GAY BLOG BR by SCRUFF

This article is also available in: English Español

No último dia 28 de março, durante uma partida entre o Nacional e Deportivo Maldonado pelo Campeonato Uruguaio, os atacantes Gonzalo Bergessio e Alfonso Trezza, do Nacional de Montevidéu, decidiram baixar os calções e deixaram as cuecas aparecendo.

O objetivo de ambos, segundo o Globo Esporte, era distrair o adversário, algo que funcionou considerando que o goleiro Danilo Lerda, do Deportivo Maldonado, não escondeu as gargalhadas ao ver a cena à sua frente.

A iniciativa de Bergessio e Trezza não surtiu efeito: nem em um gol do Nacional e tampouco uma punição. No fim, o Nacional venceu por 2 a 1, com direito a dois a 1.

Jogadores baixam os calções durante cobrança de falta para distraírem goleiro
Foto: elobservador.com.uy

Ex-jogador acha que jogadores futebol não devem sair do armário quando ativos

O ex-jogador de futebol Philipp Lahm disse em sua biografia “O Jogo: O Mundo do Futebol” que os jogadores gays não deveriam revelar suas orientações sexuais nem mesmo para os companheiros de time. Segundo Lahm, nem os torcedores e nem os atletas têm a maturidade necessária para aceitar um jogador homossexual.

“Ainda falta aceitação no mundo do futebol e na sociedade em geral” – disse, em um trecho do livro – “Ele [o jogador gay] não poderá contar com essa mesma maturidade de todos os seus rivais ou nos estádios onde vai jogar. Eles teriam que suportar insultos e difamações. Quem aceitaria?”.

No entanto, ele enaltece a saída do armário do jogador Thomas Hitzlsperger, que decidiu revelar ao público em 2014, logo após ter se aposentado.

“Parece prudente que ele ousou dar o passo e tornar pública sua homossexualidade somente após encerrar sua carreira de jogador de futebol ativo”, concluiu o ex-lateral.

"Não saiam do armário!" diz Philipp Lahm sobre atletas no futebol
Reprodução

Segundo um artigo de Rafael Reis do UOL Esporte, o futebol não costuma ser um dos espaços mais “acolhedores” para os homossexuais, sendo um ambiente notoriamente conhecido pela discriminação e homofobia e, endossando o discurso de Lahm, ele diz que a maioria prefere evitar a exposição para não prejudicar a carreira.

No entanto, ele cita alguns jogadores que resolveram se expor publicamente, incluindo o já citado Thomas Hitzlsperger;  Robbie Rogers, que também anunciou sua homossexualidade no dia em que se aposentou; Collin Martin, que ainda joga futebol e encabeça uma campanha para que atletas gays se revelem; Justin Fashanu, que foi o primeiro a expor sua orientação sexual; Anton Hysén, que é filho de um ex-jogador que defendeu o Liverpool na Copa do Mundo de 1990 e até mesmo o veterano Olivier Rouyer, que disputou a Copa do Mundo de 1978, e anunciou sua homossexualidade em 2008, nove anos após encerrar sua carreira como técnico.

Phillip Lahm - Reprodução
Phillip Lahm – Reprodução



This article is also available in: English Español

Junte-se à nossa comunidade

Mais de 20 milhões de homens gays e bissexuais no mundo inteiro usam o aplicativo SCRUFF para fazer amizades e marcar encontros. Saiba quais são melhores festas, festivais eventos e paradas LGBTQIA+ na aba "Explorar" do app. Seja um embaixador do SCRUFF Venture e ajude com dicas os visitantes da sua cidade. E sim, desfrute de mais de 30 recursos extras com o SCRUFF Pro. Faça download gratuito do SCRUFF aqui.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia"