GAY BLOG BR by SCRUFF

David Cork é um jovem ator de 35 anos – aquela fase da vida que “já começam a nos chamar de daddy”, diz ele, nesta divertida entrevista à coluna Inside Porn. David, que é coach pela Universidade de Alcala de Henares, em Madrid, tem sido considerado um dos novos nomes mais quentes do pornô. Suas fotos têm alcance máximo no Twitter e seu sucesso está atrelado ao corpo, um homem de grandes proporções e grandes atributos.

Ao longo da conversa, o ator conta sobre seu início na indústria e revela que pretende expandir a carreira para o Leste Europeu, justamente para dar visibilidade à comunidade gay daquela região, cada vez mais tomada por políticos de extrema-direita, como caso da Hungria, que passou recentemente a criminalizar propagandas com LGBTQI+.

“Quero começar pela Ucrânia. Não quero que o meu pornô se restrinja ao sexo. Para alguém fazer pornografia por esse motivo, acho que deve nos fazer refletir sobre toda a comunidade gay. Reivindicar algo nu ou mostrar o membro chama mais atenção, é claro, mas é possível fazer mais”, comenta.

David Cork vê sua atuação no pornô gay como arma contra conservadorismo do Leste Europeu
Reprodução

ANTES DE IR PARA POLÍTICA, VAMOS FALAR DA INDÚSTRIA. COMO VOCÊ COMEÇOU SUA CARREIRA?

Estava numa fase de desgosto, acabava de viver em Madri, já tinha terminado o meu mestrado como coach. E falei sobre isso com a Men At Play em 24 de dezembro de 2019, em pleno Natal, e eles me disseram para filmar. Toparam de cara. Eu nunca tinha pensado em ser um ator pornô – embora, antes disso, eu já tivesse feito minha primeira sessão oficial de fotos com tema gay em Colônia, na Alemanha. Já trabalhei muito mais com ensaios fotográficos antes. Isso também me encanta.

E COMO FOI FILMAR COM A MEN AT PLAY?

A primeira produção com Men At Play, e as fotos com eles podem ser vistas no site oficial. Ficou de muito bom gosto. As outras cenas que atuei foram com atores espanhóis para meu OnlyFans (Davidcork84). Tinha alguns projetos em Burdeos e Londres, mas foram interrompidos por causa da Covid19. Muito feliz porque são duas cidades que conheço muito e queria trabalhar lá, espero que tudo volte ao normal em breve e eu possa seguir com esses planos.

O QUE É PRECISO PARA SER UM BOM ATOR?

Bom ou ruim, acho que isso depende do observador. Eu acredito que para ser um bom ator é preciso que a pessoa seja aberta, e que as opiniões conservadoras não afetem o seu desenvolvimento – porque, acredite, elas virão! Alguns atributos bons são necessários, é claro. E nesse universo virtual, acho que ajuda e muito ter formação em Marketing e Recursos Humanos. No meu caso, me ajuda a criar um bom clima com meus seguidores e sempre dar atenção. Digo isso porque algumas estrelas pornôs parecem ter inventado a aspirina, de tão inacessíveis que são. Leio todas as mensagens que me chegam e procuro conhecer e descobrir mais sobre os seguidores. Resumindo. Atitude, humildade para aprender e destacar seus melhores atributos são importantes para se dar bem nessa indústria.

David Cork - Reprodução
David Cork – Reprodução

COMO VOCÊ DEFINE MASCULINIDADE?

Para mim, o homem másculo é aquele que supera as adversidades da vida, de forma digna, que tem coragem e ajuda os outros, não acho que tenha a ver com o físico.

ESSA SUA PINTA DE MACHO “ALPHA” TE AJUDOU NO PORNÔ?

Sim, óbvio. Eu conheço alguém que trabalha na televisão. Quando há um homem musculoso na TV ou uma mulher malhada, a audiência vai às alturas. Não vamos negar: não é diferente no pornô.

David Cork - Reprodução
David Cork – Reprodução

JÁ SOFREU ALGUMA SITUAÇÃO ESTRANHA OU INUSITADA PELA PROFISSÃO?

Sim. Passei por uma situação forte, quando em Lisboa. Alguém descobriu a minha localização no Facebook, apareceu no meu hotel… Decidi falar com ele em vez de ir à polícia. Mas foi uma situação violenta no início, ele queria que eu me casasse com ele na Lituânia. Em geral, não me sinto assediado. Fico triste porque muitas pessoas na minha cidade nunca falam nada de bom sobre mim, nem sobre pornografia ou antes.

O QUE VOCÊ ACHA QUE O SEU PÚBLICO ESPERA DE VOCÊ?

Não sei. Mas, vamos lá: essa não é minha profissão, é como um hobby, agora eu tenho tido a ideia de editar um livro. Vai ser uma atividade que quero combinar com outras. Eu viajo muito e gosto de curtir arte e cultura. Prefiro levar isso [o pornô] como um hobby… para mim o pornô é uma expressão de arte, apenas. Não sei para a maioria, mas para mim, é arte. É realmente artístico. No meu aniversário, meus amigos me deram o livro Tom of Finland: para alguns esse livro é arte, para outros uma vulgaridade. Então vai de pessoa pra pessoa, também.

O QUE VOCÊ NÃO FARIA EM FRENTE ÀS CÂMERAS?

Eu não faria passivo, porque eu não faço na minha vida real, por uma questão pessoal, não posso ser passivo. Caminhos… estou aberto a descobrir algo novo. O pornô francês me encanta, quero fazer, me envolver mais. A verdade é que acho a pornografia espanhola um pouco básica.

David Cork - Reprodução
David Cork – Reprodução

VOCÊ DISSE QUE O PORNÔ É UM HOBBY, MAS O QUE ANDA FAZENDO?

Tenho tido temporadas sabáticas, algumas mais longas, quando viajo e tiro tempo para mim. Outras vezes, colaboro com certas organizações. Eu escrevo, tenho mais práticas de coaching pendentes. Eu quero ser um coach gay, mas só existe treinamento regulamentado nos EUA e em Londres. Já sou coach pela Universidade Alcala de Henares em Madrid. Mas minha ideia é adquirir um nível de inglês alto e técnico o suficiente para fazer terapia em inglês. Por causa da Covid19 cessaram algumas aulas que eu daria como coach, então sigo cuidando de mim.

VOCÊ TEM PRAZO DE VALIDADE NO PORNÔ?

Vou ouvir o público que me segue, eles vão decidir.

HÁ ALGUÉM NA PORNOGRAFIA QUE O INSPIRA NA ARTE DO SEXO?

Zeb Atlas, aquele fisiculturista que parece que você vai encontrar em um filme da Califórnia ou que poderia ser, sei lá, aquele salva-vidas gostosão da praia. Outro clássico meu favorito na adolescência é um certo Janos Volt. Ele representa a sensualidade húngara
como ninguém.

David Cork - Reprodução
David Cork – Reprodução

A INDÚSTRIA ESTÁ MUDANDO A CADA ANO. SITES COMO ONLYFANS DÃO MAIS LIBERDADE E COMPETITIVIDADE AOS ATORES?

Sim, muito mais liberdade. O que acontece é que há boas produções feitas para Onlyfans e é uma pena que o grande público não as veja.

COMO CONSUMIDOR DE FILMES DE PORNOGRAFIA, DE QUAIS VOCÊ MAIS GOSTA?

Produções industriais, mas não aquelas muito elaboradas. Prefiro as cenas mais realistas.

VOCÊ TEM ALGUNS LIMITES AO FAZER FILMES DE PORNÔ?

Eu gostaria de fazer pornografia bissexual, com roupas de couro e, em alguns casos, usar um terno como James Bond.

David Cork - Reprodução
David Cork – Reprodução

COMO VOCÊ ENFRENTA O ISOLAMENTO SOCIAL DURANTE A PANDEMIA DO CORONAVÍRUS?

Acho que pornografia me ajuda. Também tenho lido, assistido filmes e feito muitos exercícios. Se ficamos sempre vendo notícias negativas, entramos em um círculo de medo e ansiedade. No entanto, com a pornografia, liberamos tensões e geramos endorfina que nos faz sentir melhor. É importante ter um corpo e uma mente fortes e felizes.

COMO ESTÁ A SITUAÇÃO NA SUA CIDADE?

Minha cidade, Vitória Gasteiz, teve muitos casos de Covid no início. Meu cunhado foi infectado e vários amigos ficaram muito preocupados. Agora a situação está melhor no norte da Espanha. Parece que vão nos deixar sair um pouco para praticar esportes no parque.

QUE LEGADO VOCÊ QUER DEIXAR NA PORNOGRAFIA?

Quero que saibam que fiz pornografia para arrecadar dinheiro, é claro, mas também para dar visibilidade à comunidade gay na Europa Oriental, essa é a minha causa. Quero começar pela Ucrânia. Não quero que o meu pornô se restrinja ao sexo. Para alguém fazer pornografia por esse motivo, acho que deve nos fazer refletir sobre toda a comunidade gay. Reivindicar algo nu ou mostrar o membro chama mais atenção, é claro, mas é possível fazer mais.

Twitter e OnlyFans: DavidCork84

David Cork vê sua atuação no pornô gay como arma contra conservadorismo do Leste Europeu
David Cork vê sua atuação no pornô gay como arma contra conservadorismo do Leste Europeu – Reprodução

Junte-se à nossa comunidade

Mais de 20 milhões de homens gays e bissexuais no mundo inteiro usam o aplicativo SCRUFF para fazer amizades e marcar encontros. Saiba quais são melhores festas, festivais eventos e paradas LGBTQIA+ na aba "Explorar" do app. Seja um embaixador do SCRUFF Venture e ajude com dicas os visitantes da sua cidade. E sim, desfrute de mais de 30 recursos extras com o SCRUFF Pro. Faça download gratuito do SCRUFF aqui.