GAY BLOG BR by SCRUFF

O FBI prendeu os organizadores do grupo de extrema-direita “Super Happy Fun America“, Mark Sahady (46) e Suzanne Lanni (59) por terem participado da invasão do Capitólio no último dia 6 de janeiro. Eles ficaram conhecidos também por terem promovido o evento “Parada do Orgulho Hétero” e serem contrários aos direitos LGBTQIA+ nos Estados Unidos.  As informações são do canal News Week.

A aliança anti-LGBTQIA+ patrocinou 11 ônibus para levar cerca de 300 pessoas à Washington. Eles chegaram a publicar no Twitter oficial do grupo imagens deles dentro do veículo, recebendo críticas também por estarem sem máscaras.

A acusação foi de que ambos tiveram uma conduta inadequada nos terrenos do Capitólio, além de terem entrado ilegalmente no edifício. Sahady e Ianni tiveram a liberdade condicional decretada, com os passaportes em posse do FBI e ambos estão proibidos de deixar o estado.

FBI prende organizadores da "Parada do Orgulho Hétero" nos EUA
Membro do grupo Super Happy Fun America sendo preso durante a Parada do Orgulho Hétero em Agosto de 2019. Foto: The Berkeley Beacon Archives

EXTREMISMO DE DIREITA

O grupo “Super Happy Fun America” promoveu a “Parada do Orgulho Hétero” em Boston, Massachusetts, no dia 31 de agosto de 2019, querendo celebrar a “contribuição da comunidade hétero” para o mundo. O evento contou com cerca de 200 pessoas. Antes disso, eles disseram que tinham patrocínio da NetFlix e da TripAdvisor, sendo que ambas decidiram entrar com numa ação na justiça por informação falsa também se posicionaram favorável aos LGBTQIA+.

A “Parada do Orgulho Hétero” contou com o apoio do jornalista Milo Yiannopoulos, que já se posicionou contrário aos homossexuais, dizendo que são uma “aberração” e “uma escolha de estilo de vida que garante dor e infelicidade”. Yiannopoulos também se diz contrário ao politicamente correto e ao feminismo, e causou polêmica em fevereiro de 2017 ao dizer que um homem adulto tendo relações sexuais com pessoas de 13 anos “não é pedofilia”, dizendo ser grato por um padre ter molestado-o sexualmente quando tinha essa idade.

O grupo também diz que os transgêneros é algo de “pessoas loucas” e colocam como uma distorção promovida pelo “Marxismo cultural”.

Junte-se à nossa comunidade

O app SCRUFF (Google Play ou App Store) está disponibilizando gratuitamente a versão PRO no Brasil, com todas as funcionalidades premium. Seja Embaixador SCRUFF Venture para ajudar os gays que estão visitando sua cidade. Tenha uma agenda atualizada das melhores festas, paradas, festivais e eventos. São mais de 15 milhões de usuários no mundo todo; baixe o app SCRUFF diretamente deste link.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve um desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia".