GAY BLOG BR by SCRUFF

Anderson Rocha (PDT), de 23 anos, é candidato a deputado estadual na Bahia. Funcionário público e bissexual, ele é morador de Vitória da Conquista (BA). O jovem conversou com o Gay Blog BR e falou sobre suas pautas políticas no especial “Eleições 2022“.

Anderson Rocha, candidato a deputado estadual pelo PDT da BA (Foto: Divulgação)

Estudante de Administração na Rede UniFTC, Anderson já foi candidato a vereador nas eleições de 2020 em Vitória da Conquista. Recentemente, ele recebeu o título de Doutor Honoris Causa, da Faculdade Formação Brasileira e Internacional de Capelania e a Ordem dos Capelões do Brasil. 

O candidato diz que as eleições de 2022 serão históricas no país e, além disso, uma oportunidade para amadurecer o debate: “Temos muita gente, que a nossa política precisa, se candidatando. […] Na Bahia, acredito que haverá uma grande renovação no legislativo. Estamos trabalhando muito para que a população se conscientize sobre a importância de mudar, e saber escolher quem realmente merece a chance de estar lá”.

Entre suas propostas, ele ressalta a educação, inovação, redução das desigualdades e geração de oportunidades como suas principais bandeiras. “As pautas LGBTQ+ e todas que promovam a justiça, a cidadania e gere oportunidades para nossas populações vulneráveis estão dentro da minha prioridade”, afirma o candidato.

Anderson Rocha (Foto: Divulgação)

GAY BLOG BR: Qual a sua formação e trajetória profissional?

Anderson Rocha: Atualmente, estudo Administração na UniFTC, fui candidato a vereador nas eleições de 2020 na minha cidade, já fui gerente municipal de juventude, ex-conselheiro municipal de juventude,  ex- conselheiro municipal de assistência social,  ex- conselheiro municipal de igualdade racial, co-fundador e  ex-segundo vice-presidente do núcleo Diversidade e Inclusão do MDB Nacional, gerente de compras da Secretaria Municipal de Saúde de Vitória da Conquista e, recentemente, recebi o título de Doutor Honoris Causa, da Faculdade Formação Brasileira e Internacional de Capelania e a Ordem dos Capelões do Brasil

GB: O que motivou a se candidatar?

Anderson: Cansado com o que está acontecendo com a nossa política e com o Brasil, tomei a decisão de entregar meu nome e minha alma à vida pública para fazer a diferença. Precisamos transformar toda essa indignação em ação e voltar a ter esperança. Não quero que minhas ideias sejam mais engavetadas, quero expor para que outras pessoas também se juntem a mim para realizarmos esses sonhos coletivos. Eu sei que não estou sozinho. Há muitos que também acreditam que um país melhor, mais inclusivo, desenvolvido e ético é possível. O desafio é enorme, mas quando o povo se junta, coisas grandiosas podem acontecer. Pessoas bem intencionadas precisam ocupar espaço para que pessoas má intencionadas sejam a minoria ou extinta da política

GB: Quais os desafios enfrentados ao ser um candidato abertamente LGBTQ+?

Anderson: O preconceito tem prejudicado fazer muitas parcerias ou conseguir apoios políticos e até de recursos. O PDT foi um partido que abriu as portas para a minha candidatura se desenvolver na Bahia, mas muita coisa tive que enfrentar sozinho para que saísse da palavra e fosse realmente para a prática. Ocupar espaço nesse mundo corporativista sempre foi difícil, mas a gente dá um jeito de chutar a porta, como sempre fizemos. Quando colocamos a esperança na frente, vamos longe.

GB: Quais são as suas principais propostas? Há pautas exclusivamente para LGBTQ+?

Anderson: Sabemos aonde queremos chegar: na redução das desigualdades. E eu e minha equipe sabemos como fazer. Sempre ouvindo as pessoas, vamos buscar soluções para as necessidades dos baianos. E vamos ser a voz, principalmente, dos que mais precisam. Um deputado estadual deve estar preparado para se posicionar e dialogar sobre todas as questões. Além de propor e discutir leis, cobraremos dos governantes investimentos e políticas públicas alinhadas com a vontade das ruas. Educação, Inovação, Redução das Desigualdades e mais Geração de Oportunidades são minhas principais bandeiras. As pautas LGBTQ+ e todas que promovam a justiça, a cidadania e gere oportunidades para nossas populações vulneráveis estão dentro da minha prioridade

GB: Quais medidas você acredita serem necessárias para combater a LGBTfobia?

Anderson: Vamos criar oportunidades para a promoção da empregabilidade, geração de renda e criação de centros de referência de combate a LGBTfobia, além de capacitar todo o funcionalismo público. Criação de programas de capacitação e formação profissional com foco na população LGBT (voltado principalmente a população trans); Políticas públicas de incentivo e difusão a cultura e turismo LGBT; Criação de programas de atendimento psicosocial público, para a comunidade LGBT, buscando ajudar nossos jovens e suas famílias na descoberta da homossexualidade, transexualidade e etc, promovendo uma aceitação saudável de sua condição de gênero e convivência. E várias outras ideias.

GB: O que você pensa sobre o uso e políticas da PrEP?

Anderson: Ainda muito frágil no interior da Bahia. Precisamos ampliar o acesso à medicação no interior, onde muitas pessoas têm dificuldade de ter acesso ao atendimento e ao fornecimento da PrEP,  que contribui para reduzir novos casos de HIV.

GB: Como você avalia o governo de Bolsonaro?

Anderson: O governo Bolsonaro foi trágico para o desenvolvimento de políticas sociais, que não se resumem apenas em auxílio financeiro. É muito mais que isso. As secretarias de políticas públicas, que antes ofereciam convênios para repasses de verbas para os municípios, estão todas fragilizadas. Ninguém escuta mais falar sobre a Secretaria Nacional LGBT, a Secretaria Nacional de Direitos Humanos, a de Juventude, a de Igualdade Racial… todas foram invisibilizadas pela gestão que prejudica a geração de oportunidades para oferecer um futuro mais justo para as nossas populações. Não somente o Governo Federal, mas muitos governadores que compartilham da mesma maldade e irresponsabilidade, não estão preocupados com a sociedade, com os direitos e com a justiça.  

Confira a lista de candidaturas LGBTQIA+ de 2022 neste link.

Lista de candidatos LGBTQ+ nas eleições 2022 | Deputados, Senadores, Governadores




Junte-se à nossa comunidade

Mais de 20 milhões de homens gays e bissexuais no mundo inteiro usam o aplicativo SCRUFF para fazer amizades e marcar encontros. Saiba quais são melhores festas, festivais eventos e paradas LGBTQIA+ na aba "Explorar" do app. Seja um embaixador do SCRUFF Venture e ajude com dicas os visitantes da sua cidade. E sim, desfrute de mais de 30 recursos extras com o SCRUFF Pro. Faça download gratuito do SCRUFF aqui.

Jornalista gaúcho formado na Universidade Franciscana (UFN) e Especialista em Estudos de Gênero pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)