GAY BLOG BR by SCRUFF

O príncipe Harry disse, no dia 10 de fevereiro, que quer dar continuidade ao trabalho de sua falecida mãe, a princesa Diana, no combate ao HIV e ao estigma em torno dele. A declaração foi feita durante uma videoconferência de 30 minutos com o jogador de rúgbi Gareth Thomas, que declarou em 2019 que convive com o vírus.”

“O trabalho da minha mãe está inacabado. Sinto-me obrigado a tentar continuar isso o máximo possível. Eu nunca poderia, você sabe, ocupar o lugar dela, especialmente neste espaço em particular…”, disse o príncipe da Inglaterra.

A Organização Mundial da Saúde estima que havia cerca de 38 milhões de pessoas vivendo com HIV no final de 2020, e que as mortes em decorrência das complicações causadas pela AIDS mataram mais de 36 milhões de pessoas desde o início da pandemia em 1980.

Príncipe Harry quer continuar o trabalho de Diana contra o HIV
Reprodução

O próprio príncipe foi submetido a um teste de HIV no ano de 2016, provocando um aumento de 500% nos pedidos de testes de uma instituição de caridade. No entanto, durante a pandemia de covid-19, os testes caíram 30%.

Já a princesa Diana é muito lembrada por apertar a mão de pacientes com HIV em um hospital de Londres no ano de 1987, uma ação que repercutiu no mundo inteiro contra o estigma em torno das pessoas que conviviam com o vírus.

Na época, não existiam tantos recursos para o tratamento e nem informações sobre formas de transmissão e prevenção, e o preconceito contra soropositivos era grande, e havia uma associação direta entre “ser homossexual” e “ter HIV”.

Nesse contexto que a princesa Diana resolveu inaugurar a primeira clínica do Reino Unido em 1987 dedicada exclusivamente a tratar pessoas que conviviam com HIV e AIDS. Na ocasião, a imprensa local questionou a possibilidade dela usar luvas para se “proteger de ser contaminada” no dia da inauguração, mas ela foi sem luvas, e os apertos de mão foram “um marco” na luta contra preconceito aos portadores do HIV.




Junte-se à nossa comunidade

Mais de 20 milhões de homens gays e bissexuais no mundo inteiro usam o aplicativo SCRUFF para fazer amizades e marcar encontros. Saiba quais são melhores festas, festivais eventos e paradas LGBTQIA+ na aba "Explorar" do app. Seja um embaixador do SCRUFF Venture e ajude com dicas os visitantes da sua cidade. E sim, desfrute de mais de 30 recursos extras com o SCRUFF Pro. Faça download gratuito do SCRUFF aqui.

Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro, dedicou sua vida a falar sobre cultura nerd/geek. Gay desde que se entende por gente, sempre teve desejo de trabalhar com o público LGBT+ e crê que a informação é a a melhor arma contra qualquer tipo de "fobia"