GAY BLOG BR by SCRUFF

Quem tem por volta dos 35 anos deve lembrar da polêmica série Oz. Produzida pela HBO entre 1997 e 2003 e exibida no Brasil pelo SBT, foram seis temporadas com realismo, cenas de sexo, violência, drogas e nu frontal masculino, revelando o dia a dia turbulento na prisão de segurança máxima Oswald, conhecida simplesmente por “Oz” em Nova York.

Oz - A polêmica série que mostrou romances gays e nudez frontal
Reprodução

A série também tinha personagens gays e bissexuais, com destaque para casal Tobias Beecher (interpretado por Lee Tergesen) e Chris Keller (Christopher Meloni), que viviam uma relação conturbada envolvendo ciúmes.

Outro ator que também deu a vida a um personagem gay foi Jordan Lage, participando de alguns episódios, cuja cena de morte durante o banho não exibiu sua tão aguardada nudez.

foto
Oz – reprodução
Oz - Reprodução
Oz – Reprodução

Em Oz ninguém era inocente e isso incluía até quem fazia a segurança do local, mas todos poderiam ser maus em sua pior essência, sem necessariamente apelar para a violência física.

Em uma cena, Adebise (Adewale Akinnuoye Agbaje) se oferece para trabalhar na enfermaria com os presos vivendo com HIV. Ele coleta sangue de um deles e fura intencionalmente o líder de uma gangue (os italianos), fazendo com que o mesmo fosse ‘retirado’ do cargo e levado para outra unidade.

foto
Oz – reprodução

Não é exagero dizer que em cada episódio alguém morria em Oz, seja prisioneiro ou guarda, e novos personagens com características distintas iam entrando e povoando as histórias com desfechos surpreendentes.

A série soube retratar o mundo do crime de forma realista e sem clichês. O narrador (e também personagem) Augustus Hill citava filósofos e fazia críticas agressivas sobre o  sistema de modo geral, que vai além do penitenciário, em um contexto que continua sendo muito atual. No último episódio, o narrador diz: “A vida é uma prisão e todos vão morrer nela. Mas o importante é como, com quem e para que motivo será a morte de cada um”.

A crítica foi favorável a série, que durou de 1997 a 2003 e totalizou 56 episódios. O elenco era majoritariamente masculino, mas a atriz veterana Rita Moreno também se destacou.

Cenas de nudez em Oz

CLIQUE AQUI SE TIVER MAIS DE 18 ANOS 🔞

 

foto
Oz – reprodução

Quais atores decolaram na carreira após Oz

J.K. Simmons

foto
J.K. Simmons – reprodução

Harold Perrineau

foto
Harold Perrineau – reprodução

Eamon Walker

foto
Eamon Walker – reprodução

Atores já falecidos

George Morfogen: Bob Rebadow era um dos presos mais antigos de Oz. Calmo e medroso, nunca se envolvia em brigas, mas tinha fama de saber de tudo o que acontecia na prisão de segurança máxima. Era o “fofoqueiro”. Faleceu de causas naturais em 2019, aos 85 anos.

foto
George Morfogen – crédito: reprodução

Craig Mums Grant: Seu personagem era o poeta, tinha o dom das palavras através da rima. Como prisioneiro, teve seus altos e baixos, não sendo nem totalmente mau e nem bom. Morreu em 2021 por complicações oriundas da diabetes, aos 52 anos.

foto
Craig Mums Grant – Reprodução

Kristin Rohde: Claire era uma guarda implicante, de temperamento violento e que não perdia a chance de provocar presos e até os colegas. Faleceu de câncer em 2016, aos 52 anos.

foto
Kristin Rohde – Reprodução

Luke Perry: O belo ator fez uma participação marcante em Oz como reverendo. Famoso pela série Barrados no Baile, ele faleceu aos 52 anos em 2019, vítima de um AVC.

foto
Luke Perry – Reprodução

Junte-se à nossa comunidade

Mais de 20 milhões de homens gays e bissexuais no mundo inteiro usam o aplicativo SCRUFF para fazer amizades e marcar encontros. Saiba quais são melhores festas, festivais eventos e paradas LGBTQIA+ na aba "Explorar" do app. Seja um embaixador do SCRUFF Venture e ajude com dicas os visitantes da sua cidade. E sim, desfrute de mais de 30 recursos extras com o SCRUFF Pro. Faça download gratuito do SCRUFF aqui.