GAY BLOG BR by SCRUFF

O ator Bruno Fagundes realizou o sonho de estar em duas produções de TV ao mesmo tempo. No ar como o vilão Renan na novela “Cara e Coragem” (TV Globo), ele também pode ser visto como Rafael em “Só Se For Por Amor”, série lançada pela Netflix, na última quarta-feira (21). 

Na produção, inspirada no universo sertanejo, Fagundes vive um produtor gay e enfrenta a LGBTfobia enraizada no interior do Brasil. Em entrevista ao Metrópoles, ele revelou ter aceitado o papel na série justamente pelo desafio de interpretar um homem gay em um ambiente conservador.

Bruno Fagundes como Rafael em “Só Se For Por Amor” (Foto: Reprodução)

Na trama, embora o personagem Rafael tenha menos destaque, Fagundes considera considera este trabalho relevante para a sociedade. Esta foi a razão pela qual aceitei esse personagem. Fiz uma participação em ‘Sense8’, uma série americana, trabalhei com a Lana Wachowski. Fiz três temporadas de ‘3%’, em que eu era o antagonista. E aí me veio ‘Só Se For Por Amor’, em que meu personagem é menor, mas não acredito que personagem pequeno exista”, comentou o ator de 33 anos.

Quando li sobre ele [o personagem], falei: ‘A importância dele é essa’, falar com o público heteronormativo e majoritariamente machista, obviamente sem generalizar, de um Brasil profundo, que se esconde atrás do preconceito, um personagem que livremente é quem ele é dentro desse ambiente, e mais: é respeitado por ser quem ele é. A função dramatúrgica e social dele é imensa. Então não existe personagem pequeno”, acrescentou Fagundes.

Em “Só Se For Por Amor”, Rafael  se relaciona com um rapaz evangélico e virgem, que está prestes a se casar, mas que reprime os seus desejos. “Ele é apaixonante, apaixonado, apaixonável. Tentei fazê-lo assim. Parte da trama é esse ‘gato e rato’ entre Nelton (Adriano Ferreira) e Rafael. Quero muito que shippem esse casal, quero muito que criem a tag #RafaNelton. Foi muito legal fazer um personagem que está ali disposto, aberto, disponível para conhecer, disponível para o amor, disponível para se libertar da própria dor”, comemorou o ator.

Bruno Fagundes em “Só Se For Por Amor” (Foto: Reprodução)



Junte-se à nossa comunidade

Mais de 20 milhões de homens gays e bissexuais no mundo inteiro usam o aplicativo SCRUFF para fazer amizades e marcar encontros. Saiba quais são melhores festas, festivais eventos e paradas LGBTQIA+ na aba "Explorar" do app. Seja um embaixador do SCRUFF Venture e ajude com dicas os visitantes da sua cidade. E sim, desfrute de mais de 30 recursos extras com o SCRUFF Pro. Faça download gratuito do SCRUFF aqui.

Jornalista gaúcho formado na Universidade Franciscana (UFN) e Especialista em Estudos de Gênero pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)