Rosto da última campanha da francesa Maison Saint Laurent, o ator Ezra Miller também estampa a capa da edição britânica da revista GQ Style. Ezra ficou conhecido por seus papéis em Liga da Justiça (The Flash) e Animais Fantásticos e Onde Habitam (Credence).

GAY BLOG BR by SCRUFF
Capa da GQ Style britânica

Ezra se identifica como “queer”, ainda que não goste deste termo por achar que muito usado para se referir ao gênero masculino. “A ideia da comunidade LGBTQIA + + + infinito não é nova”, diz Miller, animado enquanto fala. “As concepções de papéis de gênero que são novas. No Havaí, há uma palavra, Mā hū, que quase [traduz como] ‘aquilo que está se tornando’. No entendimento nativo havaiano, todos têm kū [espírito masculino] e hina [espírito feminino]. Todo o mundo é trans.”

GQ Style
Ezra Miller para GQ Magazine
Ezra Miller para GQ Magazine
GQ Style
GQ Style
GQ Style
GQ Style
GQ Style
GQ Style
GQ Style
GQ Style
GQ Style
GQ Style

Ezra Miller, intérprete do The Flash, toma uns drinks e beija fã na boca

Ezra Miller performa ‘Don’t Cha’, das Pussycat Dolls

Biografia

Ezra Miller nasceu e cresceu em Wyckoff, uma comunidade no condado de Bergen, Nova Jersey. Sua mãe, Marta, é uma dançarina moderna. Seu pai, Robert S. Miller, foi presidente senior e diretor-gerente da categoria adulta Walt Disney Company de publicação de livros, Hyperion Books, e é um editor de Publicação do trabalhador. Miller tem duas irmãs mais velhas, Saiya e Caitlin. Ele se considera totalmente judeu e espírita, embora afirme que de acordo com lei judaica ele não o seja, e pretende visitar Israel um dia (seu pai é judeu e sua mãe é de um fundo cristão). Quando tinha seis anos, Miller começou a treinar como um cantor de ópera, para ajudá-lo a superar um problema de fala. Ele cantou com a Metropolitan Opera, e seu primeiro trabalho foi White Raven, do compositor estadunidense Philipe Glass. Participou da Rockland Country Day School e Escola Hudson, e a abandonou aos 16 anos após o lançamento de seu filme Afterschool.

Começou a sua carreira no cinema em 2008, com Afterschool de Antonio Campos, no qual ele interpretou um adolescente em um colégio interno. O filme ganhou o prêmio “Independent Spirit Award and Gotham” , recebendo ainda mais nove nomeações.Depois disso, Miller apareceu em City Island (2009). O filme recebeu sete nomeações da crítica, das quais ganhou três por melhor comédia, melhor atriz coadjuvante e um “Audience Award”. Foi o protagonista em Beware the Gonzo e co-estrelou em Every Day, ambos estreados no Festival de Cinema de Tribeca. Miller apareceu em seguida no filme Precisamos Falar Sobre Kevin com John C. Reilly e Tilda Swinton, que foi dirigido e adaptado por Lynne Ramsay do romance de Lionel Shriver. O filme se tornou uma sensação no Festival de Cinema de Cannes, ganhando elogios da crítica e diversas indicações para prêmios dentre as quais uma ao globo de ouro pela performance de Tilda Swinton. Rendeu a Miller duas indicações sendo uma para o “BIFA Award for Best Supporting Actor” e um “Broadcast Film Critics Association Award for Best Young Performer”. No ano de 2012, conseguiu o papel de Patrick no filme “As Vantagens de Ser Invisível”. O filme foi um sucesso de crítica, dando a Miller oito nomeações das quais ganhou quatro. Miller também atuou como Damien em Californication um programa humorístico de televisão. Ele apareceu na série Royal Pains como Tucker Bryant nas duas primeiras temporadas. Seu papel mais recente foi Barry Allen/Flash, em Esquadrão Suicida, Batman vs Superman: A Origem da Justiça e Liga da Justiça e terá um papel de destaque no filme Animais fantásticos e onde habitam.

Junte-se à nossa comunidade

O app SCRUFF está disponibilizando gratuitamente a assinatura PRO no Brasil, com todas as funcionalidades premium. Seja Embaixador SCRUFF Venture para ajudar os gays que estão visitando sua cidade. Tenha uma agenda atualizada das melhores festas, paradas, festivais e eventos. São mais de 15 milhões de usuários no mundo todo; baixe o app SCRUFF diretamente deste link.