GAY BLOG BR by SCRUFF

Vantuir Emerson (PSOL), de 39 anos, concorre a deputado estadual no Rio Grande do Sul. Abertamente gay, ele é bacharel em Educação Física e mora em Viamão (RS). Há anos ele trabalha em projetos sociais que visam ajudar comunidade carentes e animais de rua.

O preconceito e o abandono da população LGBT+ foram um dos motivos que levaram Vantuir a disputar as eleições de 2022. “ Na maioria das vezes, os ataques vem de pessoas que realmente desconhecem ou não entendem nossa orientação sexual”, afirma o candidato gaúcho.

Entre suas propostas, Vantuir destaca a educação inclusiva, com a capacitação de profissionais, além de projetos de lei de destinem vagas de emprego para a população LGBT+. “Precisamos de políticas públicas eficazes que não fiquem guardadas dentro de gavetas, aguardando o passar dos anos, até chegar o próximo pleito eleitoral”, afirma o candidato, que é um dos entrevistados no especial “Eleições 2022” do Gay Blog BR.

Vantuir Emerson, candidato a deputado estadual pelo PSOL do RS (Foto: Divulgação)

Confira na íntegra a entrevista com Vantuir Emerson

GAY BLOG BR: Qual a sua formação e trajetória profissional?

Vantuir Emerson: Sou Formado em Educação Física desde 2014. Trabalhei na área em alguns espaços de dança e CTs. Hoje possuo uma academia na cidade que moro.

GB: O que motivou a se candidatar?

Vantuir: Trabalho desde cedo em projetos sociais que visam ajudar comunidades carentes e animais de rua. Em meio a essas lutas, me via muitas vezes lutando contra o preconceito das pessoas em relação a minha orientação sexual e via o quanto pessoas iguais a mim sofrem diariamente com o preconceito, o abandono e a falta de oportunidades no mercado de trabalho. 

GB: Quais os desafios enfrentados ao ser uma candidatura abertamente LGBT+?

Vantuir: Na maioria das vezes, os ataques vem de pessoas que realmente desconhecem ou não entendem nossa orientação sexual. Os piores ataques, muitas vezes, não são os físicos, mas sim os psicológicos e a familiares, pois estes são os mais difíceis de digerir. Sim, mesmo sabendo que já existem leis contra esse tipo de atitude, muitas vezes, servimos de chacota ou somos apontados como a “destruição da família e dos bons costumes”. Assim, fazendo com que tenhamos sempre o dobro de desafios para chegar a muitas famílias.

GB: Quais são as suas principais propostas?

Vantuir: Trabalhar a educação de forma inclusiva, não apenas aos LGBTQIA+, mas também à crianças, adolescentes e adultos PCDs… incluindo nesse trabalho os profissionais da área que, muitas vezes, são cobrados mas não recebem uma estrutura e cursos apropriados aos mesmos, para que possam desenvolver os conteúdos em sala de aula sem se sobrecarregarem. E vamos mais além… Criar Projetos de Leis onde esses indivíduos tenham vagas no mercado de trabalho. Pois, o que vemos é um mercado despreparo para receber esse público, os jogando de lado.

GB: Há pautas exclusivamente para LGBT+?

Vantuir: Sim. Entendemos que é difícil trabalhar as pautas LGBTQIA+ dentro de um sistema que nos julga diariamente. Sabemos o quanto é importante uma candidatura para darmos visibilidade e mostrar a nossa comunidade que não somos depravados e que nossa população pode ser o profissional que quiser. Chega de vermos nossas irmãs trans sendo usadas como objetos sexuais em esquinas escuras, colocando suas vidas em risco, porque o mesmo cliente que as pega em uma rua escura a noite, é o mesmo que fecha uma porta de emprego a luz do dia, pois não “aceita” sua identidade. O mesmo acontece a jovens gays e lésbicas que vão para as ruas e caem nas drogas, e tem que se prostituir para poderem se alimentar e pagar um lugar para morar. Precisamos de políticas públicas eficazes que não fiquem guardadas dentro de gavetas, aguardando o passar dos anos, até chegar o próximo pleito eleitoral e vir alguém apenas usar nossa causa para se autopromover.

GB: Quais medidas você acredita serem necessárias para combater a LGBTfobia?

Vantuir: Inicialmente, fazer valer as leis já existentes contra a LGBTfobia, criando canais mais acessíveis a população LGBTQIA+ para que possam ser ouvidos(as). Trabalhar através de propagandas,  palestras e outros meios de comunicação dentro de locais de trabalho, para que as pessoas comecem a ter o entendimento da nossa comunidade. Desmistificar o pré-conceito existente em muitos locais de trabalho e lazer. Eu, como educador físico, vejo o quanto o vestiário masculino de clubes de futebol, ginásios e clubes de lazer são tóxicos nessa questão. Igual o racismo estrutural, a xenofobia, o feminicidio. A LGBTfobia cresce absurdamente mesmo estando em pleno século XXI. Precisamos dar um basta! Chega de tanta falta de empatia da sociedade.

GB: O que você pensa sobre o uso e políticas da PrEP?

Vantuir: Sobre o medicamento, acredito ser um grande passo contra o HIV. Por isso a importância das políticas públicas de saúde e outros segmentos para que não exista esse tipo de dúvida na população. É preciso um conhecimento mais amplo e repassar as comunidades que o vírus não é algo do nosso público LGBTQIA+ e sim da sociedade. Mas, é uma longa conversa que precisa ter essa sensibilidade, pois estamos falando de vidas!

GB: Como você avalia o governo de Bolsonaro?

Vantuir: O atual governo vem sendo um desastre em todas as varas distintas. Não apenas para nós LGBTQIA+ como para a população carente, mulheres, negros e as classes menos favorecidas, o governo vem destruindo tudo conquistado até hoje. A cultura, educação, saúde, economia e segurança tiveram uma triste queda. Nosso país volta a ser palco da fome, do desemprego, inflação nas alturas, entre tantos outros problemas. Sabemos que é complicado. Nsse governo as pessoas se sentem mais a vontade para agredir nossas causas, pois tem o respaldo do presidente. Isso é muito preocupante, pois nossa luta é diária e constante e quando se tem um retrocesso nessa magnitude, tudo se torna mais complicado. Por isso a importância das nossas candidaturas para essa eleição de 2022. Seguiremos lutando firmes e fortes, pois é preciso mostrar nossa visibilidade através do nosso voto e de nossa consciência. 

Confira a lista de candidaturas LGBTQIA+ de 2022 neste link

Lista de candidatos LGBTQ+ nas eleições 2022 | Deputados, Senadores, Governadores




Junte-se à nossa comunidade

Mais de 20 milhões de homens gays e bissexuais no mundo inteiro usam o aplicativo SCRUFF para fazer amizades e marcar encontros. Saiba quais são melhores festas, festivais eventos e paradas LGBTQIA+ na aba "Explorar" do app. Seja um embaixador do SCRUFF Venture e ajude com dicas os visitantes da sua cidade. E sim, desfrute de mais de 30 recursos extras com o SCRUFF Pro. Faça download gratuito do SCRUFF aqui.

Jornalista gaúcho formado na Universidade Franciscana (UFN) e Especialista em Estudos de Gênero pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)