GAY BLOG BR by SCRUFF

Desde 2012, a SANSEX – Mostra da Diversidade de Santos atua na promoção e fomento das linguagens artísticas LGBTQIA+, sendo o maior evento do gênero no litoral do estado de SP. Com a missão de proporcionar a aproximação às atividades, este ano o evento será online, seguindo as instruções do Plano São Paulo referente à pandemia.

Feliz Ano Novo (
Frame de “Feliz Ano Novo” – Divulgação

“Nossa missão tem sido proporcionar a aproximação de nossas atividades à população em geral, dando acesso gratuito, além de acolhimento ao público LGBTQI+ para participação e entrosamento na realização artística/cidadã. Vivemos tempos de apagamento, onde lutamos para manter algumas conquistas e continuar difundindo a cultura com foco nos LGBTQIA +. Esse tipo de evento é importante por gerar uma sensação de pertencimento a população. Sensibilizar através da arte ainda é o melhor caminho. A SANSEX, nestes anos de atuação comprovou sua programação gera interesse em toda a população e aos integrantes deste movimento, colabora na formação de redes de apoio, com a sensibilização de pessoas heteronormativas para nossas causas e sobretudo com um espaço que une pessoas de todos os tipos em busca de uma sociedade mais justa e igualitária, reforçando o sentimento de pertencimento”, ressalta o organização do evento.

A Sansex começa no dia 17,  Dia Mundial de Luta Contra a Homofobia, e segue até dia 22 de maio.

SANSEX - Mostra da Diversidade de Santos realiza edição on-line no mês de maio

PROGRAMAÇÃO

17/05- ABERTURA

EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA PERMANENTE – Acessível de 17 a 22 de maio nas plataformas do MISS (Museu da Imagem e do Som de Santos) – Exposição “Mais Amor para Todos” – Fotógrafa: Amanda Cervantes – Quando: de 17 A 22 DE MAIO – Onde: facebook.com/MisSantosSp e instagram.com/missantosmuseudoaudiovisual

19H – Abertura Oficial. Fala de autoridades, parceiros e organizadores. Onde: https://bityli.com/YVvyhhttps://bityli.com/vhETN

19:30H – 10 anos do reconhecimento da união homoafetiva como entidade familiar no Brasil – Mediação: Dra Rosângela Novaes e Taiane Miyake – Onde: Plataforma Zoom (100 inscritos) Fanpage e Youtube da SANSEX. Os debates ficarão disponíveis no canal do Youtube no dia seguinte. Inscrições: https://bityli.com/gOeeJ. Convidada especial: MARIA BERENICE DIAS (RS) – Advogada, pós-graduada e mestrado em Processo Civil pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Vice-Presidente Nacional do IBDFAM; Presidente da Comissão Nacional da Diversidade Sexual e de Gênero do CFOAB; Autora de diversos artigos e livros. Convidado: Frederico dos Santos Messias  – Juiz de Direito – Titular da 4a Vara Cível da Comarca de Santos – Juiz Corregedor Permanente dos Cartórios de Pessoas Naturais. DEBATE: Há temas complicados de enfrentar, de debater sobre os quais se posicionar. A homossexualidade é um deles. Pesquisa realizada pelas fundações Perseu Abramo e Rosa Luxemburgo trouxe um dado surpreendente: 99% dos brasileiros têm algum tipo de preconceito contra homossexuais. O fato é que a homossexualidade não pode ser negada. Por decisão vinculante, o Supremo Tribunal Federal já reconheceu as uniões homoafetivas como entidade familiar, com os mesmos e iguais direitos das uniões estáveis entre um homem e uma mulher. O Conselho Nacional de Justiça assegurou acesso ao casamento. Mas ainda não há leis. É necessário reconhecimento de que o Direito da População LGBTI+ constitui um novo ramo do direito: Direito Homoafetivo.

PROGRAMAÇÃO

EXIBIÇÕES PERMANENTES DE 17 A 22 DE MAIO A QUALQUER HORÁRIO

FELIZ ANO NOVO – Direção: Mônica Donatelli
SOU PIETRA – Direção: Eric P. Rizzini e Nicole Z. Caroti
O PRIMEIRO RETRATO – Direção: Juliana Gomes e Luiz Roberto Penereiro|.
PORTA RETRATO – Direção: Eduardo Ferreira
VESTIDO DE AZUL – Direção: Diany de Jesus

Exposição “Mais Amor para Todos” de Amanda Cervantes nas redes sociais do MISS (Museu da Imagem e do Som de Santos). Onde: Facebook e Instagram do MISS (Museu da Imagem e do Som de Santos).

Hoje é dia de Curta – Cine Arte está realizando o Projeto Hoje é Dia de Curta – Online, e nesta edição uma parceria com a SANSEX – Mostra da Diversidade de Santos. De 17 a 22 de maio, serão exibidos curtas-metragens produzidos na região que envolvem a temática da diversidade sexual. As sessões acontecerão no Facebook do Cine Arte Posto 4 (facebook.com/CineArtePosto4) e no canal da Secretaria de Cultura no Youtube (bityli.com/7eDyp).

DIA 18/05

16h – Lançamento da linha de produtos SANSEX em parceria com o Bazar Cafofo. Bazar Cafofo, o evento pioneiro no segmento da economia criativa na Baixada Santista, comandado pelo ator e produtor cultural Luiz Fernando Almeida, relança sua linha de produtos para o e-commerce, com estampas desenvolvidas pelo Designer Matheus Lipari. Nesta nova coleção a CAFOFO.ART terá 04 linhas de estampas. A linha de produtos com temática da diversidade, uma COLAB com a SANSEX ,traz uma variedade de produtos como: camisetas masculinas, femininas, plus size, ecobags, canecas, entre outros. Onde: O lançamento on-line acontecerá nas redes sociais do Bazar Cafofo (@bazarcafofo) e da SANSEX. Os produtos serão comercializados no site da Cafofo Store. Instagram @bazarcafofo. Onde comprar: www.cafofo.art.br

17h – Oficina “Onde a palavra transborda”. Onde: Plataforma Zoom. Inscrições: https://bityli.com/ewUvS. A oficina “Onde a palavra transborda” tem como conceito o compartilhamento de aprendizados adquiridos durante essa travessia que chamamos de Pandemia. O isolamento social foi determinado a partir de março/2020 no país, porém o isolamento de corpos dissidentes se faz presente desde a nossa colonização. À medida que o genocídio da população negra e LGBTQIA+ se confunde com as subnotificações de indivíduos mortos por falta de assistência. Os dias seguem e nos encontramos em isolamento social. O que nos faz buscar maneiras de estreitar vínculos afetivos através do ambiente virtual e desejar que o afastamento seja apenas da obra de arte e não da humanidade. Cintia Neli é produtora cultural, poetisa periférica, assistente social, ambientalista e cineasta. No último ano realizou o documentário “Vila dos pescadores – da pesca ao povo” (2019), vencedor no festival Santos Fest Film 2019. Gustavo Pereira, jornalista e produtor cultural, promove ações de arte e cultura negra LGBTQIA+intersecional em coletivos independentes. Victoria Lam é graduanda de Cinema e artista multidisciplinar sino-brasileira, atuando com cinema, bordado e arte-educação. Nascida em Santos, faz da arte uma maneira de registro de suas narrativas e ferramenta de cura, estuda sobre identidades sino-brasileiras e é viciada em aprender coisas novas todos os dias. OBJETIVOS: A realização de três encontros em plataforma fechada com a finalidade de promover o debate por meio da arte sobre conceitos popularizados pela internet. Com a apresentação dos trabalhos realizados anteriormente pelo mediador e das artistas convidadas se relacionam com a noção de diversidade no campo da arte educação. PRÉ-REQUISITOS: Acesso à internet e acesso a um suporte com áudio e vídeo. PÚBLICO ALVO: Maiores de 16 anos.

19h – DEBATE: 17 de maio – Dia Internacional e Municipal de combate a LGBTfobia – 20 Anos da Lei nº10.948/01”. Mediação: Dra Rosângela Novaes e Taiane Miyake. Onde: Plataforma Zoom ( 100 inscritos) Fanpage e Youtube da SANSEX. Os debates ficarão disponíveis no canal do Youtube no dia seguinte. Inscrições: https://bityli.com/YXceX. Convidado: Cássio Rodrigo – jornalista e atualmente é Coordenador Municipal de Políticas para LGBTI+, da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania, da Prefeitura de São Paulo. Foi Coordenador Municipal de Diversidade Sexual de São Paulo e também Coordenador Estadual de Políticas para a Diversidade Sexual, da Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado de São Paulo. Militante LGBTI desde 1995, com 15 anos na gestão de políticas públicas para a população LGBTI+, presidiu a Comissão de Seleção de Projetos LGBT dos Editais ProAC nos anos de 2011 a 2016. Foi tutor em duas turmas do Curso de Ensino à Distância “A Conquista da cidadania LGBT – a política da diversidade sexual no Estado de São Paulo”, promovido pela Secretaria da Justiça e Cidadania, nos anos de 2013 e 2014. Como Coordenador Estadual de Diversidade Sexual, esteve à frente da formação de mais de 11.100 pessoas que passaram por palestras, oficinas, rodas de conversa sobre os direitos LGBTI. Foi Diretor do Departamento de Educação em Direitos Humanos, em 2020, quando implementou o curso EAD “Desvendando o Arco Íris – Mitos e Realidade”, voltado à formação de servidores públicos para o atendimento e acolhimento da população LGBTI+ na Cidade de São Paulo.

20h – Debate: Transexualidade: Os desafios atuais das pessoas transgêneros – Mediação: Dra Rosângela Novaes e Taiane Miyake – Onde: Plataforma Zoom ( 100 inscritos) Fanpage e Youtube da SANSEX. Os debates ficarão disponíveis no canal do Youtube no dia seguinte. Inscrições: https://bityli.com/oVNDrConvidada especial: TEREZA RODRIGUES VIEIRA (SP) – PhD em Direito pela Université de Montreal, Canadá; Doutorado e Mestrado em Direito das Relações Sociais (Direito Civil) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo; Especialização em Bioética pela faculdade de Medicina da USP; Especialização em Interesses Difusos e Coletivos pela ESMP/SP; Especialização em Sexualidade Humana pela Sociedade Brasileira de Sexualidade Humana; Professora do Mestrado em Direito da UNIPAR, Universidade Paranaense e Advogada em São Paulo; Autora e Coautora de diversas obras em Direito e Bioética. Convidados: Márcia Lawant Atik (SP) – Psicóloga clínica, conferencista, com especialização em Sexualidade, Terapia de Família e Casal, Transtornos Alimentares e Doenças Psicossomáticas, Membro do Centro de Estudos e Pesquisas do Comportamento e Sexualidade (CEPCOS). Frederico dos Santos Messias: Juiz de Direito – Titular da 4ª Vara Cível da Comarca de Santos – Juiz Corregedor Permanente dos Cartórios de Pessoas Naturais. DEBATE: O tema transgêneros será relacionado às variadas circunstâncias da vida: uso do plano de saúde, esporte, histórico da transexualidade no judiciário, registro civil, saúde, criança, adolescente, eleições, trabalho, aposentadoria, despatologização, aplicação da Lei Maria da Penha, transfobia, educação, uso de banheiro público, discurso do ódio, cárcere, forças armadas, doação de sangue, situação de rua, casamento, pai grávido, arrependimento, cinema, sempre voltados para a defesa da igualdade e dignidade das pessoas trans.

Dia 19/05

18h – Lançamento do Livro Bichas Brasileiras de Patrick Cassimiro e bate papo com o autor. Mediação:Lucas Onofre ( ator, bailarino, educador). Onde: Youtube (https://bityli.com/fEbm6). Fanpage da SANSEX ( https://bityli.com/2PLSW). Sinopse do Livro: Quantas referências LGBTQIA + você teve durante a sua infância? O autor deste livro não teve muitas e foi munido desta pergunta que mergulhou em pesquisas para conhecer quem foram os ícones brasileiros que abriram as portas do armário para que ele e tantas outras bichas pudessem ser quem são, longe de estigmas e culpas. Bichas Brasileiras é um livro-homenagem em formato de almanaque ilustrado com histórias felizes, curiosas, tristes, mas tendo em comum o fato de mostrarem personagens de diversas épocas do Brasil que não podem ser esquecidos. Conheça a história de Cássia Eller, Matheus Passarelli, Silvetty Montilla, Laerte, João Silvério Trevisan entre outras. Autor: Patrick Cassimiro tem 31 anos, mas a sua idade ele não revela. É um homem negro, cisgênero, gay e bicha. Mora em São Paulo, mas é goiano no RG e na paixão pela pamonha. Em Brasília, viveu 5 anos e formou-se em jornalismo na Universidade de Brasília (UnB). Hoje atua como UX Designer na Associação Nova Escola. Bichas Brasileiras nasceu em seu Instagram e agora é sua primeira publicação impressa, feita em formato de financiamento coletivo.

17h – Oficina Onde a palavra transborda – Onde: Plataforma ZOOM. Inscrições: https://bityli.com/ewUvS

19h – Debate: Intersexualidade: O direito de ser o que se é. Mediação: Dra Rosângela Novaes e Taiane Miyake. Onde: Plataforma Zoom (100 inscritos) Fanpage e Youtube da SANSEX. Os debates ficarão disponíveis no canal do Youtube no dia seguinte. Inscrições: https://bityli.com/qL3Bp. Convidada especial: FERNANDA BARRETO (BA) – Graduada em direito pela UFBA; sócia do Ribeiro, Mello & Barretto Advogados; Mestra em família na sociedade contemporânea pela UCSAL, Conselheira da OAB/BA, Presidente da 4T do Tribunal de Ética da OAB/BA. Convidada: Mônica Porto: advogada e Presidente da Comissão da Diversidade Sexual e de Gênero da OAB Sergipe. DEBATE: O intersexo é a própria diversidade encarnada, é a prova inconteste de que o binarismo de gênero não é um destino incontornável imposto pela biologia, mas uma construção cultural que alicerça a heteronormatividade, o patriarcalismo e o machismo. A própria natureza nos apresenta a situação de pessoas que não se enquadram com exatidão nos padrões de homem ou mulher E o fato é que esse binarismo imposto como inexorável às pessoas desde o seu nascimento desrespeita, ignora, segrega, exclui, deprime, mutila e até mata. A discussão sobre a temática objetiva permitir sua compreensão e a propagação da luta pelos direitos das pessoas intersexuais.

Dia 20/05

17h – Oficina A Palavra Transborda – Encerramento. Onde: Plataforma Zoom. Inscrições: https://bityli.com/ewUvS

18h – DANÇA – Escarcéu – Cia Etra de Dança – Santos. Onde: Youtube https://bityli.com/fEbm6 e Facebook https://bityli.com/2PLSWSobre o espetáculo: Escarcéu, propõe uma hipérbole do real, o absurdo cotidiano, desnudando a superfície das coisas com as quais o homem se habituou a viver, suas relações com o exagero, onde se revela a ideia de que viver no absurdo é tão comum que um momento de sensibilidade é ilusório e irreal. Toda a composição coreográfica vem da observação do encontro de ondas, formando um escarcéu, numa movimentação que se reflete num ciclo sem fim de ondas que se arrastam, que se chocam, que destroem num constante fluxo de movimento que é por vezes inacabado, num tsunami de imagens e sensações. Cia Etra: A Cia Etra de dança contemporânea surgiu em 2001 das inquietações, da busca pela diversidade, de uma proposta estética unida à ideia de pesquisar movimento, do então coreógrafo e bailarino Edvan Monteiro e da bailarina Ariadne Filipe, ambos recém-formados pelo Colégio de Dança do Ceará em Fortaleza.

19h – Debate: Educação e Diversidade. Mediação: Dra Rosângela Novaes e Taiane Miyake. Onde: Plataforma Zoom ( 100 inscritos) Fanpage e Youtube da SANSEX. Os debates ficarão disponíveis no canal do Youtube no dia seguinte. Inscrições: https://bityli.com/3PV0MConvidado Especial: Thiago Teixeira Sabatine (SP) – Doutor em Antropologia Social (Ciência Social) pela Universidade de São Paulo (2017) e mestre em Ciências Sociais (2012) pela Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Campus de Marília. Integrou a equipe técnica da Secretaria de Estado da Educação de São Paulo entre 2013 e 2018 com atuação na área de gestão pedagógica democrática, educação em sexualidade, diversidade sexual, gênero, currículo escolar de Sociologia no Ensino Médio, educação em Direitos Humanos e prevenção às IST, HIV/Aids e Hepatites Virais. Tem experiência profissional no desenvolvimento de materiais pedagógicos e na formação de professores de Educação Básica. Tem experiência na elaboração de cursos na modalidade de educação à distância, com destaque para a organização do conteúdo do Curso Gênero, sexualidade e diversidade sexual: desafios para a escola contemporânea, oferecido pela Escola de Formação e Aperfeiçoamento dos Professores. Convidada: Dra. Paloma Palma Mello: Psicóloga do esporte, psicóloga clínica, funcionária pública, professora e gestora e psicopatologia fenomenológica. DEBATE: A desigualdade educacional relacionada ao gênero, sexualidade, classe e cor/raça, são persistentes no Brasil. A discussão busca oferecer subsídios para a compreensão da educação a partir da perspectiva dos estudos de gênero, sexualidade e diversidade sexual, articulando reflexões presentes nas ciências sociais, no direito e na educação. Todos temos direito a uma educação de qualidade, para que possamos desenvolver potencialidades, habilidades e conhecimentos para a vida. O que se busca é o direito ao respeito no ambiente de aprendizagem, reconhecimento pleno das diferenças e da convivência ética e justa, onde, juntos, professores e alunos, aproveitem e se beneficiem plenamente do processo educacional.

Dia 21/05

18h – Pocket Show – Vila Parisi Não Será Soterrada – Voduù Produções – Onde: Youtube https://bityli.com/DYhhD Facebook https://bityli.com/2PLSWCom Tamyris O’hana: É um show em comemoração ao não soterramento do bairro Vila Parisi, cantado pela voz de Tamyris O’hana, performer, pesquisadora afrodiasporique e não-binarie, o concerto traz elementos do universo simbólico e imagético africanos / caiçaras, atrelados a músicas que remontam a memória da Vila assolada por um modelo de desenvolvimento tecno-fascista implantado na década de 70 e que até hoje opera sua lógica nas periferias do capitalismo. As intersecções de imagens e de sons são uma resultante da junção das pesquisas entre Tamirys O’hanna, Sander Newton e Marcos Santos, onde juntos experimentam processualmente linguagens que catalisam o poder dialético popular por meio da performatividade.

19h – Debate Direito e Vulnerabilidades LGBTIQ – Garantias Constitucionais da não discriminação. Mediação: Dra Rosângela Novaes e Taiane Miyake. Onde: Plataforma Zoom ( 100 inscritos) Fanpage e Youtube da SANSEX. Os debates ficarão disponíveis no canal do Youtube no dia seguinte. Inscrições: https://bityli.com/tECwf Convidada especial: Patrícia Corrêa Sanches: Doutora em ciências jurídicas pela Universidade Del Museo Social Argentino – Buenos Aires; Especialista em Direito Civil pela UCAM-RJ; Professora da Escola da Magistratura do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro – EMERJ. Convidadas: Marina GanzaroliAdvogada e Presidente da Comissão da Diversidade Sexual e de Gênero da OAB São Paulo. Heloisa Gama Alves. Advogada e Coordenadora Titular da Aliança Nacional LGBTI+ do Estado de São Paulo. Debate – Temática voltada à exposição dos fatores e consequências da discriminação pela via digital, prática recorrente, baseada em um pseudoanonimato das redes sociais e da internet. A abordagem ao Marco Civil da Internet, à Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais – LGPD, e às Garantias Constitucionais será a tônica dessa exposição.

Dia 22/05 – ENCERRAMENTO

20h – Dama da Noite- com Luiz Fernando Almeida – Comemoração 10 anos em cartaz. Youtube SESC SANTOS https://bityli.com/wUhLx. Youtube SANSEX: https://bityli.com/fEbm6A vida rolando por aí feito roda-gigante, com todo mundo dentro,e eu aqui parada, pateta, sentada no bar.” A fala da personagem ecoa e traz consigo a força de milhares de outros corpos, almas, pessoas que se encontram na mesma situação niilista, se sentindo ‘por fora do movimento da vida’, como diz a mesma personagem. É o eco-reflexo de uma multidão que aprisiona seus sentimentos e suas angústias por se encontrarem em um mundo que ainda não aprendeu a respeitá-los. “Dama da Noite” é um porta voz de tantas outras vozes. É uma boca que, aberta, emana o grito aprisionado de um sem-número de bocas que encontraram no silêncio sua melhor fantasia, não por escolha, mas por medo, incompreensão ou falta de outra – e mais digna – opção. (“Olha bem pra mim – tenho cara de quem escolheu alguma coisa na vida?”). Com atuação de Luiz Fernando Almeida e direção de André Leahun, o espetáculo é uma adaptação do conto homônimo de Caio Fernando Abreu. Dama da Noite é o espetáculo santista a mais tempo em cartaz ininterruptamente. Está há 10 anos em cartaz e já realizou diversas temporadas em SP e circulou por cidades como : Curitiba, Rio de Janeiro, Salvador, Rio Branco, Santos, Ribeirão Preto, Araçatuba, Catanduva, Mogi das Cruzes. Participou de eventos como Festival Mix Brasil da Diversidade, Festival de Teatro de Curitiba ( FRINGE), Virada Cultural, Corpo SubCorpo (SESC SP), Legítima Diferença ( SESC SP), entre outros. Este trabalho foi indicado nas categorias Melhor Ator, Diretor, Figurino, Cenografia, Trilha Sonora e Espetáculo Independente no prêmio Aplauso Brasil 2014. A peça também ganhou o audiovisual e virou um curta metragem produzido e estrelado por Luiz Fernando Almeida com direção de Dino Menezes. O filme já foi exibido em diversos festivais e mostras nacionais e internacionais. A versão on line conta com a colaboração de Matheus Lipari (Direção de Arte), André Cajaiba (Iluminação), Jhullia Marques (Visagismo), Sander Newton (Filmagem e edição), Ricardo Vasconcellos (Produção Executiva), Raphael Xavier (Técnico de transmissão). O espetáculo ficará disponível até domingo 23/05 no Youtube do SESC Santos. 

Ficha Técnica SANSEX – Mostra da Diversidade de Santos: Coordenação Geral: Luiz Fernando Almeida e Ricardo Vasconcellos. Coordenação de Produção e Design Gráfico: Matheus Lipari. Coordenação e Curadoria de Debates: Rosangela Novaes e Taiane Miyake. Produção: Gustavo Pereira e Lucas Onofre. Coordenação de transmissão On- Line: Raphael Xavier. Vinhetas e montagem de sessões: Thatia de Freitas. Realização: Cafofo Produções e Olhar Caiçara. Apoio: Vereadora Telma de Souza, Secretaria Municipal de Cultura de Santos, SESC Santos, Museu da Imagem e do Som de Santos, IBDFAM, Cine Arte Posto 4, Cafofo Store. Agradecimentos: Nadia Mangolini , Lígia Azevedo Raquel Pelegrinni , equipes da Secretaria de Cultura de Santos, MISS , Film Commission e Sesc Santos, Douglas Lima.

Mais infos: instagram.com/mostrasansex e linktr.ee/sansex

Junte-se à nossa comunidade

O app SCRUFF está disponibilizando gratuitamente a assinatura PRO no Brasil, com todas as funcionalidades premium. Seja Embaixador SCRUFF Venture para ajudar os LGBTs que estão visitando sua cidade. Tenha uma agenda atualizada das melhores festas, paradas, festivais e eventos. São mais de 15 milhões de usuários no mundo todo; baixe o app SCRUFF diretamente deste link.