GAY BLOG BR by SCRUFF

Uma pesquisa realizada pela organização Gallup nos Estados Unidos com 15 mil adultos concluiu que 5,6% dos entrevistados se identificam como LGBTQIA+. Isso é um aumento considerável quando comparada a uma pesquisa semelhante realizada em 2017, na qual 4,5% dos adultos se identificavam como membros da comunidade. As informações são jornal USA Today (via Isto É).

“Isso reflete o que estamos vendo na sociedade e a forma como ela está mudando” – disse o editor sênior da Gallup, Jeff Jones, acrescentando que há uma trajetória ascendente contínua desde que o instituto começou a rastrear a identificação em 2012.

O percentual das pessoas que se identificam como LGBTQIA+ é maior entre adultos da Geração Z, sendo uma em cada seis pessoas (15,9%), entre 18 a 23 anos. A maioria se identifica como bissexuais (54,6%), um quarto se identifica como gays (24,5%), 11,7% como lésbica e 11,3% como transgêneros. O percentual de LGBTQIA+ vai diminuindo conforma a idade vai aumentando.

Outro dado importante é que as mulheres têm maior probabilidade do que os homens para se identificarem como LGBTQIA+, sendo 6,4% contra 4,9%. As mulheres também são mais propensas a se identificarem como bissexuais do que os homens, sendo 4,3% contra 1,8%.

Pesquisa conclui que 5,6% dos adultos nos EUA se identificam como LGBTQIA+
Reprodução

A diretora executiva do “Movement Advancement Project”, Ineke Mushovic, os números da pesquisa refletem as “mudanças geracionais na conscientização e aceitação” que remodelaram a forma como os jovens LGBTQIA+ são acolhidos por familiares amigos.

“Tenho conversado com muitas pessoas LGBTQ mais velhas que caem no choro quando contam suas histórias de revelação de décadas atrás – histórias de partir o coração de rejeição familiar, perda de pais, perda de irmãos, perda de empregos”, disse ela ao USA Today. “As gerações mais velhas cresceram durante a época em que ser LGBTQ podia levar você para a prisão, ficar sozinho ou sem emprego.”

“As gerações mais jovens não experimentaram este nível de medo em que, frequentemente, estar no armário parecia menos uma escolha e mais um mecanismo de sobrevivência. Os pais criaram ambientes onde os jovens não apenas se sentem seguros ao se assumirem – mas aqueles que estão à beira da idade adulta podem mapear futuros repletos de possibilidades, algo nunca visto até uma geração atrás”, afirmou Ineke.

Junte-se à nossa comunidade

O app SCRUFF (Google Play ou App Store) está disponibilizando gratuitamente a versão PRO no Brasil, com todas as funcionalidades premium. Seja Embaixador SCRUFF Venture para ajudar os gays que estão visitando sua cidade. Tenha uma agenda atualizada das melhores festas, paradas, festivais e eventos. São mais de 15 milhões de usuários no mundo todo; baixe o app SCRUFF diretamente deste link.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve um desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia".