GAY BLOG BR by SCRUFF

This article is also available in: English Español

Jogadores alemães aceitaram oferecer apoio aos colegas LGBTQIA+ e se posicionarem contra a homofobia no esporte. A iniciativa é da revista sobre futebol 11Freunde (11 amigos), e os jogadores seguram cartazes com os dizeres “Ihr könnt auf uns zählen!” (“Vocês podem contar conosco!”). As informações são do canal DW.

Entre as estrelas que apoiam a campanha estão os jogadores da Bundesliga Max Kruse e Christopher Trimmel, do Union Berlin, assim como Dedryck Boyata e Niklas Stark, do Hertha Berlin. Sebastian Ohlsson, do St. Pauli, que joga na segunda divisão, e a goleira Almuth Schult, do Wolfsburg, também participam.

Foram mais de 800 jogadores alemães que participaram da campanha. O objetivo, segundo os organizadores, não é forçar ninguém a “sair do armário”, mas oferecer um apoio e criar um ambiente de maior aceitação.

“Mesmo em 2021, ainda não há nenhum jogador assumidamente homossexual no futebol masculino profissional”, diz uma declaração compartilhada pela capitã da seleção feminina de Futebol, Alexandra Popp, e pelo presidente-executivo do Borussia Dortmund, Hans-Joachim Watzke, entre outros.

“O medo de ser atacado, excluído ou de ter a carreira prejudicada ainda é tão grande que os jogadores gays ainda acreditam que precisam esconder sua sexualidade. Queremos apoiar, encorajar e, se necessário, defendê-los contra ataques, porque vocês estariam fazendo a coisa certa. Estamos do seu lado”, completa o texto.

Segundo a DW, as torcidas na Alemanha continuam predominantemente masculinas e heterossexuais, mas já há uma mudança na cultura da arquibancada. Canções, gritos e comentários preconceituosos estão lentamente sendo questionados. Alguns torcedores do St.Pauli são conhecidos por suas posturas anti-homofóbicas, entoado cantos com mensagens como “Ame quem você quiser” e “Todas as cores são lindas”.

Após o lançamento da campanha da 11Freunde, torcedores e jornalistas esportivos começaram a compartilhar imagens com a mensagem “Vocês podem contar conosco”.

“Posso entender qualquer pessoa que prefira não enfrentar isso”, disse o atacante Max Kruse, do Union Berlin. “Mas se um dos meus companheiros saísse do armário, eu o protegeria dos idiotas lá fora.”

O futebol masculino da Alemanha ainda não tem nenhum jogador abertamente gay. Já o feminino conta com um casal lésbico: Anna Blässe e Lara Dickenmann.

Jogadores alemães se manifestam em prol de colegas gays
Reprodução

This article is also available in: English Español

Junte-se à nossa comunidade

O app SCRUFF possui mais de 15 milhões de usuários no mundo todo. Seja Embaixador SCRUFF Venture para ajudar os LGBTs que estão visitando sua cidade. Tenha uma agenda atualizada das melhores festas, paradas, festivais e eventos. Baixe o app SCRUFF diretamente deste link.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia"