GAY BLOG BR by SCRUFF

Milhares de pessoas participaram neste sábado da 43ª edição da marcha do Orgulho Lésbico, Gay, Bissexual e Transgênero (LGBT) na Cidade do México, no que foi uma saída espontânea para as ruas desta capital que de repente foram cobertas com as cores do arco-íris. A informação é do site NTR.

Embora houvesse um chamado para não tomar as ruas devido à pandemia Covid-19,a maré multicolorida, que por algumas horas desabou as estradas que convergem na Avenida Reforma central, estava tomando conta desta artéria central da capital mexicana para exigir direitos, igualdade, não discriminação, equidade e justiça.

“É importante sempre tornar visível todas as ações que tomamos em nome das mulheres trans e outras na comunidade LGBT+”, disse Scarlett Giselle Reyes, do coletivo Agenda Política Trans Nacional que liderou a mobilização.

Embora este ano a celebração tenha sido oficialmente mantida no campo virtual devido à pandemia, milhares de pessoas da comunidade LGBT+ saíram para celebrar sua marcha por mais um ano.

Diante da saída prematura das pessoas, a Secretaria de Segurança Cidadã (SSC) da Cidade do México implantou um dispositivo com cerca de 700 agentes e 50 veículos para garantir a segurança e a mobilidade dos participantes.

A marcha na capital mexicana ocorreu como parte do Dia Internacional do Orgulho LGBT+ celebrado mundialmente em 28 de junho, em um momento em que a comunidade LGBT mexicana alcançou o reconhecimento legal do casamento entre pessoas do mesmo sexo em mais de 20 dos 32 estados, além das leis de identidade de gênero para pessoas trans em mais de uma dúzia.

Reprodução

Mas no outro extremo do dia, mais de seis assassinatos de ódio contra pessoas LGBT são registrados a cada mês, mais da metade dos quais são de mulheres trans. Segundo estimativas das organizações, 79 assassinatos de pessoas LGBT foram registrados no México em 2020, sendo 43 deles trans.

De acordo com a Pesquisa sobre Discriminação baseada em Orientação Sexual e Identidade de Gênero (Endosig, 2018), destinada a pessoas com 16 anos ou mais que vivem em território nacional que se auto-identificam como gays, lésbicas, bissexuais, trans e outras orientações sexuais e identidades de gênero, afirmou que 59,8% da população pesquisada “se sentia discriminada por pelo menos uma razão naquele ano”.




Junte-se à nossa comunidade

Mais de 20 milhões de homens gays e bissexuais no mundo inteiro usam o aplicativo SCRUFF para fazer amizades e marcar encontros. Saiba quais são melhores festas, festivais eventos e paradas LGBTQIA+ na aba "Explorar" do app. Seja um embaixador do SCRUFF Venture e ajude com dicas os visitantes da sua cidade. E sim, desfrute de mais de 30 recursos extras com o SCRUFF Pro. Faça download gratuito do SCRUFF aqui.

Jornalista pela Universidade Federal de MS, foi repórter de economia e hoje, além de colaborar para o Gay Blog Br, é servidor público em Joinville (SC). Escreveu ''A Supremacia do Abandono'', livro disponível em amazon.com.br.