GAY BLOG BR by SCRUFF

No próximo sábado, dia 19 de junho, a drag queen Janú Sebas apresentará o “São João da Janú” a partir das 17h30, celebrando os festejos juninos no palco virtual do Café-teatro Nilda Spencer. Os interessados poderão assistir através do canal oficial do YouTube.

Valorizando a arte drag queen e exaltando a cultura regional, a programação inclui performances especiais de dublagens de grandes artistas nordestinos, que fazem parte do cancioneiro tradicional do São João.

Entre as dez músicas escolhidas pela artista estão clássicos de Luiz Gonzaga como “Respeita Januário” e “Xote das Meninas”, “Gostoso Demais”, de Dominguinhos, “Sebastiana”, de Jackson do Pandeiro, “Feira de Mangaio”, de Sivuca, imortalizada na voz de Clara Nunes, entre outras.

Janú Sebas (Diogo Watanabe)- Foto por Diney Araujo

Além das performances, o “São João da Janú” inclui bate-papos sobre a carreira da artista, sobre arte drag e a cena artística de Salvador, sobre cultura nordestina, a tradição dos festejos juninos, música, artistas relevantes, culinária e a importância desse momento para a cultura nacional.

A atividade é realizada pelo projeto “Alimento da Alma – Ocupação Gastrocultural do Café-teatro Nilda Spencer”, realizado pelo Coletivo Gastrocultura, que foi contemplado pelo edital de Ocupação e Dinamização de Espaços Culturais, da Fundação Gregório de Mattos, Prefeitura de Salvador.

SERVIÇO:

“São João da Janú”, com a drag queen Janú Sebas
Data: 19 de junho de 2021 (sábado)
Horário: 17h30
Exibição: YouTube Café-teatro Nilda Spencer.

Join our community of 15+ million guys

Find guys looking for the same thing with SCRUFF Match. Volunteer to be a SCRUFF Venture Ambassador to help out guys visiting your home city. Search an up-to-date agenda of the top parties, prides, festivals and events. Upgrade your game with SCRUFF Pro and unlock 30+ advanced features. Download SCRUFF here.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia"