GAY BLOG BR by SCRUFF

Uma live em homenagem a David Bowie será realizada na próxima sexta-feira, dia 8 de janeiro, às 21h30 (horário de Brasília), data em que o cantor faria 74 anos. Chamada de “Just For One Day” (Apenas Por Um Dia), estão confirmados nomes como Duran Duran, Adam Lambert, Peter Frampton, Boy George, Trent Reznor, Billy Corgan, Perry Farrell, Macy Gray, Yungblud, Perry Farrell e Lizzy Hale.

Além destes, também vai se apresentar um novo “grupo”, o Ground Control, que conta com Dave Navarro e Chris Chaney (Jane´s Addiction), Corey Taylor (Slipknot) e Taylor Hawkins (Foo Fighters). O show custa US$ 2 (cerca de R$ 10,60) e todo o dinheiro arrecadado será destinado à instituição de caridade Save the Children, fundada por Bowie em 1997, segundo informações do G1.

Aqueles que quiserem assistir poderão adquirir o ingresso através deste link.

SERVIÇO

  • Live Just for One Day
  • Quando: 8 de janeiro às 21h30
  • Ingresso: Rolling Lives Studios
  • Custo: US$ 2,00 (R$ 10,60)
David Bowie será homenageado em live com Duran Duran, Boy George e outros
Reprodução

SEXUALIDADE DE DAVID BOWIE

David Bowie foi um dos primeiros artistas a se declarar gay, fazendo-o em 1972 durante uma entrevista para a revista Melody Maker. Quatro anos mais tarde, ele disse para a Playboy que era bissexual e depois apareceu casado com Angela, sua primeira esposa, sendo que ela afirma que Bowie teria tido relações sexuais com Mick Jagger.

Em 1983, David Bowie concedeu uma entrevista a Rolling Stone dizendo que não era bissexual, e que se declarar desta forma tinha sido um grande erro. Em 2002, foi questionado mais uma vez sobre sua orientação sexual pela revista Blender, e lá ele respondeu que era, de fato, bi.

“Interessante. [Pausa] Acho que não foi um grande erro na Europa, mas isso provocou muitas dores de cabeça nos Estados Unidos. Não tive nenhum problema com as pessoas que sabiam que eu era bissexual. Mas eu não tinha inclinação de levantar nenhuma bandeira ou ser representante de qualquer grupo. Eu sabia o que queria ser: compositor e intérprete, e sentia que a marca de bissexualidade me acompanhava há muito tempo. Os Estados Unidos são um lugar muito puritano e ele estava no meu caminho, em grande parte daquilo que eu queria fazer.”

No livro “David Bowie – A Biografia“, escrita por Marc Spitz, o autor defende que Bowie teve, de fato, várias experiências homossexuais ao longo da vida, especialmente na sua adolescência, mas que suas declarações tinham o intuito de chamar atenção para sua música e fazer marketing.

Junte-se à nossa comunidade

O app SCRUFF possui mais de 15 milhões de usuários no mundo todo. Seja Embaixador SCRUFF Venture para ajudar os LGBTs que estão visitando sua cidade. Tenha uma agenda atualizada das melhores festas, paradas, festivais e eventos. Baixe o app SCRUFF diretamente deste link.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia"