GAY BLOG BR by SCRUFF

A Caminhada “A Vida Noturna LGBTQIAP+ no Centro de São Paulo” com o jornalista Leão Lobo é uma iniciativa de Carlos Beutel, do Apfel Restaurante Vegetariano com apoio do jornalista e agitador cultural Maurício Coutinho na produção. O passeio a pé passa por endereços icônicos na região central da cidade, por exemplo, onde existiram as boates Medieval, Homo Sapiens, Massivo e o ABC Bailão, essa última ainda em atividade atraindo multidões para suas noites.

O encontro será presencial, no dia 16 de junho (quinta-feira), as 20h. A iniciativa marca a retomada desse tipo de atividade na região e a participação é totalmente gratuita partindo da Biblioteca Mário de Andrade, porta principal, à Rua da Consolação, número 94.

Caminhada noturna presencial e gratuita

“A Vida Noturna LGBTQIAP+ no Centro de São Paulo”

  • Condução: Leão Lobo
  • Data: 16 de junho (quinta-feira)
  • Horário: 20h
  • Local de partida: Biblioteca Mário de Andrade, porta principal, à Rua da Consolação, 94.
  • Não há necessidade de inscrição prévio, basta chegar ao local no horário marcado.
  • Acesse nosso Instagram: https://www.instagram.com/caminhadanoturnacentrosp/
Caminhada temática sobre a vida noturna LGBTQIAP+ de São Paulo será conduzida por Leão Lobo
Reprodução

Leão Lobo revela ter vivido caso com jogadores do Palmeiras e Athletico Paranaense

Em entrevista ao quadro “De Lado Com Fefito”, do Splash UolLeão Lobo contou algumas histórias de seus casos amorosos do passado. Aos 68 anos, ele revelou que já ficou com dois jogadores de futebol famosos.

Segundo Leão Lobo, um dos atletas dizia ser do Palmeiras e o outro, do Athletico Paranaense. Durante a entrevista ao colunista Fefito, ele ainda contou que o suposto jogador do time paranaense tentou matá-lo.

É que eu não entendo nada de futebol. Mas um disse que era do Palmeiras e eu acreditei, porque tinha mesmo esse jogador no time. Só que eu nunca identifiquei direito em foto se era“, revelou Leão Lobo, sem dar detalhes de quem era o jogador.

Já sobre a história com o atleta do time paranaense, o jornalista contou aos risos: “Esse tentou me matar, me jogar do 18º andar“. De acordo com Leão, o jogador chegou a pendurá-lo na sacada de um prédio em meio a ameaças. “No fim, ele me levou até a porta e me deu um pé na bunda, literalmente […]. Sabe aquele homofobóbico encubado? Então“, pontou.

Em entrevista ao colunista Fefito, ele também contou sobre a homofobia que sofreu no início da carreira, logo que começou a aparecer na televisão. “Na escola [o bullying] atrapalhou um pouco, era bullying o tempo inteiro. […] O que mais me incomodou não foi nas redações, foi na televisão. Nada muito claro”, afirmou.




Junte-se à nossa comunidade

Mais de 20 milhões de homens gays e bissexuais no mundo inteiro usam o aplicativo SCRUFF para fazer amizades e marcar encontros. Saiba quais são melhores festas, festivais eventos e paradas LGBTQIA+ na aba "Explorar" do app. Seja um embaixador do SCRUFF Venture e ajude com dicas os visitantes da sua cidade. E sim, desfrute de mais de 30 recursos extras com o SCRUFF Pro. Faça download gratuito do SCRUFF aqui.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia"