GAY BLOG BR by SCRUFF

Em 2014, o artista russo Micha Badasyan, na época com 27 anos e morando em Berlim, se colocou em um projeto experimental: ter relações sexuais com um homem por dia, todos os dias, ao longo de um ano. Micha foi “para a cama” com 365 homens. Intitulado “Save the Date”, a experiência que para alguns poderia soar como prazerosa, para ele foi angustiante.

Um ano depois, Badasyan pôde refletir melhor a respeito do projeto, que recebeu críticas e elogios da mídia alemã. Seu objetivo era mostrar como a relação sexual se tornou algo fácil e rápido graças à tecnologia, como aplicativos e sites de relacionamento.

Contudo, a tarefa não foi tão simples assim, considerando que ele foi rejeitado várias vezes no mundo virtual para conseguir cumprir a meta. Ele acabou tendo que buscar o “sexo fácil” em “locais de pegação”, como jardins e ruas de Berlim, algo que, segundo ele, “foi horrível”.

foto
Micha Badasyan – crédito: reprodução

O artista notou que aquela proposta era semelhante à função dos garotos de programa e não demorou muito para ele ir em um conhecido distrito de prostituição. Lá ele conversou com os rapazes – e também fez sexo com eles. Então, decidiu fazer parte deste grupo, porém não cobrava pelas relações sexuais.

À medida que o tempo foi passando, as emoções associadas ao sexo foram ficando cada vez menores, obrigando-o a intensificar as relações com outras coisas, como apelar para a violência, por exemplo.

Alguns clientes/parceiros também foram violentos com ele gratuitamente, colocando sua vida em risco. No entanto, ele relata que as experiências nem sempre foram ruins, e que muitos se tornaram amigos, mesmo após saberem sobre o projeto.

foto
Micha Badasyan – crédito: reprodução

Os parceiros de cama

Os encontros eram com homens de idades variadas, desde um jornalista de 76 anos a um estudante de 20 anos virgem.

O local não foi apenas em Berlim, Badasyan viajou para Dinamarca, Suíça, República Tcheca e Polônia para transar com nativos desses países. Em um diário, ele registrava como eram os encontros, ressaltava principalmente um sentimento: solidão.

foto
Micha Badasyan – crédito: reprodução

O projeto inspirou outras pessoas mundo afora, foi tema de um trabalho de conclusão de cursos de graduação e obras artísticas foram baseadas em “Save the Date”. A experiência provocou mudanças profundas na vida íntima do autor, que deixou de ter atração por gays e passou a se interessar por bissexuais e o voyeurismo.

Reprodução



Únete a nuestra comunidad de más de 15 millones de chicos

Encuentra exactamente los chicos que te gustan usando los filtros de búsqueda poderosos de SCRUFF. Hazte Embajador SCRUFF Venture para ayudar a los miembros que vienen de visita a tu ciudad. Busca una agenda actualizada de los mejores festivales, fiestas, orgullos y eventos gay. Aumenta tus posibilidades con SCRUFF Pro y desbloquea más de 30 funciones avanzadas. Baja la app SCRUFF aquí.