GAY BLOG BR by SCRUFF

No próximo domingo, dia 13 de outubro, a partir do meio dia, será realizada a 3ª Parada Cultural LGBTI+ de Londrina, a qual terá como palco para sua concentração  no Calçadão da cidade, precisamente na esquina da avenida Paraná com a rua Pernambuco.

Londrina
Primeira Pride de Londrina – Foto: Ricardo Chicarelli

Ali, um trio elétrico recepcionará o público, preparando o clima para a primeira atração do dia, a “Passarela da Beleza T”, desfile performático que visa mostrar a representatividade da mulher Trans e Travesti.

Sob o tema “CIDADANIA: por equidade de direitos e respeito às diversidades”, o evento será aberto às 12h45 com um cerimonial do qual participarão autoridades e representantes de Coletivos, Movimentos e ONGs londrinenses, capitaneados pela apresentadora da edição 2019, a atriz e produtora cultural travesti Mel Campus.

Em seguida, o cortejo será conduzido por cerca de dois quilômetros, com diversas apresentações culturais, passando pelas avenidas Higienópolis e Juscelino Kubitschek, até chegar ao anfiteatro do Zerão, onde a programação tomará conta do maior palco a céu aberto de Londrina.

londrina
Camiseta “Be Proud” – Foto: Loja das Pocs

Segundo os integrantes do Coletivo Movimento Construção, realizador do evento desde a sua primeira edição, o público estimado para este ano é de até 12 mil pessoas, superando as marcas atingidas pela 1ª e 2ª Paradas, de 5 mil e 9 mil participantes, respectivamente. Para este ano também já se encontram confirmadas mais de 30 caravanas, vindas de várias cidades do Paraná.Entretanto, de acordo com os membros do Coletivo, o projeto não se resume somente à Parada propriamente dita. Desde o dia 11 de setembro acontecem palestras e rodas de conversa, sempre nas quartas-feiras, com o objetivo de fomentar discussões relativas às temáticas LGBTI+ no cenário londrinense, por meio da realização do “Terceiro Encontro Diálogos sobre Políticas e Cultura LGBTI+”. Assim, foi dada, inclusive, a possibilidade do público de receber certificados de participação, o que foi possível graças ao apoio do Instituto Kalima.

Junto ao projeto formativo, a organização expandiu sua programação cultural. Neste ano, serão mais de 20 atrações, distribuídas por todo o percurso do cortejo e no palco levantado nas estruturas do Zerão. Mais de 80% do conteúdo cultural passou pelo crivo de três curadorias, compostas pelo professor, ator e bailarino Aguinaldo Souza, a cantora e produtora cultural Luiza Braga, a bailarina Viviane Terrenta, a performer Ariel Trippy, o produtor cultural e ator Eddie Mansan, a atriz e diretora de cinema Marina Stuchi, os djs Ed Groove e Mari Marques e a musicista Lila Pastore.

Seguindo linhas como “representatividade LGBTI+”, “diversidade-estética-corporeidade-gênero”, “pluralidade de linguagens”, “excelência artística” e “narrativa pessoal”, os curadores selecionaram nomes como a Banda Maracajá, nascida de um experimento sonoro e performático no qual o discurso poético e político se constrói através da presença dos corpos múltiplos de seus integrantes; o grupo de R.A.P feminista formado exclusivamente por mulheres (Cis, trans e não binárias) “A Teia”; e o cantor e bailarino Porffirio, que constrói suas performances com referências diretas de artistas da música preta brasileira e americana por meio do projeto “Se Liga”, que busca promover a musicalidade e a força de artistas negrxs do norte do Paraná.

Entre os selecionados figuram ainda DJs, grupos de dança e Drag Queens de Londrina e outras cidades do Paraná. O evento tem previsão de término para as 20h, momento no qual o público poderá se dirigir para festas comemorativas pós-Parada, entre elas a que será desenvolvida por um dos patrocinadores do evento, o Narciso Club.

Dessa forma, frisam os organizadores, a Parada de Londrina é um dos maiores eventos LGBTI+ do estado do Paraná e se tornou um dos maiores eventos de rua londrinense, sendo sua projeção, agora, internacional, pois se encontra filiada a Interpride, organização mundial de marchas LGBTI+. Assim, a marcha de Londrina está junto a similares famosas em todo o mundo, tais como as de Nova York, Londres, Madri, São Paulo e Roma. No total, são mais de 300 Paradas filiadas.

O evento conta ainda com o apoio das ONGs Alia e AFS Intercultura Brasil, além dos coletivos Mães pela Diversidade, ElityTrans, Resiliência T e Scarlett Ohara. A produção é da PÁ! Artística que, junto ao Coletivo Movimento Construção, já se encontra desenvolvendo o projeto 2020, que virá com grandes novidades.

SERVIÇO: 3a Parada Cultural LGBTI+ de Londrina
Tema: “CIDADANIA: Por equidade de direitos e respeito às diversidades”.
Data: 13 de outubro de 2019 (domingo)
Horário: Apresentações das 12h às 20h.
Local: Concentração no Calçadão de Londrina (12h); Cortejo Avenidas Higienópolis e Juscelino Kubitschek (das 13h às 17h); Anfiteatro do Zerão (das 17h às 20h).

Junte-se à nossa comunidade

O app SCRUFF (Google Play ou App Store) está disponibilizando gratuitamente a versão PRO no Brasil, com todas as funcionalidades premium. Seja Embaixador SCRUFF Venture para ajudar os gays que estão visitando sua cidade. Tenha uma agenda atualizada das melhores festas, paradas, festivais e eventos. São mais de 15 milhões de usuários no mundo todo; baixe o app SCRUFF diretamente deste link.