se estivesse vivo, o ator norte-americano Anthony Perkins, que ficou consagrado mundialmente por sua atuação no filme “Psicose”, de Alfred Hitchcock, no papel de Norman Bates, estaria com 89 anos.

Perkins atuou em mais de 60 filmes, desde dramas, faroestes, filmes românticos e terror, trabalhando com diversos nomes famosos como Henry Fonda, Audrey Hepburn, Sophia Loren, Jane Fonda e Ingrid Bergman. O ator chegou a  receber o prêmio de melhor ator em Cannes pela obra “Mais uma vez, adeus” (1961).

foto
Anthony Perkins – crédito: reprodução

Anthony também dirigiu dois filmes: “Psicose III” (1986) e “Lucky Stiff” (1988). Além de atuar e dirigir, ele também “arriscou” na música, gravando algumas canções em francês, idioma que dominava.

Filho do ator Osgood Perkins, que atuou em Scarface e Janet Rane, Anthony perdeu o pai muito cedo, aos 5 anos de idade, e teve um relacionamento conturbado com a mãe, que ele descreveu anos depois como problemática e possessiva.

foto
Anthony Perkins – crédito: reprodução

Nos anos 1950, os atores de Hollywood eram induzidos a não “saírem do armário”, e não foi diferente com Perkins, que ia a encontros arranjados com jovens atrizes para que os tabloides não suspeitassem de sua homossexualidade.

foto
Anthony Perkins e Tab Hunter – crédito: reprodução

Sua primeira experiência heterossexual aos 39/40 anos, em 1972, e, até então, só havia tido relações com homens. A identidade da mulher responsável por tirar a virgindade do ator veio a ser revelada anos depois: a atriz Victoria Principal.

Segundo uma biografia não autorizada, Perkins teria tido cinco relacionamentos com homens, entre eles o bailarino Rudolf Nureyev, o artista Christopher Makos, o  compositor Stephen Sondheim, o coreógrafo Grover Dale e o ator Tab Hunter (falecido em 2018, aos 86 anos).

Em outra biografia, de 2021, escrita por Mike Nichols, conta que influenciado por um casal heterossexual que ganhava dinheiro promovendo uma espécie de cura gay, “Perkins e seu namorado de longa data, Grover Dale, haviam se convencido de que sua homossexualidade estava obstruindo sua felicidade e queriam reiniciar suas vidas com mulheres”.

O ator acabou se casando anos depois com a modelo Berry Berenson e teve dois filhos. Berenson foi uma das vítimas do famoso voo American Airlines sequestrado por terroristas durante os ataques de 11 de setembro de 2001.

foto
Anthony Perkins – crédito: reprodução

Perkins veio ao Brasil em 1986 para promover Psicose III, e ficou com fama de pretensioso e baladeiro. Segundo rumores da época, ele explorou bastante a noite gay de São Paulo na companhia de alguns brasileiros.

Anthony Perkins trabalhou até o último momento fazendo filmes para a televisão, falecendo em 1992, aos 60 anos, por complicações decorrentes da AIDS. Em 2015, foi lançado um documentário sobre Tab Hunter, intitulado “Tab Hunter Confidential: The Making of a Movie Star”, em que aborda dentre outros assuntos, a sua relação com Perkins.

foto
Anthony Perkins – crédito: reprodução
foto
Anthony Perkins e Tab Hunter – crédito: reprodução
foto
Anthony Perkins – crédito: reprodução




Junte-se à nossa comunidade

Mais de 20 milhões de homens gays e bissexuais no mundo inteiro usam o aplicativo SCRUFF para fazer amizades e marcar encontros. Saiba quais são melhores festas, festivais eventos e paradas LGBTQIA+ na aba "Explorar" do app. Seja um embaixador do SCRUFF Venture e ajude com dicas os visitantes da sua cidade. E sim, desfrute de mais de 30 recursos extras com o SCRUFF Pro. Faça download gratuito do SCRUFF aqui.