GAY BLOG BR by SCRUFF
Poucos setores da sociedade contam com tantas notícias sobre superação como o esporte. A pobreza, a desigualdade social, a distância da escola para o local de treinamento, a conciliação da atividade esportiva com outras atividades… são muitos os casos públicos notáveis de atletas consagrados que venceram dentro do esporte.
.
Infelizmente, nem tudo é positivo. O ambiente esportivo ainda reproduz dentro de si muitos dos estigmas sociais que servem como o entrave para o desenvolvimento das classes minoritárias. E o diálogo franco e aberto sobre esta problemática precisa acontecer. A inclusão plena e horizontal ainda está longe de ser realidade.
.
Pensando nisso, a Nestlé promoveu um debate sobre os meios de se garantir a pluralidade dentro do esporte, sendo este mesmo um cenário com alto potencial na formação holística do indivíduo. O esporte abre portas e desenvolve cidadãos preparados para observar a sociedade com diversas lentes. O evento aconteceu dentro da Convenção de Vendas da empresa.
.
A conversa contou com a presença da cantora Pabllo Vittar e ex-líbero da seleção brasileira masculina de vôlei Serginho, além da mediação da jornalista LGBTQIA+ Fernanda Gentil. Pabllo revelou que o esporte teve influência crucial para a sua formação como artística, sendo a dança um fator chave dentro da sua carreira.
.

“Comecei tendo aulas de dança com uma professora na escola, aos sábados, e depois em um centro comunitário, onde fazia balé e ginástica. Também dançava muito com minhas irmãs na calçada em frente a nossa casa, e tudo isso me deu confiança para estar aqui hoje. E eu trago tudo que aprendi com a dança para a minha carreira, nos meus clipes, e incentivo as pessoas a também dançarem, a se divertirem e se expressarem. Fiquei muito feliz com a notícia de que a dança virou esporte olímpico e já estou ansiosa para assistir como vai ser esse babado das danças na competição e torcer para o Brasil, porque eu amo dançar. Quando eu comecei a dançar, eu me senti mais confiante, mais dona do meu lugar. Me mostrou que eu pertenço sim, e eu posso transitar e escolher por onde seguir”, disse a artista.

nestlé
Divulgação
O outro integrante do bate-papo, Serginho, um dos atletas mais respeitados do mundo dentro do contexto do vôlei, multicampeão dentro das quadras, incluindo o bi olímpico, e idolatrado pela massa brasileira, contou como o esporte o tirou da pobreza, do extremo Norte do Paraná, e o elevou ao topo de uma carreira de sucesso.
.
“Meu pai é semialfabetizado e minha mãe dona de casa. Eles trabalhavam na lavoura de café e vieram para São Paulo para tentar a vida. E eu sempre prometi que ia dar uma casa para eles. Sempre tomei isso como uma causa para a minha vida e consegui realizar por meio do vôlei. Todos os ‘nãos’ que tive no início de carreira, tudo que consegui conquistar, devo a isso, ao respeito e à independência que o esporte me proporcionou. E tenho orgulho de ter terminado minha carreira com um grande ‘sim'”, revelando a persistência necessária para encontrar seu caminho dentro da carreira profissional como atleta. O que parecia impossível, foi superado e moldou a sua personalidade como cidadão.
.
A Convenção de Vendas de 2021 da Nestlé, “A gente faz o futuro”, é o evento que comemora a histórica marca de 100 anos do grupo no Brasil e acontece de forma online. Além deste importante certame, a reunião conta com outras atrações de personalidades de todo o mundo. Diversidade e inclusão serão temas frequentes durante todo o evento.
.

Junte-se à nossa comunidade

O app SCRUFF (Google Play ou App Store) está disponibilizando gratuitamente a versão PRO no Brasil, com todas as funcionalidades premium. Seja Embaixador SCRUFF Venture para ajudar os gays que estão visitando sua cidade. Tenha uma agenda atualizada das melhores festas, paradas, festivais e eventos. São mais de 15 milhões de usuários no mundo todo; baixe o app SCRUFF diretamente deste link.

Catarinense, 25 anos e professor de Literatura e Língua Inglesa. Homem gay, apaixonado por música e que respira futebol e cultura latino-americana.