10 das 10 marcas que mais se valorizaram no mundo têm políticas pró-LGBT+

BrandZ é um banco de dados brand equity que detém dados de mais de 650 mil consumidores e profissionais de 31 países, comparando mais de 23.000 marcas. O banco de dados é usado para estimar as avaliações da marca e a cada ano, desde 2006, tem sido usado pela Millward Brown, empresa do grupo Kantar, para gerar uma lista das 100 maiores marcas globais. O ranking BrandZ é lançado anualmente, em edições globais e regionais.

De acordo com o BrandZ, “o valor da marca é o valor financeiro de uma marca definido como a soma de todos os ganhos que a marca deverá gerar.” O BrandZ recolhe anualmente dados de consumidores, com cada pessoa questionada para avaliar marcas em um competitivo contexto de uma categoria de mercado. Isso gera opiniões de pessoas que conhecem a categoria e, portanto, podem julgar uma marca com base nos atributos que são importantes para eles. Os setores abrangidos incluem: bens de consumo embalados, varejo/e-commerce, serviços e corporativas. Usando estes dados, o BrandZ tenta calcular os números que quantificam o grau de lealdade dos consumidores a cada marca e os potenciais de crescimento das marcas.

O relatório BrandZ de 2019 mostrou que entre as 10 que mais se valorizaram, todas têm políticas internas voltadas à valorização da diversidade, em especial direitos a funcionários e colaboradores LGBT+. Todas também têm em comum o fato de terem realizado recentemente campanhas institucionais e de marketing onde demonstram esse apoio. O resultado evidencia que s avanços sociais traz também benefícios às imagens das marcas e empresas.

Veja relatório completo neste link.

Comente