GAY BLOG BR by SCRUFF

Rafael Purgato (PDT), concorre a deputado estadual em São Paulo. Natural de Jundiaí (SP), ele é gay e tem 38 anos. O candidato é licenciado em Física e Pedagogia, especialista em Gestão Escolar e mestre em Ciências, na área de Tecnologia Nuclear. Por duas vezes, 2013 e 2018, exerceu o cargo de vereador em sua cidade natal.

Rafael Purgato, candidato a deputado estadual pelo PDT de SP (Foto: Reprodução)

A decisão de candidatar-se a deputado estadual, se deu pela consciência de que ele não devia se acomodar com a situação política do Brasil. “O país atravessa um momento de intensa crise moral, política, econômica e social, creio que com minha formação, experiência, história e capacidade, posso e devo contribuir para que tenhamos um país mais equilibrado, de respeito e com mais oportunidades”, afirma.

Abertamente gay, ele diz que tem como desafio “não cair em provocações que tirem o foco de apresentar uma candidatura de diálogo, construção e avanços na conquista de direitos, respeito e espaços de poder”. “Adversários tentam nos atacar e nos opor a questões morais e culturais, não podemos cair nessa, com inteligência, firmeza e estratégia vamos superar essa gente“, acrescenta Rafael.

Entre suas propostas, o candidato afirma que a educação será prioridade. “Sem forte investimento e melhoria da qualidade nessa área, não iremos superar injustiças, desrespeito, preconceitos e a falta de oportunidades”, pontua.

“Em relação a nós LGBT+, meu mandato terá uma assessoria para dialogar, incentivar, formular políticas públicas e apoiar com emendas parlamentares entidades LGBT+ que realizam trabalhos sérios assistenciais, de geração de renda e de superação do preconceito”, declara Rafael, que conversou com o Gay Blog BR para o especial “Eleições 2022“.

Rafael Purgato (Foto: Reprodução)

Confira na íntegra a entrevista com Rafael Purgato

GAY BLOG BR: Qual a sua formação e trajetória profissional?

Rafael Purgato: Sou licenciado em Física e mestre em Ciências na área de Tecnologia Nuclear pela USP. Também sou especialista em Gestão Escolar e licenciado em Pedagogia. Trabalho como professor há mais de 15 anos nas redes pública e privada. Nos últimos anos assumi tarefas de gestão escolar nas funções de coordenador pedagógico e vice-diretor de escola. Na vida pública, fui vereador em minha cidade natal, Jundiaí (SP), em duas oportunidades, de 2013 a 2016 e em 2018 e tive forte atuação na educação, cultura, juventude, na conquista de melhorias em diversas regiões da cidade e no combate a preconceitos e injustiças.

GB: O que motivou a se candidatar?

Rafael: A consciência de que não podemos nos acomodar e cuidar apenas da própria vida. O país atravessa um momento de intensa crise moral, política, econômica e social, creio que com minha formação, experiência, história e capacidade, posso e devo contribuir para que tenhamos um país mais equilibrado, de respeito e com mais oportunidades.

GB: Quais os desafios enfrentados ao ser um candidato abertamente LGBT+?

Rafael: Creio que o desafio é desviar e superar possível preconceito e maldades que venha sofrer, mas também o desafio de não cair em provocações que tirem o foco de apresentar uma candidatura de diálogo, construção e avanços na conquista de direitos, respeito e espaços de poder. Adversários tentam nos atacar e nos opor a questões morais e culturais, não podemos cair nessa, com inteligência, firmeza e estratégia vamos superar essa gente.

GB: Quais são as suas principais propostas? Há pautas exclusivamente para LGBT+?

Rafael: Educação é prioridade, sem forte investimento e melhoria da qualidade nessa área, não iremos superar injustiças, desrespeito, preconceitos e a falta de oportunidades. Serei presente no dia a dia das escolas estaduais, das escolas técnicas, Fatecs e Universidades Públicas. Em relação a nós LGBT+, meu mandato terá uma assessoria para dialogar, incentivar, formular políticas públicas e apoiar com emendas parlamentares entidades LGBT+ que realizam trabalhos sérios assistenciais, de geração de renda e de superação do preconceito.

GB: Quais medidas você acredita serem necessárias para combater a LGBTfobia?

Rafael: Diálogo constante com os diferentes; Campanhas de combate ao bullying e ao preconceito; Políticas Públicas para fomentar a autonomia financeira dos LGBT+; Ampliar nossa representação política.

GB: O que você pensa sobre o uso e políticas da PrEP?

Rafael: O uso deve estar disponível a todos e deve ser regular à pessoas mais expostas e com maior potencial de interação e infecção pelo HIV. No entanto, é fundamental a realização de campanhas de esclarecimento sobre sua utilização e a continuidade de outras medidas de prevenção durante o uso.

GB: Como você avalia o governo de Bolsonaro?

Rafael: É um governo trágico, incompetente e de traição nacional. Em que pese todo seu histórico de falas execráveis e de nenhum trabalho concreto realizado como político, foi eleito pelas mentiras propagadas e pela desilusão da população com escândalos de corrupção e crise econômica não evitados por governos progressistas. É um governo de destruição de políticas públicas consolidadas e de retrocessos em avanços históricos. Precisamos superá-lo com lucidez, esperança e com um grande projeto nacional de desenvolvimento que ofereça oportunidades a todos, reorganize o país, resgate a autoridade da presidência da República, alavanque a economia e invista fortemente em educação.

GB: Nessas eleições, muito se fala que “o país está polarizado”. O que você pensa sobre isso? E se há uma “polarização”, de que lado você está?

Rafael: Essa polarização é péssima ao país, pois se dá em bases despolitizadas, odientas e busca induzir votos por exceção, isso não faz bem à nação e nem mesmo em nosso dia a dia com as pessoas de nosso convívio. Nesse sentido, eu diria que estou do lado oposto dessa polarização, estou ao lado de quem está preocupado com o dia seguinte das eleições e que tem um país em crise para ser administrado e um povo infeliz, sufocado e desesperançado precisando de um caminho. Estou contra a continuidade de Bolsonaro e a favor de uma nova experiência ao país, liderada por gente experimentada, competente e que tem um diagnóstico claro da situação, propostas objetivas para superar os desafios e planejamento para projetar o país para o futuro. Obviamente, acredito que Ciro Gomes mereça essa oportunidade.

Confira a lista de candidaturas LGBTQIA+ de 2022 neste link.

Lista de candidatos LGBTQ+ nas eleições 2022 | Deputados, Senadores, Governadores




Junte-se à nossa comunidade

Mais de 20 milhões de homens gays e bissexuais no mundo inteiro usam o aplicativo SCRUFF para fazer amizades e marcar encontros. Saiba quais são melhores festas, festivais eventos e paradas LGBTQIA+ na aba "Explorar" do app. Seja um embaixador do SCRUFF Venture e ajude com dicas os visitantes da sua cidade. E sim, desfrute de mais de 30 recursos extras com o SCRUFF Pro. Faça download gratuito do SCRUFF aqui.

Jornalista gaúcho formado na Universidade Franciscana (UFN) e Especialista em Estudos de Gênero pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)