Curso ‘Mulheres no Cinema’ mergulha na história e obra de diretoras vanguardistas

Dividida em três módulos (“Cineastas pioneiras”, “Vanguarda e resistência” e “Cinema contemporâneo”) curso "Mulheres no Cinema" conta com 16 encontros

Em 2019 o cinema perdeu duas grandes cineastas: Agnès Varda e Barbara Hammer. Você sabe quem elas são? O que elas representam na história do cinema?

Responder a essas e muitas outras perguntas é uma das propostas do curso “Mulheres no Cinema”, idealizado pelas jornalistas e críticas Joyce Pais, criadora do site Cinemascope, e Luísa Pécora, do Mulher no Cinema. Com início em 10 de setembro, a 2° edição do curso acontecerá no centro cultural Escrevedeira, localizado no bairro da Vila Madalena, em São Paulo. O investimento é de R$ 900 (à vista), com opções de parcelamento aqui. As matrículas já estão abertas no link: http://bit.ly/cursomulheresnocinema.

mulheres no cinema
Portrait de la réalisatrice Agnès Varda derrière sa caméra sur le tournage du film ‘Sans toit ni loi’ en 1985 en France. (Photo by Micheline PELLETIER/Gamma-Rapho via Getty Images)

Dividida em três módulos — “Cineastas pioneiras”, “Vanguarda e resistência” e “Cinema contemporâneo” —, a segunda edição do curso foi expandida e conta com 16 encontros. Neles, será discutido como as narrativas dos filmes estudados se relacionam a questões históricas, sociais, comportamentais e políticas.

“Percebo que, com a pauta da representatividade nessa indústria cada vez mais no centro das discussões, o interesse por parte dos cinéfilos em filmes que fogem do cânone também é crescente, e se manifesta tanto nas redes quanto em eventos que participo pelo país”, afirma Joyce Pais.

Durante dois meses, as ministrantes apresentarão um panorama introdutório que aborda o cinema mudo, sonoro, experimental, animação, Nouvelle Vague, era dos blockbusters, cinema brasileiro moderno, novo cinema brasileiro (ficção e documentário), além de incluir questões de diversidade e identidade, com recorte de raça. Ainda haverá uma aula especial com sessão seguida de debate sobre um filme a ser escolhido.

Segundo Luísa Pécora, o objetivo do curso “é apresentar e discutir o trabalho de cineastas que contribuíram e contribuem para a produção audiovisual, ampliando o repertório dos alunos e colocando-os em contato com novos olhares, pontos de vistas e linguagens”.

O curso é voltado a todos os públicos interessados em cinema, sem necessidade de atuação profissional na área. “Eu me surpreendi com muitas das histórias contadas e dos filmes exibidos”, afirmou a jornalista Rosi Rico, que participou da primeira edição do curso. “Esses encontros são momentos para descobrir, relembrar e festejar o trabalho de diretoras dos mais diversos estilos. Debater sobre cinema criado por mulheres também é resistência”, completou.

Também ex-aluno, o designer gráfico Matheus Carvalho definiu o curso como uma “experiência fantástica”. “Luísa e Joyce desenharam aulas abrangentes sobre a trajetória de grandes mulheres na sétima arte. É um conteúdo muito bem embasado e compartilhado com muito carinho”, afirmou.

Já a defensora pública Yasmin Pestana destacou a oportunidade de saber mais sobre os desafios enfrentados pelas mulheres no cinema e de refletir sobre os tipos de filmes que elas fizeram ao longo da história. “Sempre adorei cinema e me considerei uma pessoa engajada no direito das mulheres. Mesmo assim, não tinha ideia da história das mulheres do cinema e, principalmente, não prestava atenção ao fato de que a grande maioria dos filmes que eu mais gostava eram dirigidos por homens”, contou. “Depois do curso, consegui aliar meu lado cinéfilo com o feminista para, além de buscar assistir a mais filmes com mulheres na direção, compreender a importância das mulheres no cinema.”

Para mais informações sobre o curso, escreva para contato@mulhernocinema.com e/ou paisjoyce@gmail.com

Serviço
Quando |  10 de setembro a 31 de outubro de 2019
DIAS DA SEMANA E HORÁRIO |Terças e Quintas, das 19:00 às 22:00 hrs
DURAÇÃO | 16 encontros
CARGA HORÁRIA | 48h
INSCRIÇÕES | http://bit.ly/cursomulheresnocinema

Sobre as professoras

Joyce Pais é jornalista, pós-graduada em Gestão da Comunicação em Mídias Digitais, criadora e editora-chefe do portal Cinemascope. Atuou no jornal O Estado de S. Paulo e no Museu da Pessoa, é professora da Academia Internacional de Cinema – SP, membro do Coletivo Elviras – Mulheres Críticas de Cinema, curadora do Cine Doppelgänger, já ministrou aulas na Casa Guilherme de Almeida e Casas das Rosas. A convite do Canal Brasil integrou júris em festivais pelo país como o CineramaBC, Mix Brasil, É Tudo Verdade e Kinoforum. Diretora e roteirista do documentário em produção, Iracunda, que discute o cinema brasileiro sob o olhar de mulheres que fazem parte dele.

Luísa Pécora é jornalista e criadora do site Mulher no Cinema, dedicado a filmes realizados ou estrelados por mulheres. Participou de press junkets e festivais de cinema em Brasil, Inglaterra, Estados Unidos e México. Foi editora do catálogo da Mostra Internacional de Cinema em São Paulo (2015) e responsável pela cobertura nas redes sociais do Festival Internacional de Mulheres no Cinema (2018), além de também ministrar cursos e palestras e atuar como curadora e jurada de mostras e festivais. Trabalhou no portal iG e na revista Cult e colaborou para publicações como Gol, Playboy, Filme B, Modefica e FilmMaker. Integra o Elviras – Coletivo de Mulheres Críticas de Cinema.