Série ‘Now Apocalypse’ retrata millennials lindando com apps de paquera, mídias sociais e sexo

Quando o Now Apocalypse foi anunciado, grande parte do hype rodeava o fato de que Tyler Posey (de Teen Wolf) formaria um casal com o protagonista

Considerada uma obra do “New Queer Cinema”, a série Now Apocalypse, exibida no Starz (sem previsão para o Brasil, por enquanto), é escrita por Gregg Araki (Mysterious Skin e Nowhere) e Karley Sciortino, que é colunista de sexo da Vogue.

 Avan Jogia e Beau Mirchoff em Now Apocalypse. Foto: Katrina Marcinowsk
Avan Jogia e Beau Mirchoff em Now Apocalypse. Foto: Katrina Marcinowsk

O protagonista é o ator Avan Jogia, que interpreta o bissexual Uly, um jovem preguiçoso de 20 e poucos anos que busca de amor, sexo e fama em Los Angeles. Quando ‘Now Apocalypse’ foi anunciado, grande parte do hype rodeava o fato de que Tyler Posey (de Teen Wolf) formaria um casal com o ator principal.

O primeiro episódio trouxe muitos momentos que deixaram os espectadores LGBTQ+ empolgados; quer fossem as infinitas referências da cultura pop ou por Tyler Posey tocando uma bronha em um beco. Abaixo, o GayTimes reuniu alguns dos momentos interessantes:

Cena de "Now Apocalipse" (reprodução)
Cena de “Now Apocalipse” (reprodução)
Cena de "Now Apocalipse" (reprodução)
Cena de “Now Apocalipse” (reprodução)

Há uma cena de sexo gay já nos dois minutos do primeiro episódio. Tipo, uma cena explícita de sexo gay. Infelizmente, eles são interrompidos e Ulysses tem que fugir pela janela. “Na minha cabeça, essa sempre foi a primeira cena do episódio piloto. Eu sempre me interessei em explorar a linha tênue entre realidade e fantasia. E depois o roteiro segue para um dating via Grindr”, relembra o criador Gregg Araki.

Cena de “Now Apocalipse” (reprodução)
Cena de “Now Apocalipse” (reprodução)
Cena de “Now Apocalipse” (reprodução)

Ulysses tem fantasias seu colega de apartamento Ford (interpretado por Beau Mirchoff). “Por que não deixamos de besteira e vamos ali naqueles arbustos” era tudo o que queríamos ouvir, confere?

Cena de “Now Apocalipse” (reprodução)
Cena de “Now Apocalipse” (reprodução)
Cena de “Now Apocalipse” (reprodução)
Cena de “Now Apocalipse” (reprodução)

Na contramão das outras cenas do episódio, que são recheadas de surrealismo e cenários bizarros, a cena do dating com o personagem de Tyler Posey é doce, uma representação mais realista dating gay atualmente.

LEIA TAMBÉM: Tyler Posey, sobre vídeos vazados: ‘estou pouco me lixando’

Jovens, quentes, sexualmente fluidos e existencialmente preocupantes

Como a maioria dos personagens do movimento New Queer Cinema (vanguarda que inclui diretores como Todd Haynes, Isaac Julien e Gus Van Sant), a trama envolve protagonistas jovens, quentes, sexualmente fluidos e existencialmente preocupantes. São homens e mulheres niilistas, sem rumo, que invocam pensamentos suicidas ou são escravos de seus caprichos, sejam eles sexo casual, viagens ácidas ou violência. Ao lado de todos eles estão os familiares habitantes das vibrantes terras áridas do sul da Califórnia: um desprezível produtor de filmes gays, um macho alfa desprezível, um ativista da Antifa com planos de explodir um banco e o namorado escamoso (Tyler Posey), com quem Ulysses compartilha um orgasmo cósmico.

Corajoso, colorido e militante, o trabalho Gregg Araki é reconhecido por táticas de criação de filmes de guerrilha com uma visão de vida decididamente esquisita, doida e sexualizada na periferia pós-Reagan, pós-Aids.

Assista ao teaser:

Com informações de The Guardian e GayTimes