GAY BLOG BR by SCRUFF

Em 1977, em pleno ápice da Ditadura Militar no Brasil, eis que surge uma torcida organizada LGBT+ do Grêmio: a Coligay. Por não ter se envolvido diretamente com a política, a Coligay passou ilesa de levar um “coió” na época e, embora não tenha sido a primeira, segundo alguns registros, foi em todo caso a mais famosa e longeva torcida gay.

foto
Coligay – crédito: reprodução

Criada pelo torcedor e dono de boate gay Volmar Santos, o nome da torcida seria a junção de Coliseu (nome do estabelecimento) e sua orientação sexual, gay. Santos achou que seria necessário criar a torcida para impulsionar o time, fazendo várias articulações e transformou o espaço da casa noturna em sede da torcida organizada. Lá também havia mobilização para os jogos, já que muitos iam no sábado à noite curtir a nightlife e, na manhã seguinte, iam direto para o estádio.

foto
Coligay – crédito: reprodução

O figurino contrastava com o uniforme dos jogadores, os torcedores LGBTs usavam longas batas com as cores do Grêmio, cada uma contendo uma letra que formava o nome do clube. Animados ao extremo, os integrantes da Coligay dançavam, rebolavam e berravam na arquibancada, esbanjando entusiasmo e motivação ao time. Os coliboys, como eram conhecido os torcedores, tinham aulas de defesa pessoal para revidar possíveis ataques homofóbicos quando fossem ao estádio, mas isso não evitou situações de homofobia e desrespeito por parte de membros do time e também adversários.

foto
Coligay – crédito: reprodução

No início, a presença da turma colorida gerou um estranhamento dos torcedores, dirigentes e jogadores, mas logo isso passou, sendo tolerados, principalmente após a conquista do Campeonato Gaúcho em 1977. No decorrer dos anos, a Coligay chegou a reunir 150 torcedores, um número expressivo para uma torcida LGBT gaúcha.

foto
Coligay – crédito: reprodução

A torcida gay organizada se manteve presente até o início dos anos 1980 e foi extinta em 1983, não por preconceito, mas por motivos administrativos. Santos precisou retornar para a sua cidade de origem e seu substituto não foi pôde assumir todas as responsabilidades que o cargo exigia (custeio de vestuário e viagens, diálogo com o time, adereços da torcida, organizar excursões e outras atividades), assim, a Coligay foi perdendo força até deixar de existir.

foto
Coligay – crédito: reprodução

Para aqueles que desejam conhecer mais a história da Coligay no futebol gremista, é possível apreciar através do livro “Coligay: Tricolor e de todas as cores”, do autor Léo Gerchmann, lançado em 2014. No ano seguinte, a torcida gay organizada foi lembrada no Museu do Grêmio por meio de um painel dedicado a torcida mais alegre do país, embora o apoio não tenha sido geral. Em abril de 2021, a Coligay completou 44 anos desde sua fundação.

foto
Coligay – crédito: reprodução

Atualmente, o Brasil possui pelo menos 15 torcidas LGBTs:

Orgulho Vermelho (Internacional)
Fundação: Abril de 2019
Membros: 50 torcedores
Facebook: 1.003 seguidores
Twitter: 156 seguidores

Furacão LGBT (Athletico)
Fundação: Setembro de 2019
Membros: 93 torcedores
Twitter: 2.734 seguidores

Coxa LGBTQ+ (Coritiba)
Fundação: Dezembro de 2019
Membros: 21 torcedores
Twitter: 504 seguidores

Paraná LGBTQ
Fundação: Maio de 2020
Membros: 2 torcedores
Twitter: 398 seguidores

Fiel LGBT (Corinthians)
Fundação: Dezembro de 2019
Membros: 25 torcedores
Twitter: 1.766 seguidores

Palmeiras Livre
Fundação: Abril de 2013
Membros: 50 torcedores
Facebook: 10.956 seguidores
Twitter: 549 seguidores

PorcoÍris (Palmeiras)
Instagram: 1.689 seguidores

FlaGay (Flamengo)
Fundação: Maio de 2016
Membros: 10 torcedores
Facebook: 622 seguidores
Instagram: 494 seguidores

Marias de Minas (Cruzeiro)
Fundação: Maio de 2019
Membros: 67 torcedores
Twitter: 442 seguidores
Instagram: 1.081 seguidores

LGBTricolor (Bahia)
Fundação: Novembro de 2019
Membros: 351 torcedores
Facebook: 625 seguidores
Twitter: 2.425 seguidores
Instagram: 2.798 seguidores

Orgulho Rubro-Negro (Vitória)
Fundação: Dezembro de 2019
Membros: 30 torcedores
Twitter: 361 seguidores
Instagram: 203 seguidores

Coral Pride – Camisa 24 (Santa Cruz)
Fundação: Março de 2020
Membros: 12 torcedores
Twitter: 505 seguidores
Instagram: 938 seguidores

Sport Recife LGBTQ
Fundação: Abril de 2020
Membros: 2 torcedores
Twitter: 193 seguidores

Vozão Pride (Ceará)
Fundação: Janeiro de 2020
Membros: 5 torcedores
Twitter: 1.730 seguidores

Papão Livre (Paysandu)
Fundação: Maio de 2017
Membros: 18 torcedores
Facebook: 1.697 seguidores

Junte-se à nossa comunidade

O app SCRUFF está disponibilizando gratuitamente a assinatura PRO no Brasil, com todas as funcionalidades premium. Seja Embaixador SCRUFF Venture para ajudar os LGBTs que estão visitando sua cidade. Tenha uma agenda atualizada das melhores festas, paradas, festivais e eventos. São mais de 15 milhões de usuários no mundo todo; baixe o app SCRUFF diretamente deste link.