No Brasil, o ativismo tem sido fundamental para a construção de políticas públicas, como a mobilização social que cristalizou na Constituição a saúde como um direito de todos e um dever do Estado, gerando o Sistema Único de Saúde (SUS).

A pandemia do Covid-21 está transformando as relações sociais, ressignificando a escala de valores e impactando a forma como a sociedade civil se relaciona com o Estado. Os movimentos sociais ajudaram o país a se tornar referência mundial em relação ao atendimento e prevenção do HIV/aids, realidade essa que vem mudando de uns anos para cá.

Agência Aids realiza live sobre ativismo em tempos de coronavírus
São Paulo – O Instituto de Infectologia Emílio Ribas solta 10 mil balões vermelhos para comemorar o Dia Mundial de Luta contra a Aids (Rovena Rosa/Agência Brasil)

Neste novo e inédito cenário, a Agência Aids convidou três especialistas para conversar com a jornalista Roseli Tardelli sobre as expectativas e os novos desafios que se apresentam na live “Ativismo em tempos de Coronavírus”, no dia 28 de abril, às 21h.

São eles:

Beto De Jesus

Country Program Manager da Aids Healthcare Foundation (AHF Brasil). É educador de formação, consultor em Diversidade Sexual e Gênero para organismos nacionais e internacionais, públicos e privados. Membro -fundador da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, foi Secretário da ILGALAC (International Lesbian, Gay, Bisexual, Trans People and Intersex Association) de 2003 a 2008 e de 2011 a 2016. É Diretor da ABGLT (Associação Brasileira de Lesbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Intersexos).

Rodrigo Pinheiro

Presidente do Fórum das ONG/Aids do Estado de São Paulo, integrante da Articulação Nacional de Aids (ANAIDS) e do Grupo de Trabalho sobre Propriedade Intelectual (GTPI).

Moisés Toniolo

Coordenador de direitos humanos da Rede Nacional de Pessoas Vivendo com HIV/Aids e membro da Articulação Nacional de Luta Contra a Aids. Toniolo entrou no movimento social depois de sofrer preconceito no trabalho. Ele, policial militar, teve que se aposentar compulsoriamente há quase 20 anos em virtude da aids. A lei determinava a aposentadoria para todos os portadores de doenças crônicas.

Serviço

LIVE: “Ativismo em Tempos de Coronavírus”
Dia: 28 de abril de 2020
Horário: 21h

Como assistir:

Google Notícias