GAY BLOG BR by SCRUFF

O concurso Miss Brasil terá, pela primeira vez, uma mulher trans na disputa: Rayka Vieira, de 26 anos, que irá concorrer à coroa nesta próxima quinta-feira, dia 19 de agosto, às 21h. As informações são da Folha.

O anúncio da sua candidatura foi em setembro do ano passado, na coluna “De faixa com a coroa”, do jornal Folha de São Paulo e, desde então, a vida dela mudou.

“Demorei para assimilar. Nunca imaginei que isso pudesse acontecer na minha vida, já que oportunidades são raras para a comunidade LGBTQIA+. Hoje já absorvi melhor e posso dizer que estou muito feliz de viver este sonho”, contou a candidata que irá defender a faixa de Miss Centro Goiano.

Apesar da conquista, ela também teve que lidar com a discriminação: “Chegaram até mim inúmeras críticas, ofensas, piadas, ironias, agressividades, machismo. Isso me deixou mais assustada, e, com certeza, contribui para minha ausência momentânea da internet. Tive receios de postar qualquer coisa, me posicionar, falar…”, relatou Rayka à coluna da Folha.

“Eu sempre tive medo do que iam falar de mim”, continua. “Mas minha família, amigos e colegas me deram conselhos e fui ficando mais tranquila. O lado bom disso tudo, é que as mensagens positivas anularam essa coisa negativa, e hoje não tenho medo de me mostrar e aproveitar as oportunidades que a vida me trouxer.”

Rayka acredita que sua entrada no Miss Brasil pode beneficiar outras modelos trans, já que essa oportunidade também abriu “diversas portas de trabalho”, tanto como modelo e influenciadora digital.

“Acho que começaram a ter uma visão diferente, sem medo de vincular a imagem de uma mulher trans a um produto. Meu título de miss abriu muitas portas para que eu trabalhasse como modelo. Fiz campanhas de moda e divulgações de marcas, produtos e serviços. Uma delas, inclusive, foi para um produto estético nacional, e recentemente fui procurada por um aplicativo de delivery de refeições.”

A miss também diz que está preparada para vencer e representar o Brasil no mundial: “Se eu ganhar, vou linda para o Miss Mundo, e sei que vai ser incrível. Seria incrível, e acho que eu caio durinha no chão de emoção. Estou preparada e tenho certeza que usarei esse posto para ajudar outros jovens, mulheres e da comunidade LGBTQIA+. Quero inspirar o empoderamento de mulheres que, assim como eu, trans ou cisgênero, têm medo e se sentem fracas para realizar seus sonhos”, conta.

Pela primeira vez, Miss Brasil terá uma mulher trans na disputa
Reprodução

Join our community of 15+ million guys

Find guys looking for the same thing with SCRUFF Match. Volunteer to be a SCRUFF Venture Ambassador to help out guys visiting your home city. Search an up-to-date agenda of the top parties, prides, festivals and events. Upgrade your game with SCRUFF Pro and unlock 30+ advanced features. Download SCRUFF here.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia"