Inscrições abertas nas categorias drag, dança e música no Festival MixBrasil

As inscrições para o Mix Music 2019, concurso que acontece dentro do Festival MixBrasil, já estão abertas e ficam disponíveis até o dia 30 de outubro. O concurso premiará novos talentos nas categorias drag, música e dança.

Organizado pelo DJ e produtor cultural André Pomba e com curadoria de Hanilton Medeiros, o Mix Music será realizado no Centro Cultural São Paulo – CCSP entre os dias 16 e 17 de novembro.

Para se inscrever, acesse este link.

Inscrições abertas nas categorias drag, dança e música no Festival MixBrasil
Edição 2018 do Mix Music. Foto: reprodução Mix Brasil

SELEÇÃO MIX MUSIC

Entende-se por novo talento de drag queen aquela que não tiver mais de dois anos de carreira. Entende-se por novo(a) cantor(a) quem não lançou nenhum trabalho profissionalmente (com gravadora, por exemplo). Por coreografia/dança, grupos A-Pop, bondes de funk, coreografias de divas pop ou artistas solo.

Serão escolhidos dez novos talentos para cantarem uma música ou apresentarem o número de dança/coreografia e dez novas drags para performarem uma música. O concurso terá por três jurados e os vencedores de cada concurso ganharão R$ 500 e vários brindes.

Para se inscrever, acesse este link.

FESTIVAL MIXBRASIL

O Festival MixBrasil de Cinema e Vídeo da Diversidade Sexual surgiu em 1993 através do convite realizado pelo New York Lesbian and Gay Experimental Film Festival que decidiu ampliar seus horizontes e convidar curadores estrangeiros para mostrar as diferentes formas de expressão da sexualidade em outros países. Esse festival, realizado em Nova Iorque, passou a se chamar “MIX New York”. André Fischer foi o responsável pela seleção da programação brasileira desse festival, com o nome Brazilian Sexualities. A partir dessa participação brasileira no festival de Nova Iorque, o Departamento de Cinema do Museu da Imagem e do Som decidiu fazer um convite para sediar uma edição brasileira do festival, que ganhou o nome “I Festival MiX Brasil”, sendo realizado a partir da seleção, realizada por André Fisher, de 76 trabalhos exibidos no Festival de Nova Iorque, editados em 12 programas de curtas. O festival brasileiro estreou dia 5 de outubro de 1993.

Desde a primeira edição foram editadas versões para a apresentação do festival em várias capitais brasileiras. A exibição do primeiro Festival MiX Brasil no Rio de Janeiro, marcada para acontecer na Casa Laura Alvim foi cancelada a 4 dias do evento por Beatriz Nogueira que decidiu que o Rio de Janeiro não estava preparado para esse evento. A apresentação no Rio de Janeiro foi improvisada na Torre de Babel a convite de Ringo Cardia. As edições do festival passaram a ser realizadas anualmente e são bem recebidas por vários segmentos da sociedade por encarar a diversidade sexual de forma aberta

1 COMENTÁRIO