GAY BLOG BR by SCRUFF

Agripino Magalhães Jr (MDB), de 42 anos, concorre a deputado estadual em São Paulo (SP). Abertamente gay, o político já foi assessor parlamentar no Congresso Nacional e na Câmara de Vereadores de São Paulo, além de ser oficial de gabinete na Secretária Municipal da Justiça de SP.

Está é a terceira vez que ele concorre a um cargo no legislativo. “O que me motiva é ver as injustiças todos os dias contra a população e, principalmente, contra os nossos irmãos e irmãs LGBTQIA+, que não são respeitados pela maioria da sociedade”, afirma Agripino.

De acordo com o candidato, suas principais propostas “são emendas para termos leis que realmente sejam votadas pelo poder legislativo estadual e federal”. Agripino é um dos entrevistados da semana no especial “Eleições 2022” do Gay Blog BR.

Agripino Magalhães Jr, candidato a deputado estadual pelo MDB de SP (Foto: Divulgação)

Confira na íntegra a entrevista com Agripino Magalhães Jr

GAY BLOG BR: Qual a sua formação e trajetória profissional? 

Agripino Magalhães Jr: Ensino superior incompleto em Pedagogia. Fui assessor parlamentar no Congresso Nacional, Câmara dos Vereadores em São Paulo e oficial de gabinete na Secretária Municipal da Justiça/PROCON SP.

GB: O que motivou a se candidatar?

Agripino: Estou pela terceira vez disputando uma vaga no legislativo. O que me motiva é ver as injustiças todos os dias contra a população e, principalmente, contra os nossos irmãos e irmãs LGBTQIA+, que não são respeitados pela maioria da sociedade.

GB: Quais os desafios enfrentados ao ser uma candidatura abertamente LGBT+?

Agripino: O principal desafio é momento político com o Presidente da República, que destila ódio e fakenews todos os dias contra nós, LGBTQIA+.

GB: Quais são as suas principais propostas? Há pautas exclusivamente para LGBT+?

Agripino: Minhas principais propostas são emendas para termos leis que realmente sejam votadas pelo poder legislativo estadual e federal. Como proposta vou ampliar as Delegacias especializadas em crimes de intolerância (DECRADI), sendo que existe apenas UMA na capital paulista; Vou implementar um projeto social com parceria público-privada com o Estado e municípios sobre empregabilidade para pessoas LGBTQIA+; Aumentar o número de ambulatórios para atender à população LGBTQIA+ e principalmente as pessoas transexuais, que querem fazer a transição.

GB: Quais medidas você acredita serem necessárias para combater a LGBTfobia?

Agripino: Leis mais severas e agentes de segurança, tanto municipal, quanto estadual, mais preparados para atender às vítimas de LGBTIfobia e outros tipos de violência.

GB: O que você pensa sobre o uso e políticas da PrEP?

Agripino: Penso que é um excelente medicamento mas que precisa muito ser divulgado para conhecimento de toda a população LGBTQIA+. Porém, mesmo assim, o sexo mais seguro é com o uso de preservativos para evitar IST’s.

GB: Como você avalia o governo de Bolsonaro?

Agripino: Péssimo, horrível e terrível. Porque este cidadão apareceu na mídia e foi eleito dizendo fakenews sobre a população LGBTQIA+ e o tal do “kit gay” que nunca existiu.

Confira a lista de candidaturas LGBTQIA+ de 2022 neste link.

Lista de candidatos LGBTQ+ nas eleições 2022 | Deputados, Senadores, Governadores




Junte-se à nossa comunidade

Mais de 20 milhões de homens gays e bissexuais no mundo inteiro usam o aplicativo SCRUFF para fazer amizades e marcar encontros. Saiba quais são melhores festas, festivais eventos e paradas LGBTQIA+ na aba "Explorar" do app. Seja um embaixador do SCRUFF Venture e ajude com dicas os visitantes da sua cidade. E sim, desfrute de mais de 30 recursos extras com o SCRUFF Pro. Faça download gratuito do SCRUFF aqui.