Após sete meses de atividade, a Casa Chama, associação que articula voluntários para suporte nas áreas de saúde, jurídico, cultura e inclusão para a população transvestigênere*, vai comemorar as ações realizadas com um festival na semana da Parada SP.

GAY BLOG BR by SCRUFF

O Festival Chama tem como objetivo principal divulgar o trabalho da instituição para ampliar as redes e parcerias. A primeira edição, que acontece no dia 20 de junho, terá line-up e todo o staff constituído de pessoas trans.

A programação está dividida em três pilares: inclusão (rodas de conversa), cultura (apresentações artísticas) e empreendedorismo (bazar). Confira:

Rodas de Conversa:

14h00 – Abertura com apresentação da Casa Chama pelo fundador Rodrigo Franco;
14h30 – Roda de devolutiva dos cofundadores, colaboradores e beneficiados do programa;
15h30 – Roda aberta: Antirracismo, escuta ativa, branquitude com Diran Castro e convidados.

Apresentações artísticas:

17h00 – Leitura do manifesto da Casa Chama por Leona Jhovs e apresentação dos artistas Pilas e Ney;
17h30 – Show da artista Marina Matheus;
18h00 – Show da artista Veni + Manauara Clandestina com Animália;
19h00 – Show do cantor Juan Guiã;
20h00 – Show da artista Albert Magno;
21h00 – Show da MC Dellacroix;
22h00 – DJ Kiara, da Batekoo;
23h00 – Encerramento
>>> Nos intervalos participação da DJ Fefa, da Animália.

Bazar:

Translúdica, Vicenta Perrota, Renan Quinalha, Surra de Unha, Bandeyra Nacional.

trans festival chama

Serviço

I CHAMA FESTIVAL – TRANS/VERSALIDADES
Data: Quinta-feira, 20 de junho de 2019 (feriado)
Horário: 13h às 23h
Local: Teatro Oficina
R. Jaceguai, 520, Bela Vista, CEP 01315-010 – São Paulo, SP
Ingressos: de 30 a 60 reais (compre neste link)
Mais informações: https://www.facebook.com/events/429984901170597/

Nas rodas de conversa, estarão Guilhermina Urze – transativista | Diran Castro – consultora | Pedro Pires – estudante de psicologia | Dr. Alexandre Sizillo – médico da UBS de Santa Cecília | Jade Santarosa – preparadora vocal | Luciana Candelmann – psicóloga do Projeto Transcidadania | Joana Waldorf – psicanalista | Ana Paula Roland – assistente social | Raul Ramos e Rogério Aborrage – advogados | Alyne Azuma – tradutora e editora | André Albert – redator e editor | Prof. Dr. Renan Quinalha – professor universitário, pesquisador e escritor | Aladin Sane – escritor e astrólogo | Cinthia Marcelle e Ana Matheus – artistas plásticas | Maurício Ianês – artista e curador de performance do CCSP | Pilas e Ney – artistas, chefs e feiticeiros de cozinha | Alexandre Marques – designer de moda e metafísico | Frederico Costa – professor e arquiteto | Naira Bonifácio e Matheus Soro – administradores | Silvia Almeida – representante da UNAIDS de São Paulo | Karin Di Monteiro – ONG de redução de danos RESPIRE | Luis Knihs – fundador do Espaço Esponja | Anna Paolla, Vivi Lamperth e Gabriela Teles – Projeto Abacaxi da Associação Base Colaborativa.

* Transvestigênere: é um termo inventado por Indianare Siqueira – ativista transvestigênere – que une o significado das palavras travesti, transsexual e transgênero. De acordo com ela “É uma viagem além das roupas, além do gênero. É uma viagem de uma pessoa que pode transitar a todo momento como quiser, sem definições, mas ao mesmo tempo é possível escolher uma dessas definições que mais lhe aproveite”.

Junte-se à nossa comunidade

O app SCRUFF está disponibilizando gratuitamente a assinatura PRO no Brasil, com todas as funcionalidades premium. Seja Embaixador SCRUFF Venture para ajudar os gays que estão visitando sua cidade. Tenha uma agenda atualizada das melhores festas, paradas, festivais e eventos. São mais de 15 milhões de usuários no mundo todo; baixe o app SCRUFF diretamente deste link.