Caetano Veloso na GQ de outubro: ‘ouvir e ver Majur é, hoje, um luxo para os brasileiros’

Cantora baiana Majur é destaque na revista que chega esta semana às bancas

Caetano Veloso apresenta a cantora baiana Majur na GQ Brasil de outubro, que chega às bancas nesta semana. “Uma expressão artística saída da zona nuclear da sociedade baiana, de sua história e de seus espontâneos projetos rebeldes”, relata o cantor nas páginas da revista das Edições Globo Condé Nast (EGCN), ilustrado por um clique de Vavá Ribeiro.

No texto da seção GQ Vozes, ele narra o dia que os dois se conheceram em sua casa. Eles acabaram se encontrando antes de serem apresentados oficialmente por Maria Gadú e Lua Leça – que haviam levado a cantora para um sarau na casa de Caetano.

Caetano Veloso apresenta Majur na GQ de outubro: "saída da zona nuclear baiana"
Caetano Veloso apresenta Majur na GQ de outubro: “saída da zona nuclear baiana”. Foto: Vavá Ribeiro

“Desde esse instante fiquei sabendo que era indiferente chamá-la de ela ou ele: diz-se não binário. É uma menina de 23 anos, pertence à geração que trata desses assuntos de fluidez de gênero com naturalidade”, reflete. “Ouvir e ver Majur é, hoje, um luxo para os brasileiros. Que o Brasil acerte a fazer vozes como a sua ecoarem no mundo. Que sua elegância ensine os modos refinados ao mundo meio desengonçado que temos hoje em dia. E que o brilho de sua pele o ilumine (…) Majur não é só uma voz potente. Muito menos apenas uma pessoa exuberante, de pele muito lisa e quadríceps deslumbrantes, que não se define pelo sexo biológico em que nasceu”, discorre.

No texto, Caetano enaltece qualidades, como sua familiaridade com o Carnaval e o rap, além das influências de trap e reggaeton que compõem sua formação musical. “Majur tem ouvido para o desenrolar do Rhythm & Blues e compõe e canta dentro do gosto pop da história dessa corrente. É o pop captado diretamente pela sensibilidade popular, constantemente refeito por essa sensibilidade que lhe deu nome”, sinaliza. Para quem tem acompanhado os lançamentos musicais aqui no site, vai lembrar da Majur no single “AmarElo“, parceria com Emicida e Pabllo Vittar. A faixa empresta o nome ao novo trabalho do veterano rapper paulistano.