No último dia 18 de dezembro, quarta-feira, viralizou uma thread de tweets escritos por Ari Noert, pesquisadora da História da Arte, comentando a rivalidade entre os artistas renascentistas MichelangeloLeonardo Da Vinci. Ela conta a história de ambos de modo muito peculiar, acompanhe abaixo a transcrição (e sigam a ícone Ari).

"Michelangelo e Da Vinci amavam homens fortes e pelados" - rivalidade viraliza na web
Michelangelo e Da Vinci. Foto: reprodução

“Da Vinci e Michelangelo viveram na mesma época e no mesmo lugar. Tinha tudo pra ser uma amizade linda e produtiva trocando receitinha de pintura e indo juntos comprar pincel na papelaria. Mas não foi: eles se odiavam ao ponto de não conseguir ficar nem PERTO um do outro.

Eles se conheceram em Florença quando Leo já tinha 51 anos e o Michelangelo, 28. Aos 24 anos apenas, o danado do Mich já tinha feito “A PIETÀ” e claro, uma baita fama. Da Vinci era um ícone aclamado mas o povo fofocava sobre ele não terminar nenhum job por pura procrastinação (fato).

Michelangelo garrou ódio instantâneo do Da Vinci. Ele era MUITO simpático, bonitão, bem humorado, estiloso, um Lulu da Pomerânia da renascença; Mich era um Pinscher: pequeno, BRAVO, cheio de ódio e com um nariz torto que foi quebrado em uma briga anterior. (Deixando claro que AMO Pinscher e só coloquei ali porque não tem nada mais Michelangelo que esse doguinho, pequetito porém BRABO. Inclusive, se você adotar um Pinscher, POR FAVOR, batize ele de Pinschelangelo).

Michelangelo também não tomava muito banho, tem relatos que ele dormia com a MESMA ROUPA que usou pra esculpir O DIA INTEIRO. Só comia o básico pra sobreviver, sempre muito religioso e acreditando que a vida humilde era nobre. Isso deixava o Leo PASSADO e enojado.

E detalhe: os dois eram gays. Leonardo não tava nem aí pra isso e passava o rodo na ala masculina da renascença inteira, enquanto Michelangelo sofria e sofria tentando reprimir os próprios desejos. Isso pode ter sido uma das raízes do ódio dele pelo Da Vinci também.

Da Vinci, vendo a fama do outro, começou os trabalhos da treta dizendo que pintura era algo muito superior à escultura (o forte do Mich). Dizia que em seu ateliê dele era tudo limpo e chique; agora, no ateliê de um escultor, igual o porcolangelo, UM BAITA CHIQUEIRO.

Vendo o ravioli de climão entre os dois mestres, o povo de Florença, que não tinha Netflix e outros entretenimentos, resolveu investir na melhor coisa possível: RINHA DE PINTOR RENASCENTISTA. E criaram uma competição pra ver quem fazia melhor um afresco pros líderes da cidade.

A ideia era decorar as paredes de uma sala gigantesca (onde hoje é o Palazzo Vecchio) com batalhas que Florença tivesse vencido. Leo e Mich foram convocados e muito bem pagos, mas eles ficariam trabalhando pertinho um do outro, por meses ou até mesmo anos. TAVA FEITA A RINHA.

Deu certo? CLARO QUE NÃO! E quem perdemos fomos nós. Da Vinci chutou os pincel depois muitas tentativas e Michelangelo fugiu pra Roma. Não tem nada dos afrescos pra mostrar, exceto esboços e cópias feitas por outros artistas ou assistentes deles. Mas seria assim:

Michelangelo tinha uma OBSESSÃO em colocar homens muito fortes e nus nas obras dele (hehe) e o Da Vinci achava isso CAFONÍSSIMO, ele falava que pintura tinha que ser um negócio belo e suave, e não parecer UM SACO DE NOZES. As figuras que o Michelangelo pintava:

A admiração (hehe) do Michelangelo por homens fortes nus fez ele dar a luz, nesse meio tempo, ao famoso “David”: 5 metro de estátua e o povo de Florença não sabia onde colocar o bichão. Tiveram que convocar uma reunião com influentes da cidade pra decidir e quem tava lá? DA VINCI.

Da Vinci, que desenhava homem pelado a vida toda, resolveu implicar COM OS PENTELHO em volta do presentinho de deus do David do Michelangelo. Achou aquele pênis muito vulgar e queria que COBRISSEM ele com uma folhinha além de escolher um lugar escondido pra estátua ficar na cidade.

Michelangelo conseguiu uma localização top pro Davidzao, bem no meio da cidade, mas Da Vinci venceu quando colocaram uma folhinha MESMO no pauzinho mixuruca da escultura. Imagino que Mich babou de ódio nesse dia. E ficou lá por 50 anos. 

Não dá pra saber de tudo que rolou entre Da Vinci e Michelangelo, mas um caso foi registrado. Leonardo, quando em Milão na corte dos Sforza, ficou 12 ANOS projetando a escultura de um cavalo de 15 metros que chegou a ser feita, mas foi destruída, na cara dele, durante a guerra. Um dia, Leo estava com seu squad falando sobre Dante, e aí passou o Michelangelo (que era especialista nele).

Da Vinci: – Ei Mich vem aqui fala um pouquinho de Dante pra nois!

Mich achou que tava sendo zoado e jantou o Leo: – fala TU PRA ELES do cavalo dos sforza Da Vinci.

Cancelado o Michelangelo depois dessa (o cavalo dos Sforza inclusive foi recriado por outros artistas séculos depois e tem cópias dele pelo mundo todo, e claro, em Milão).
 
 

Existe explicação pra tanto ódio no coraçãozinho do Michelangelo? Bom, ele sofreu na mão de todos os empregadores que teve, e escultura era um negócio perigoso. Ele viu a morte várias vezes quando ia buscar blocos de mármore ou pedra em lugares bem difíceis de passar. 

O Da Vinci era todo luxos e tranquilidade, e o Raffaello (o outro desafeto MASTER do Michelangelo) era todo princeso (inclusive, chamavam ele de “príncipe da arte” mesmo).

Umas vidas não fáceis, mas definitivamente mais tranquilas que a do nosso sofrido e brabo Pinschelangelo.”

O babado do Michelangelo com Rafaello também foi fortíssimo e está nesta outra thread de Ari Noert.

Aos memes:

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve um desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia".