GAY BLOG BR by SCRUFF

O telejornal da Globo de São Paulo, SPTV2, exibiu um vídeo na noite desta terça-feira (30) com imagens da YouTuber e escritora Luisa Marila ao invés de mostrar outra mulher trans chamada Mariana Elisa R.Paulo (49), acusada de matar um amigo e assumir sua identidade. Segundo o âncora José Roberto Burnier, o erro foi da polícia, que ao ver o vídeo da influenciadora no perfil da suspeita, entenderam que era a mesma pessoa.

Polícia envia equivocadamente vídeo da ativista Luísa Marilac para falar de assassinato from gayblogbr

“No começo do jornal, nós falamos de um crime em São Bernardo do Campo e mostramos um vídeo da YouTuber Luísa Marilac como se fosse a suspeita Mariana Elisa Rimes Paulo. O vídeo foi passado pela polícia porque Mariana tinha postado esse vídeo nas redes sociais dela. Agora pouco, o delegado falou com a nossa produção e admitiu o erro. A Luísa Marilac e aos nossos telespectadores pedimos desculpas”, disse Burnier.

Já Marilac também se posicionou em seu Instagram, após repostar o pedido de desculpas do jornalista. “Globo do céu, não faz isso comigo, não, sempre tive o sonho de aparecer na Globo, mas não assim. Espero que as pessoas entendam isso, pelo amor de Deus. Estamos vivendo um mundo louco. Tenho medo”, disse ela.

Em conversa com Leo Dias, Marilac diz que o erro repercutiu negativamente em suas redes sociais. “Estou sendo massacrada nas redes sociais, perdendo seguidores, mas isso é o de menos. Quem me conhece sabe da minha índole, o meu caráter, está ali todo dia comigo e sabe que essa porcaria aí é uma mentira”.

“Em minutos já começou a vir gente na minha porta e o telefone não parou de tocar. Querem saber o que aconteceu, mas eu também estou querendo entender o que aconteceu. Eu não consegui digerir ainda ou o que tomar o que não tomar e qual a gravidade disso. Eu estou com medo de ficar até em casa”, relatou Luísa.

Luísa Marilac se posiciona após ser confundida com trans acusada de assassinato
Reprodução



Junte-se à nossa comunidade

Mais de 20 milhões de homens gays e bissexuais no mundo inteiro usam o aplicativo SCRUFF para fazer amizades e marcar encontros. Saiba quais são melhores festas, festivais eventos e paradas LGBTQIA+ na aba "Explorar" do app. Seja um embaixador do SCRUFF Venture e ajude com dicas os visitantes da sua cidade. E sim, desfrute de mais de 30 recursos extras com o SCRUFF Pro. Faça download gratuito do SCRUFF aqui.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia"