Para reforçar a diversidade no mês de junho, o Canal Brasil criou uma programação com filmes LGBT+ às sextas, sábados e domingos, às 23h10 com rebatidas nas terças, quartas e quintas às 4h.

Neste domingo, 21, às 23h10, será exibido o longa “Tatuagem”, filme de 2013, com Irandhir Santos e Jesuíta Barbosa no elenco. Desde o começo do mês, o filme também está disponível no streaming da emissora: bit.ly/TatUagem.

No enredo, Clécio Wanderley (Irandhir Santos) é o líder da trupe teatral Chão de Estrelas, que realiza shows repletos de deboche e com cenas de nudez. A principal estrela da equipe é Paulete (Rodrigo Garcia), com quem Clécio mantém um relacionamento. Um dia, Paulete recebe a visita de seu cunhado, o jovem Fininha (Jesuíta Barbosa), que é militar. Encantado com o universo criado pelo Chão de Estrelas, ele logo é seduzido por Clécio. Não demora muito para que eles engatem um tórrido relacionamento, que o coloca em uma situação dúbia: ao mesmo tempo em que convive cada vez mais com os integrantes da trupe, ele precisa lidar com a repressão existente no meio militar em plena ditadura.

Tatuagem (2013) (110’)
Horário: domingo, dia 21 de junho, às 23h10 no Canal Brasil
Rebatida: quinta, dia 25/06, às 4h
Classificação: 16 anos
Direção: Hilton Lacerda
Elenco: Irandhir Santos e Jesuíta Barbosa
Sinopse: O premiado filme se passa em Recife, em 1978, época de grande censura do regime militar a manifestações culturais tidas como subversivas. Na periferia, Clécio lidera o grupo teatral Chão de Estrelas, uma trupe de artistas libertários cujos integrantes interpretam uma atração extravagante e de estética contracultural típica do fim da década de 70. Encenadas em um tablado mambembe para um pequeno público, as peças são carregadas de versos e danças debochados, sarcásticos e anárquicos, com muita nudez e humor. Não muito distante dali, Fininha serve em um quartel como soldado e sofre intimidações de colegas por uma suposta homossexualidade. O recruta é enviado à casa de espetáculos para entregar uma encomenda a Paulette e tem início uma paixão fulminante e revolucionária com o protagonista. Destaque no Festival do Rio nas categorias Melhor Filme de Ficção pelo júri popular, Ator, Ator Coadjuvante, Prêmios Fipresci e Especial do Júri em Ficção. Já no Festival de Gramado, ganhou os Kikitos de Melhor Longa-metragem, Ator e Trilha Musical.

Google Notícias