American Airlines se destaca com igualdade corporativa na Human Rights Campaign

American Airlines recebe pontuação máxima pelo 18º ano consecutivo em índice de igualdade corporativa

A American Airlines recebeu novamente a pontuação máxima no Índice de Igualdade Corporativa (CEI) 2020 da Human Rights Campaign (Campanha pelos Direitos Humanos). A American foi a única companhia aérea a receber uma pontuação perfeita quando o CEI foi lançado, em 2002, e continua a ser uma das poucas empresas – e a única companhia aérea – a alcançar o feito desde então.

O CEI é reconhecido em todos os Estados Unidos como uma referência, avaliando as principais empresas do país quanto à inclusão de funcionários LGBTQ e aliados. Empresas como a American, que alcançam a pontuação máxima de 100%, também são reconhecidas como “Melhores Empresas para Trabalhar” nos Estados Unidos.

“O apoio contínuo da American aos nossos funcionários e clientes que fazem parte da comunidade LGBTQ é inabalável,” afirma Patrick O’Keeffe, Senior Vice President of People da American. “É sempre uma honra sermos reconhecidos pelas ações que realizamos para fomentar diversidade, igualdade e inclusão.”

American Airlines recebe pontuação máxima pelo 18º ano consecutivo em índice de igualdade corporativa
Foto: reprodução/Google

A American tem sido uma aliada para funcionários e clientes membros da comunidade LGBTQ há muito tempo. A companhia foi a primeira grande companhia aérea dos Estados Unidos a proteger funcionários LGBTQ por criar políticas contra a discriminação por identidade de gênero e orientação sexual no ambiente de trabalho. A empresa também se posicionou radicalmente contra leis anti-LGBTQ propostas pelo governo federal americano e por estados como Texas, Arizona e Carolina do Norte.

Recentemente, a companhia aérea se posicionou publicamente a favor de direitos para pessoas transgênero, apoiou o Equality Act (Lei da Igualdade) americano e foi a primeira companhia aérea global a endossar os Padrões LGBTI de Conduta Empresarial da Organização das Nações Unidas (ONU), que visa combater a discriminação contra lésbicas, gays, bissexuais, transexuais e pessoas intersexuais em todo o mundo.