O cantor espanhol Pablo Alborán (31), decidiu usar o Instagram nesta quarta-feira, 17 de junho, para revelar sua homossexualidade através do IGTV.

View this post on Instagram

🙂

A post shared by Pablo Alborán (@pabloalboran) on

“Estou aqui para contar que sou homossexual e tudo bem. A vida segue igual, mas acredito que vou ser um pouquinho mais feliz do que já era. Muita gente suspeitava, sabe ou não se importa. No meu trabalho, com meus amigos, com a gravadora, a Warner, nunca me senti discriminado, odiado ou senti que decepcionava alguém por ser eu mesmo. Mas, desgraçadamente, muita gente não teve a mesma experiência que eu. Por isso, sem medo, espero que essa mensagem torne o caminho mais fácil para alguém”

PABLO ALBORAN

Pablo Morena de Alborán Ferrándiz (31 de maio de 1989) é um músico espanhol que assinou contrato com a EMI Music em fevereiro de 2010 e no ano seguinte lançou seu álbum de estreia, Pablo Alborán, ficando famoso pelo single “Solamente Tú”.

Já o primeiro álbum ao vivo do cantor foi En Acústico, de 2011, e a canção para divulgar o disco foi “Perdóname”, com a cantora portuguesa Carminho, alcançando as primeiras posições dos singles mais vendidos de ambos os países.

Já em 2012 veio o álbum “Tanto”, rendendo grande sucesso comercial, e depois vieram “Terral”, em 2014 e “Prometo”, em 2017, sendo que neste último vieram dois singles: “No Vaya a ser” e “Saturno”. Mais recentemente veio o single “Tabú” em 2019 e, este ano de 2020, chegou o “Cuando Estés Aquí”, que não pertence a nenhum álbum.

Pablo Alborán foi nomeado sete vezes para o Grammy Latino, venceu seis prêmios Los 40 Principales e foi indicado ao MTV Europe Music Awards de 2013 como melhor artista espanhol. Em dezembro de 2013, realizou o Especial Pablo Alborán no canal TVE, cantando com outros artistas famosos como Laura Pausini, Sergio Dalma, Malú e James Blunt.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Google Notícias
Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve um desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia".