GAY BLOG BR by SCRUFF

Ativista LGBTQIA+, administrador, drag queen e social media, George Souzza (PT) disputa uma vaga como deputado estadual no Paraná. Morador de São José dos Pinhais (PR), ele tem 25 anos, é gay e conversou com o Gay Blog BR no especial “Eleições 2022“.

George Souzza, candidato a deputado estadual pelo PT do PR (Foto: Divulgação)

“Minha vontade de entrar na política se iniciou com a necessidade de encontrar uma representatividade, vendo a falta de alguém que defendesse e lutasse por direitos e causas em que via tanta importância”, conta o candidato. Na sua campanha, propõe o lema: “uma representatividade jovem, inclusiva e diversificada, por uma nova história para o Paraná!”.

Entre os desafios de ser uma candidatura LGBTQ+, George cita a conscientização da própria comunidade em reconhecer a importância de votar em alguém que os represente de verdade. “Alguém que não só represente a sua luta e bandeira, mas que de fato sinta na pele do dia-a-dia os problemas e dificuldades que o mesmo sofre por ser quem é”, comenta.

Já em relação as suas propostas, George diz seguir eixos básicos para a sociedade, como segurança, saúde, educação, emprego, cultura, mobilidade, meio ambiente, proteção e amparo animal. “Algumas implementações de programas e ações em prol do cuidado e conscientização da comunidade LGBTQIA+ e os mesmos programas para a inclusão da juventude em diversas áreas como mercado de trabalho, ensino e até política”, destaca.

George Souzza (Foto: Divulgação)

Confira na íntegra a entrevista de George Souzza

GAY BLOG BR: Qual a sua formação e trajetória profissional? 

George Souzza: Sou formado em Administração, que me abriu portas tanto em Administração quanto em Marketing; possuo mais de sete anos em experiência em Gestão Administrativa a frente de empresas importantes para o comércio de São José dos Pinhais. Atuo também em áreas da militância LGBTQIA+ do PT no Paraná, a frente da Juventude do PT e integrante da CUT/LGBT CUT em São José dos Pinhais.

GB: O que motivou a se candidatar?

George: Minha vontade de entrar na política se iniciou com a necessidade de encontrar uma representatividade, vendo a falta de alguém que defendesse e lutasse por direitos e causas em que via tanta importância. Com o falecimento do meu irmão, que infelizmente perdeu sua vida para a AIDS, vi a extrema urgência de políticas e políticos que se importassem com as nossas vidas. Manter a memória e a luta dele vivas, fazer com que a história dele não se repita novamente, lutar e fazer nossas vozes serem ouvidas é o meu compromisso nessa jornada.

GB: Quais os desafios enfrentados ao ser um candidato abertamente LGBTQ+?

George: Alguns, os mais relevantes seriam a parte financeira, onde a política atual tende a olhar mais para candidatos já atuantes ou que possam ser dos mesmos grupos políticos, do que o incentivo a novas candidaturas sendo elas de jovens, pretos, mulheres ou LGBTI+.

Outro fator crucial é a conscientização da própria comunidade sobre a importância de votar em alguém que não só represente a sua luta e bandeira, mas que de fato sinta na pele do dia-a-dia os problemas e dificuldades que o mesmo sofre por ser quem é, mas isso em questão estadual, pela falta de representatividade na ALEP, na história da mesma nunca teve um deputado eleito abertamente LGBTI+.

GB: Quais são as suas principais propostas? Há pautas exclusivamente para LGBTQ+?

George: Minhas propostas além de seguir os eixos básicos para a sociedade em segurança, saúde, educação, emprego, cultura, mobilidade, meio ambiente, proteção e amparo animal entre outros, algumas implementações de programas e ações em prol do cuidado e conscientização da comunidade LGBTQIA+ e os mesmos programas para a inclusão da juventude em diversas áreas como mercado de trabalho, ensino e até política.

Em São José fui um defensor e apoiador da criação da “Casa Colorida”, que consiste em um ambiente de amparo e auxílio á comunidade LGBTQIA+ e a reintegração dos mesmos na sociedade. Alguns programas de inclusão e conscientização das propostas seria a ampliação dos programas de atendimento psicológico gratuito para a população LGBTQIA+ em um sistema que implemente saúde, qualidade de vida, educação, lazer e segurança.

Campanhas educativas de conscientização à prevenção da gravidez na adolescência, combate ao preconceito LGBT, racismo e feminicídio e sexualidade. A promoção de programas de inclusão e o ressalto sobre a importância da solução de casos de racismo, machismo, feminicídio e homofobia, para fortalecer as denúncias e aumentar as criminalizações dos mesmos.

GB: Quais medidas você acredita serem necessárias para combater a LGBTfobia?

George: Possuo sim! Sendo elas nas áreas de Justiça, Educação e no Serviço Social. Como citado na questão sobre as propostas sugeridas para o mandato, além das campanhas educativas de conscientização ao combate a discriminação sexual e racial, ao respeito, a informação sobre a diferença de cada indivíduo e como isso nos torna mais iguais e humanos e não diferentes.  A implementação de programas sociais e de saúde de inclusão, amparo, cuidado e auxílio, desde financeiro á psicológico em casos de homofobia, racismo e afins para fortalecer as denúncias e aumentar legalmente as penalidades e criminalizações dos mesmos, tornando os crimes puníveis e não somente estatísticas

GB: O que você pensa sobre o uso e políticas da PrEP?

George: Apoio o incentivo e a conscientização. O PrEP tem que ser um projeto bem estruturado com auxílio na comunicação, orientação e importância do mesmo pelo estado. Mostrando o quão isso ajuda não só na prevenção de possíveis infecções mas em uma conscientização e educação da comunidade, incentivando o uso de preservativos e cuidados.

GB: Como você avalia o governo de Bolsonaro?

George: Infelizmente o para a história do país até hoje, não só em questões bases como educação e saúde mas em um sentido humano de ser, de não respeitar o próximo, incentivar ao ódio e a agressividade como resposta para qualquer situação. Um regresso á nossa Democracia e um retrocesso em inúmeros direitos e conquistas para uma população que sofre a margem, que infelizmente vive em quase sua metade a instabilidade da fome ou até de uma renda.

Confira a lista de candidaturas LGBTQIA+ de 2022 neste link.

Lista de candidatos LGBTQ+ nas eleições 2022 | Deputados, Senadores, Governadores




Junte-se à nossa comunidade

Mais de 20 milhões de homens gays e bissexuais no mundo inteiro usam o aplicativo SCRUFF para fazer amizades e marcar encontros. Saiba quais são melhores festas, festivais eventos e paradas LGBTQIA+ na aba "Explorar" do app. Seja um embaixador do SCRUFF Venture e ajude com dicas os visitantes da sua cidade. E sim, desfrute de mais de 30 recursos extras com o SCRUFF Pro. Faça download gratuito do SCRUFF aqui.

Jornalista gaúcho formado na Universidade Franciscana (UFN) e Especialista em Estudos de Gênero pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)