GAY BLOG BR by SCRUFF

Nascido na Inglaterra em 1928, Roddy Mcdowall ainda criança se mudou com os pais para os Estados Unidos. Aos 10 anos, em 1938, já era um astro mirim e autou em seu primeiro longa-metragem. Acumulou mais de 200 obras para o cinema e TV, desde clássicos até produções de baixo orçamento, como o filme “Shakman” (1989).

foto
Roddy Mcdowall – crédito: reprodução

Aos 18 anos, no ápice da juventude, se mudou para Nova York, onde atuou em várias peças na Broadway. De volta ao cinema, participou de filmes importantes como “Cleópatra” (1963), “Planeta dos Macacos” (1968), “O Destino de Poseidon” (1972), “Funny Lady” (1975) e “A Hora do Espanto” (1985 e 1988 na continuação). Apesar de ter feito trabalhos conhecidos e elogiados pela crítica, era sempre lembrado pelo personagem interpretado nos quatro filmes e série de TV, “O Planeta dos Macacos”.

foto
Roddy Mcdowall – crédito: reprodução

Discreto, nunca falou sobre sua vida pessoal. Ao contrário de muitos galãs gays de Hollywood, como Rock Hudson, que tiveram “casamentos de fachada”, Mcdowall nunca se casou – por isso, não foi um espanto quando biógrafos descobriram que ele era gay.

foto
Roddy Mcdowall – crédito: reprodução

Em 1965, munido de uma filmadora de última geração para a época, o ator registrou vários famosos em ascensão na sua casa, de frente para a praia em Malibu. Nas imagens disponíveis no YouTube, é possível ver celebridades como: Jane Fonda, Natalie Wood, Paul Newman, Lauren Bacall, Kirk Douglas, Rock Hudson e outras estrelas bebendo, fumando, comendo cachorro-quente e  se divertindo na praia, ao lado de seus parceiros e filhos.

Ao contrário de atores como Anthony Perkins e Marlon Brando, ele também não era envolvido em escândalos. Exceto em 1974, quando o FBI invadiu a casa do ator e apreendeu a sua vasta coleção de filmes e séries de TV, por meio de uma investigação na época, sobre pirataria e violação de direitos autorais, mas nada aconteceu contra ele.

foto
Roddy Mcdowall – crédito: reprodução

Além de atuar, ele também era fotógrafo e diretor. Recebeu o Emmy de “melhor ator coadjuvante”, em 1963. Em 1960, já havia recebido o Tony, também por seu desempenho como ator. Anos mais tarde, em 1985, voltou a ganhar o prêmio, o Saturn Awards, também por “melhor ator coadjuvante”.

foto
Roddy Mcdowall no filme “A Hora do Espanto” – crédito: reprodução

Roddy Mcdowall faleceu em 1998, aos 70 anos, em sua casa em Studio City, Los Angeles, devido a um câncer de pulmão. Aliás, sua residência era bastante modesta para os padrões de Hollywood, fugindo da ostentação.




Junte-se à nossa comunidade

Mais de 20 milhões de homens gays e bissexuais no mundo inteiro usam o aplicativo SCRUFF para fazer amizades e marcar encontros. Saiba quais são melhores festas, festivais eventos e paradas LGBTQIA+ na aba "Explorar" do app. Seja um embaixador do SCRUFF Venture e ajude com dicas os visitantes da sua cidade. E sim, desfrute de mais de 30 recursos extras com o SCRUFF Pro. Faça download gratuito do SCRUFF aqui.