A cantor Jão é o convidado da semana para o podcast Pop Story, do Deezer, e comenta um pouco sobre sua trajetória e a recente parceria com a Ivete Sangalo, com quem gravou a música “Me Liga”. Para ouvir a gravação, basta acessar o site oficial através deste link.
“Quando a Ivete me mandou a mensagem eu pensei: qualquer emoji que eu mandar precisa ser O emoji!” – conta Jão, complementando que, há quatro anos, imaginar cantar com alguém como a Ivete Sangalo era algo “muito distante”.
Jão também compara sua carreira como algo cinematográfico: “Sabe quando a gente assiste filme ou série e você percebe que aquilo não aconteceria na vida real, pois é muito cinematográfico? Quando estou no palco é esse sentimento que tenho, tudo muito cinematográfico, é o meu lugar, meu santuário, minha parada, o que sei fazer de melhor”, conta.

Quando questionado sobre a existência de “2 Jãos“, o das composições íntimas versus o Jão potente dos palcos, ele conta detalhes das suas personas: “Existem os dois. É uma coisa muito doida, sempre me abri muito na música, fui uma criança mais artística, no meu mundo, introspectivo. E a música foi minha válvula de escape pra me entregar. Começou na composição, tocando violão, e quando subi no palco pela primeira vez foi quando senti que estava 1000% confortável. É um outro Jão, mas ele sou eu”, diz.

Jão diz que não é melancólico como as pessoas pensam
Divulgação
O apresentador do podcast, Zeca Camargo, foi bem direto em uma pergunta que todos queriam saber sobre suas músicas não deixou de fora a pergunta que todos querem saber ao ouvirem suas músicas: “Você é um cara triste?” A resposta foi direta: “Nunca planejei fazer músicas tristes, fazia músicas do que estava rolando. A maneira como me expresso é um pouco mais dramática do que o usual. Mesmo minhas músicas mais felizes, as pessoas recebem como uma música emocionante, a galera chora no show ouvindo. Pode ser minha voz, a forma como me expresso”, sugere.

Pra finalizar, a pergunta: “Para Jão, o que é o refrão perfeito?” E ele revela que é o que liberta quando canta ou ouve. “Quando junta a melodia e a letra, é quando tudo explode e vira um grande refrão”, finaliza.

Junte-se à nossa comunidade

O app SCRUFF está disponibilizando gratuitamente a assinatura PRO no Brasil, com todas as funcionalidades premium. Seja Embaixador SCRUFF Venture para ajudar os gays que estão visitando sua cidade. Tenha uma agenda atualizada das melhores festas, paradas, festivais e eventos. São mais de 15 milhões de usuários no mundo todo; baixe o app SCRUFF diretamente deste link.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve um desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia".