GAY BLOG BR by SCRUFF

A Justiça de São Paulo condenou o McDonald’s a indenizar em R$ 15 mil uma cliente que foi chamada de “sapatona” e agredida fisicamente por uma funcionária após comprar um lanche. O caso ocorreu no dia  26 de fevereiro de 2021, na loja de fast food localizada dentro de um hipermercado na Penha, Zona Leste da capital paulista. As informações são do portal g1.

(Foto: Reprodução)

Segundo a decisão do juiz Adilson Aparecido Rodrigues Cruz, da 34ª Vara Cível, o McDonald’s afirmou no processo que não poderia disponibilizar as imagens das gravações das câmeras de segurança, já que o equipamento estava queimado. Entretanto, a rede de fast food confirmou que a funcionária teria reagido a uma agressão preliminar da cliente.

Durante o processo, o McDonald’s negou a existência de discriminação homofóbica contra a vítima. Em nota, a empresa disse que “reitera o seu total compromisso com a promoção de um ambiente inclusivo e respeitoso” e que “repudia qualquer comportamento preconceituoso ou discriminatório”.

Para o juiz, as agressões à cliente, uma frentista que trabalha em um posto de gasolina próximo ao local, ficaram “incontroversos – e são suficientes aos danos morais”. “A autora foi agredida verbalmente com palavras reiteradas e gestos de tentativas de agressões físicas, chutes e pontapés, e isso ocorreu nos limites acessíveis do seu local de trabalho, no meio público e durante o almoço com uma colega. […]  Em tais circunstâncias o que resta é a motivação homofóbica, ou seja, a lesão a honra tão somente pela orientação sexual da autora”, escreveu Adilson.

O advogado da vítima, Pedro Schoola, afirma que houve falha da empresa na prestação do serviço e que, por isso, entrou com processo diretamente contra o McDonald’s. “Nós responsabilizamos diretamente o McDonald’s pois entendemos que o tratamento homofóbico, enquanto consumindo, constitui uma falha da prestação de serviços prestados pelo restaurante“, afirmou. A decisão ainda cabe recurso.




Junte-se à nossa comunidade

Mais de 20 milhões de homens gays e bissexuais no mundo inteiro usam o aplicativo SCRUFF para fazer amizades e marcar encontros. Saiba quais são melhores festas, festivais eventos e paradas LGBTQIA+ na aba "Explorar" do app. Seja um embaixador do SCRUFF Venture e ajude com dicas os visitantes da sua cidade. E sim, desfrute de mais de 30 recursos extras com o SCRUFF Pro. Faça download gratuito do SCRUFF aqui.

Jornalista gaúcho formado na Universidade Franciscana (UFN) e Especialista em Estudos de Gênero pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)