O carnaval 2020 no Distrito Federal vem carregado de conteúdo e política. O Coletivo Fora do Armário convite a festejar sem deixar em casa o pensamento crítico.

“Estamos nos afirmando, ocupando mais esse espaço e apesar da onda conservadora que vimos sentido na pele nos últimos tempos, há uma parte da sociedade muito sensível ao respeito a toda a comunidade LGBTQIA+”, Dayse Hansa, uma das idealizadoras do coletivo.

A proposta claramente se deve a diversidade presente entre os blocos, o mix vai muito além do que a imaginação heteronormativa possa imaginar. Os temas e atividades passeiam pela cultura drag e negra, aos afirmativos das feministas e os sátiros e caricatos festejos das sapas e das pocs.

Quando o assunto é segurança, uma boa novidade: com a maior organização entre os blocos e a solidificação do coletivo, foi possível criar um diálogo junto com a Secretária de Segurança para juntos se educarem para uma abordagem mais empática com as mulheres e LGBTs. Estima-se que estes blocos devem atrair mais de 200 mil foliões.

O projeto é uma realização da Associação Artística Mapati com o apoio do IMAC, da Sala Produções e da Campanha Folia Com Respeito a partir de Termo Fomento celebrado junto à Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa – SECEC e com recursos de uma emenda parlamentar, no valor de R$ 433 mil, cuja autoria é do Deputado Distrital Fábio Felix (PSOL/DF).

Carnaval de Todas as Cores -  Crédito: Bruna Martins
Carnaval de Todas as Cores – Crédito: Bruna Martins

Programação:

Virgens da Asa Norte
1º de fevereiro, das 14h às 21h – Orla da Ponte JK

Bloco descontraído e irreverente abre-alas do Carnaval de Brasília, promete reunir mais de 30 mil foliões em uma festa multiartística que chega ao seu 10º ano consecutivo e traz às ruas de Brasília diversidade, alegria, festa, amor e empatia. Do frevo ao samba, passando pelo carimbó até o pop, o fervo terá como estrela principal Dona Onete. A ‘Rainha do Carimbó’ apresenta o show, ainda inédito em Brasília, de seu mais recente lançamento – “Rebujo”. O álbum está na lista dos 5 mais tocados na cena World Music da Europa. Outras atrações também sobem ao palco para comandar a animação, que vai entrar noite adentro.

Informações: 61 9.7401-3188 / 61 9.8161-9548


Quem Chupou, Vai Chupar Mais
08 de fevereiro – Museu da República

O bloco nasceu da paixão pelo axé e, claro, pelo trio elétrico. Os carnavais de Salvador são a inspiração máxima para o bloco e o tema para 2020 é “Atrás do Trio Elétrico só não vai quem já morreu”, frase da música clássica de Caetano Veloso, “Atrás do Trio”. A missão do bloco é combater a homofobia, o racismo e o assédio de forma eficaz e colocando no centro do bloco, artistas que projetam nossos ideais.

Coletivo LGBT+ põe na rua 31 blocos no carnaval de Brasília, DF
Bloco Quem Chupou Vai Chupar Mais – Foto: divulgação

Vai Com as Profanas
08 de fevereiro – Setor Carnavalesco Sul

Bloco, que se define como tropical-feminista, bebe na estética e na música tropicalista para valorizar e luta pela igualdade de gênero. Para os criadores do “Vais com as Profanas”, que trazem dos selos Mimosa e Conspiração Libertina a experiência de como fazer grande baladas, o Carnaval é festa, não tem época e é parte das culturas regional e urbana brasileiras. O Bloco toma as ruas com folia e agitação para dizer que é razoável falar de coisa séria, com sorriso na cara e para provar que não tem dia nem hora para ser feliz e respeitar a todas e todos.

Informações: 61 9.9308-3838


Bloco do Fundão
08 de fevereiro – Avenida Central, Riacho Fundo

Informações: 61 9.8324-5435


Bloco do Amor
09 de fevereiro – Via S2, no Plano Piloto

Na via S2, com o Bloco do Amor, o coração de Brasília vai pulsar azul-e-rosa, espalhando borbulhas de amor purpurinadas pelo asfalto. Um espaço onde todos os afetos se expressem livremente, sem discriminação e com tolerância e respeito.

Informações: blocodoamors2@gmail.com


Essa Boquinha Eu Já Beijei
15 de fevereiro – Gramado da Funarte, Eixo Monumental SDC

Bloco idealizado, encabeçado e organizado por mulheres. A banda, que se apresenta sobre um palco e ao vivo, é composta de 15 nomes femininos da cidade, entre instrumentistas e cantoras. O repertório vai do samba ao afoxé, executado por grandes musicistas. O bloco nasceu para criar um espaço de liberdade e respeito para foliãs.

Informações: 61 9.9633-4441 / 61 9.8311-5115


EIXÃO 44 + Festa Xena 
16 de fevereiro – Passagem Subterrânea da 207 Norte

Prepare seu caminhão!, convidam as organizadoras. As manas do Eixão 44 e da Xena se juntam em 2020, unindo forças para fazer o carnaval sapatão mais maravilhoso da Capital Federal. O Eixão 44, tradicional bloco sapatão da cidade, agora se encontra com a festa lésbica mais bombada de Brasília, a Xena. As duas irão mostrar que no Carnaval tem espaço para as mulheres lésbicas e qualquer demonstração de amor em toda sua diversidade. No rolê, as DJs comandam diversos estilos, do pop ao funk, que fazem dançar e vibrar gente linda e muito amor. O Eixão 44 é um coletivo sem fins lucrativos, políticos ou religiosos, tendo como única prerrogativa o feminismo e o combate ao racismo, machismo e LGBTfobia.

Informações: 61 9.8109-9931 / 61 9.8146-5825


Bloco Posudxs
20 de fevereiro, às 14h – Taguatinga Norte, CNF 2

O primeiro bloco LGBTQIA+ de Taguatinga, traz o glamour do luxo neste que é um bloco autossustentável e tem como lema Sexualidade Não é Gênero. Posudxs é uma manifestação da cultura Ballroom de Brasília com batalhas de vogue premiadas, muita música e arte.

Informações: 61 9.9587-2230


Bloco do Prazer
21 de fevereiro, das 18h às 23h – Praça dos Prazeres (201 Norte)

O bloco se inspira na alegria da música brasileira em uma mistura rítmica democrática e revolucionária. Quem puxa o desfile é a DJ e artista perfomática Karla Testa e a DJ e designer Mica Brega. Em 2020, segue sua tradição de convidar artistas que estão fervendo no cenário musical brasiliense.

Informações: 61 9.8313-6233


Bloco Vai Ter Auê
21 de fevereiro, no Setor Carnavalesco Sul (SCS)
Informações: 61 9.8366-9488


Bloco Elas que Lutem
22 de fevereiro, a partir das 16h – Setor Carnavalesco Sul

Um bloco de Carnaval feito de brilho, com a missão em promover conexões entre diversão e consciência. Um espaço para compartilhar leveza, acolhimento, respeito, confiança e sustentabilidade. Elas que Lutem é seguro e acolhedor, livre de LGBTQIfobia, racismo, gordofobia, capacitismo ou elitismo.

Informações: 61 9.9673-6153 / 61 9.9800-6404 / 61 9.9925-7611


Bloco LIMBO
22 de fevereiro – Setor Comercial Sul, Quadra 5

Limbo é um coletivo de produção multimídia, que fricciona cultura e entretenimento. Suas produções apresentam música, performance vanguardista, instalação artística e cenografia. Há três anos as intervenções são realizadas de forma independente e de maneira espontânea e coletiva. Ouça apresentações musicais para transmissão na web soundcloud.com/no_limbo/sets/limbo-podcasts

Informações: 61 9.9971-3031 / 61 9.8464-6852


Leds Go Gay
22 de fevereiro – Setor Carnavalesco Sul

Informações: 61 9.99713031 / 61 9.8464-6852


LGBTS Folia

25 de fevereiro, às 15h –  Feira Permanente da Cidade Ocidental
29 de fevereiro, às 13h – Praça do Cine Itapuã, no Gama

O irreverente e animado bloco da diversidade, o LGBTS Folia nasceu para colorir a maior festa popular do DF. Atrações surpresa e DJs da cidade irão comandar a festa.

Informações: 61 9.8169-5971


REBU – O Bloco Sapatão

22 de fevereiro, a partir das 15h – Estacionamento 4, do Parque da Cidade

O Bloco mais sapaTÔMICO toma as ruas da cidade pelo segundo ano consecutivo e com novidade – a Banda REBU. Além de DJs e muito velcro, tem aquele rebuceteio, porque no universo da brejolândia – rebu é sagrado. O convite é pra chamar as “crush” tudo e os lemas são: Folia sempre com respeito e Não é não.

Informações: 61 9.8136-3035 / 61 9.8326-4516 / 61 9.9211-8315


Triângulo das Brejeiras
22 de fevereiro, das 9h às 15h – Estacionamento 4, do Parque da Cidade

Mais uma estreia no carnaval de Brasília, o bloco feminista Triangulo das Brejeiras aposta em programação descontraída e com pegada jovem. Realizada pelo coletivo de mulheres TinderBeer, o bloco quer marcar historia no carnaval da cidade com muita cor, diversão e irreverencia.

Informações: 61 9 9195-9317 / 61 9 8369-5836


Vou Embora com Circo
22 de fevereiro, a partir das 9h – Setor Carnavalesco Sul

Plural, inclusivo, circense, diurno, performático e malabarístico, o bloco é conduzido por artistas e acolhe as famílias LGBTQIA+. Diurno, a folia ocupa a rua com performances circenses apresentadas nos semáforos, lonas e palcos abertos.

Informações: 61 9.9682-9661


As Leis de Gaga
22 de fevereiro – Setor Carnavalesco Sul

Informações: 61 9.9999-8353


Vai Virado Viado
23 de fevereiro, das 5h às 12h – Setor Comercial Sul

Autointitulado como o “primeiro bloco after de Brasília” – surgiu em 2019 para reconhecer o crescimento e o potencial da cena eletrônica underground na capital federal. Com inspiração no Carnaval de São Paulo e do Rio, onde tradicionalmente a folia alternativa nunca dorme, a ideia do VVV é oferecer uma opção segura e conceitual para quem quer estender a festa até mais tarde. Além disso, tem como objetivo dar protagonismo para a comunidade LGBT, homenageando-a tanto por sua contribuição à cultura carnavalesca do Brasil como à cultura clubber do techno, house, electro e suas vertentes.

Informações: 61 9.8234-2770


Montadas – O Bloco da Diversidade
23 de fevereiro, Setor Bancário Norte

M-O-N-T-A-Ç-Ã-O é construir, unir partes, ora iguais, ora diferentes e é isso que propõe o Distrito Drag, coletivo que organiza o bloco. Não importa cor, sexo, aparência, religião, todes são bem-vindes a construir o bloco que reúne as diversidades de Brasília. O bloco é espaço para ser Drag pela primeira vez e para quem já arrasa na montação com cores, plumas, perucas, cílios e muita maquiagem.

Informações: 61 9.9676-1881


Bloco do Delírio

23 de fevereiro – Setor Carnavalesco Sul

Informações: 61 9.9296-1601


Bloco Vai, que Cola
24 de fevereiro, às 14h44 – Praça dos Prazeres (201 Norte)

Nasceu em 2019 com o intuito de abarcar a diversidade afetiva e corporal de linguagens artísticas e culturais do DF. Idealizado e produzido por duas lésbicas gordas, o bloco, leva a visibilidade sapatão para as vias carnavalescas do cerrado. Preza pelo surgimento de um ambiente de diversidade musical e partilha consenso, afetos e rechaça o racismo, LGBTQIA+ Fobia e gordofobia.

Informações: 61 9.8171-8756


Rainhas do Babado
24 de fevereiro – Praça dos Prazeres (201 Norte)

Informações: 61 9.9977-3032 / 61 9.8561-1416


Sereias Tropicanas
24 de fevereiro – Setor Carnavalesco Sul

Informações: 61 9.8652-1068


Bloco das Barbadas
24 de fevereiro – Setor Carnavalesco Sul

Informações: 61 9.8549-4248 / 61 9.9877-1678


Rainha da Folia
25 de fevereiro – Praça Central 3, de Riacho Fundo

Informações: 61 9.8209-9544


Bloco das Caminhoneiras
25 de fevereiro – Estacionamento 4, do Parque da Cidade

A comunidade de lésbicas ganha mais bloco. Satirizando um termo atribuído a mulheres lésbicas, o bloco das Caminhoneiras realizara estreia com programação toda composta por mulheres lésbicas e bissexuais e promete além das tradicionais marchinhas (não-sexistas), um mix musical que vai do pop, rock ao funk e axé.

Informações: 61 9.8136-3035


Gregos & Goianos
25 de fevereiro – no Estacionamento 4, do Parque da Cidade

Informações: 61 9.8324-5435


Bloco Pop Up Drag
25 de fevereiro – no Setor Carnavalesco Sul

Informações: 61 9.9645-7638


Entro hétero, saio virad@
25 de fevereiro – Setor Carnavalesco Sul

Informações: 61 9.8521-4737