Após jogadores LGBT+ relatarem ameaças dentro de clube, estabelecimento reage com mais ameaças

"Alguns dos comentários postados na página [são] atentatórios contra a honra e a imagem do AÇAÍ CLUBE, de seu Corpo Diretivo e de seus sócios", dizem

Na última terça-feira, o time LGBTQ+ Unicorns Brazil relatou alguns episódios ocorridos em janeiro no clube onde treinam, na zona sul de São Paulo. Em comunicado, o time contou que jogadores de vôlei sofreram ameaças e preconceitos.

A redação chegou a entrar em contato com o Açaí Clube para ouvir a versão do estabelecimento sobre os fatos, mas a mensagem foi apenas “visualizada” e não respondida.

Às 15h, através da página no Facebook, o clube soltou uma nota que não esclarece os fatos e sequer simula uma mea culpa. Apenas faz justamente endosso do motivo da denúncia dos jogadores do Unicorns: ameaças.

“Todos aqueles que resolverem se manifestar nesta página ficam expressamente advertidos que qualquer postagem, comentário ou publicação com conteúdos reputados inadequados ou impróprios, bem como, o uso indevido e/ou o direcionamento não autorizado de tal página para terceiros ensejará a adoção de medidas destinadas à apuração de eventuais responsabilidades, tanto de natureza civil, quanto de natureza criminal”, diz o post.

clube
Ué?! Foto: reprodução Facebook

Nos comentários, usuários do Facebook também relatam que o clube vem bloqueando avaliações e comentários contra o posicionamento do estabelecimento.

No Instagram do Açaí Clube, o último post foi configurado para não receber comentários e todos os comentários criticando a postura do estabelecimento foram deletados.

 

1 COMENTÁRIO

Comente