Peça teatral ‘Max’ chega a São Paulo com temática LGBTQ+ de forma política e social

Com premiado texto, 'Max' faz estreia na Oficina Cultural Oswald de Andrade em junho com entrada gratuita e participa da programação da Parada LGBT de SP

Escrito pelo jovem autor Ricardo Cabral, o inédito texto “Max” – premiado pelo VI Concurso Jovens Dramaturgos, promovido pela Escola Sesc de Ensino Médio em 2016 – ganha sua primeira montagem em São Paulo. A estreia será no dia 13 de junho na Sala 3 da Oficina Cultural Oswald de Andrade, no Bom Retiro, onde segue até 06 de julho.

Com direção de Diogo Villa Maior e um elenco com nomes como Ana Negreiros, Felipe Sales, Gus Marsoá e Thiago Falat, a peça traz a temática LGBTQ+ de forma política e socialmente atualizada. A história se passa em uma cidade, capital de um país, em um futuro distópico. Depois de quase três anos em coma, Max acorda com poucas lembranças de sua vida antes do acidente e encontra uma cidade completamente transformada. O presidente do país foi deposto e, em seu lugar, assumiu um Pastor que empreende uma cruzada moral baseada na extinção de todas as liberdades individuais. Entre idas e vindas do consultório psiquiátrico, Max tenta reconstruir sua vida a partir de sua única fonte de memória: seus sonhos.

Sobre o texto, a teórica e tradutora Fátima Saadi diz que “Max é um texto-provocação num ritmo que poderíamos chamar de cinematográfico. O espectador primeiro é desconcertado por uma rápida sucessão de cenas curtas e esquemáticas, com relances de sonhos e diálogos truncados para, aos poucos, ir descortinando o ambiente sinistro em que se desenrola a trama”.

Com uma trilha sonora feita com músicas de bandas de rock, como Pearl Jam, ao lado de batidas eletrônicas, a encenação visa ressaltar a atmosfera sombria e onírica do texto. “O contraste entre luz e sombra, permeado por fumaça, instaura o suspense que o texto propõe”, diz o diretor.

SERVIÇO

“MAX”
De 13 de junho a 06 de julho de 2019

Quintas e sextas às 20h Sábados às 18h
*Excepcionalmente nos dias 20 e 21 de junho – semana da Parada LGBT+ – o espetáculo será às 18h
Local:
Oficina Cultural Oswald de Andrade
Rua Três Rios, 363 – Bom Retiro – São Paulo, SP

Entrada franca, com distribuição de senhas 1h antes do início do espetáculo

FICHA TÉCNICA

Texto: Ricardo Cabral
Direção geral e Iluminação: Diogo Villa Maior
Elenco: Ana Negreiros, Felipe Sales, Gus Marsoá e Thiago Falat
Direção de arte: Evee Ávila
Programação visual: Vinícius Fernández
Realização: Turbina Criativa
Duração: 60 minutos

SINOPSE REDUZIDA
Em um futuro distópico, onde houve a extinção de todas as liberdades individuais, Max acorda de um coma e tenta reconstruir sua vida a partir da única fonte de memória: seus sonhos.

1 COMENTÁRIO

Comente