Time de futebol de Los Angeles banirá torcedores que gritam ‘gay’ como ofensa

O LAFC e um grupo de torcedores condenaram o canto anti-gay que foi ouvido durante a partida inaugural no 'Banc of California Stadium', casa do Los Angeles Football Club, no último domingo.

O Los Angeles Football Club divulgou um comunicado condenando o uso de insulto homofóbico por parte de alguns torcedores no estádio Banc at California. O time, que fez um jogo inaugural, teve vitória por 1 x 0 sobre o Seattle Sounders.

“Provocar o goleiro adversário no chute de meta está errado e não é sobre isso que é o esporte. Pedimos a todos os nossos torcedores que trabalhem para manter a responsabilidade uns dos outros para eliminar isso”, disse o presidente e proprietário do LAFC.

A declaração ainda afirma que qualquer torcida identificada com o comportamento contra LGBT+ em futuros jogos será removida do estádio e o clube vai revogar a afiliação.

los angeles futebol time
Laurent Ciman, do Los Angeles Football Club, celebrando gol. Foto: Getty

O ‘insulto’ foi gritado para o goleiro adversário toda vez que ele chutava. A federação mexicana já foi multada tanto pela FIFA e quanto pela CONCACAF por possuir torcedores com a mesmo comportamento.

“Isso não deveria acontecer, e vai parar”, disse o commissioner Don Garber. “Não estamos apenas preocupados com isso. Isso é contra tudo o que defendemos. Isso vai ter que parar.”

Campanha contra a discriminação LGBT no futebol foi destaque na Premier League

Anúncios